Pier de Ipanema: para tudo!

Queria complementar um post abaixo:  “Pier de Ipanema aumentará número de barcos de passeio no Guaíba”.  Quem não leu ainda o post e viu o singelo render, clique aqui antes.

Bom, porque pensar pequenininho Sr Prefeito? Dona SMTUR? Porque um simples trapiche de 20m por 2m com doze estacas à 43 mil pila? Porque não pensar grande??? Porque não pensar em construir algo que atraia turistas de fora?? Porque não pensar num projeto ousado que vire um cartão postal da cidade? Porque não?

E toca-lhe jerivás de novo! Chega disso! Que coisa mais simplória e medíocre. Desculpem Srs leitores pelo tom irado deste post, mas parece que esta cidade perdeu de vez a ousadia que tinha nas décadas de 40 e 50: tudo que se cria agora carece de genialidade, tudo é barato e basicão. Este pier não pode sair desse jeito, me desculpe, Fortunatti e ATUN- RS. Parem tudo e repensem!

Alguns exemplos de piers que a população da capital do quarto estado mais rico da sexta economia do mundo merece ter.

Clique para ampliar

__________________________________________________________________

Por favor mandem seus emails indignados para acompanharem o meu a secretaria municipal de turismo:

secretaria municipal de turismo: raulmendes@turismo.prefpoa.com.br



Categorias:Outros assuntos

79 respostas

  1. Não concordo com a matéria, pois o propósito do píer, trapiche,terminal de embarque, chamem como queiram, é apenas para facilitar o acesso para o embarque e desembarque dos turistas às pequenas embarcações. Apenas isto. As fotografias postadas são de plataformas como as que existem em nossa orla marítima. O objeto de laser proposto pelos responsáveis da obra, aos turistas, são os passeios de barco e não o píer.

    http://lrc.salemstate.edu/pictures/ipc2012/pages/image2.htm

    Curtir

  2. Retornei a Porto Alegre a’ pouco mais de 2 meses, depois de ter morado na europa por quase 6 anos, tive o privilégio de conhecer orlas onde os habitantes locais e turistas se interagiam com a beleza do lugar através de uma infraestrura que permitiam a’ eles terem momentos de pura descontração, e muitos daqueles lugares existem piers que fazem os habitantes sentirem orgulho de morarem em um lugar onde a beleza da orla deles possa ser admirada por Ângulos diferentes que vão além da beira de um rio, mar ou lagoa. A beleza de uma orla deve ser valorizada como uma mulher que passa horas em frente ao espelho se arrumando para ser admirada por aqueles que passarão por ela ao longo de seu caminho. Um belo brinco embeleza mais ainda uma bela mulher, um belo pier embeleza mais ainda uma bela orla. Imaginem dois belos brincos!

    Curtir

  3. Queria dar um exemplo de como não podemos transplantar solucoes de um lugar para outro sem levar em conta o entorno ambiental, populacional, econômico, etc.. . A segunda imagem apresentada acima, como um pier que poa mereceria ter é o Pier 14 em São Francisco. Longo, largo, moderno, sem dúvida… mas essa foto mostra a vista para o mar… e de onde sai esse pier bacana que deviamos ter aqui em Ipanema? De um enorme bloco de prédios… esse contexto de alta densidade urbana até comporta um pier desse tipo, mas em Ipanema?

    Curtir

    • detalhe esse pier 14 é so para as pessoas passearem, não é para barcos… é mais uma oferta de um passeio a pé para os turistas e os moradores….

      Curtir

    • a terceira foto apresentada acima é na verdade de uma marina…com restaurante, o que é outro modelo de negócio, diferente de um simples pier onde os barcos atracam e não pagam…

      Uma marina é outra coisa e temos marinas de clubes com restaurantes em Poa. e havia uma proposta de uma bela marina pública… se a prefeitura encampar a ideia, ai sim seria outro modelo de negócios, projeto de 500 milhoes com participação da iniciativa privada e na pratica parecida ao que foi proposto aqui nesse post, superior na verdade a alguns exemplos dados. Sou totalmente a favor de uma marina publica de qualidade em poa.
      https://portoimagem.wordpress.com/2011/01/28/uma-marina-publica-para-a-capital/

      Na verdade dentro do projeto de revitalização da orla do Lerner apareceram imagens de uma marina também. Nesse caso também totalmente a favor, pq pode ser viável economicamente e valeria a pena investir.

      Curtir

      • Jorge, as fotos não são para copiar literalmente os projetos para cá, mas para se ver como há idéias, materiais, design, tamanhos e estilos muito mais sofisticados sendo usados no mundo. É para pensarmos maior, não para copiarmos ipsis verbis os das fotos. Acho que os atracadouros do Uruguai postados acima traduziriam melhor o que poderíamos ter em Ipanema talvez.

        Curtir

      • Sim, os piers do Uruguai já são mais próximos da nossa realidade e tenho certeza que o pessoal do turismo náutico adoraria tem algo assim em Ipanema, se não tem é pelas dificuldades encontradas no meio do caminho…duvido que seja por falta de desejo de ter um pier melhor…é o trabalho deles afinal.

        Curtir

      • Um adendo Jorge: as marinas com restaurantes em Porto Alegre não são abertos ao público. Sao dos clubes náuticos. Nós falamos aqui de turismo. Essas marinas que temos estão de costas pra cidade e pro turismo. Então nem vale a pena citá-las.

        Curtir

        • Sim, por isso falei das 2 marinas públicas que foram propostas, abertas ao público em geral. Adendo: o restaurante do Jangadeiros é aberto ao público e na frente se tem o Guaíba, embora nao se tenha acesso aos barcos. Mas pier para embarque e marina sao negócios muito diferentes, embora toda marina tenha um pier. É como dizer que se quer ônibus leito para as linhas urbanas em Poa. Quem não gostaria? Mas são 2 negócios diferentes, linha urbana e linha interestadual. Um pier com toda a qualificação de uma marina, quem não gostaria? mas…

          Curtir

  4. PIER DE IPANEMA: COMENÇANDO TUDO!

    Devido as diversas manifestações no Blog Porto Imagem, a Associação do Turismo Náutico do RS considera importante manifestar sua opinião para que possa também ser postada neste blog que faz críticas e elogios ao que acontece na cidade de Porto Alegre.

    Assim como o Porto Imagem e os autores dos vários comentários postados no blog a respeito da construção de um píer flutuante na orla do bairro Ipanema, a Associação do Turismo Náutico (ATUN-RS) quer o melhor e o mais bonito para Porto Alegre e para o nosso Lago Guaíba. Sobe-se uma escada pelo primeiro degrau, e é o que estamos fazendo com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo. Um píer de 20 metros de extensão não é o ideal para Ipanema e nem para todas as embarcações que fazem passeios turísticos no Guaíba. Mas foi dado o primeiro passo. E não é pouca coisa, pois foi necessário um ano para a obtenção de todas as licenças, inclusive da Marinha, para poder iniciar a construção do equipamento. Para quem viu a imagem digital simulando o equipamento e, a partir dela, concluiu que será um “trapiche medíocre”, muito longe do que a cidade merece, é bom lembrar que se trata apenas de uma “simulação” e não o projeto do Píer. O píer será construído em madeira autoclavada, supermoderno e terá iluminação com lâmpadas LED em toda sua extensão, contribuindo para o visual da orla. Além disso, será uma estrutura em módulos para permitir que o equipamento seja ampliado na medida em que crescer a demanda por passeios náuticos com embarque e desembarque naquela região, possibilitando assim a atracação de embarcações maiores. Fato é que o processo se iniciou.

    Há 10 anos um único barco faz passeios turísticos a partir da praia de Ipanema e nunca foi construído nada por lá. Os passageiros precisam ser transportados de bote da margem até o barco! Isto sim é vergonhoso para a cidade de Porto Alegre: não ter estrutura nenhuma.Em função da construção do píer, dois NOVOS barcos, COM CAPACIDADE ENTRE 30 A 40 PESSOAS CADA, já foram adquiridos por nossos Associados e entraram em processo de licenciamento para ficarem disponíveis junto com o final das obras do Píer , para aumentar a oferta de passeios regulares naquela região do lago, estimulando o turismo. É a demanda que começa a ser estimulada. Do que adiantam megaprojetos que levam anos e anos e não saem do papel . O píer de Ipanema tem data para começar e terminar (até 25/11/2012). Para a ATUN, que representa todos os empreendedores do turismo náutico de Porto Alegre, quanto mais equipamento do gênero melhor, não importa o tamanho porque há embarcações de diferentes portes que navegam no Guaíba, inclusive de lazer, e que já manifestaram interesse em usar o píer. A partir da próxima semana o novo equipamento começa a ser construído para estar pronto em novembro. Entendemos que não é o caso de um “para tudo”, mas de “começa tudo”.

    Adriane Hilbig

    Proprietária do Barco Cisne Branco

    Vice Presidente da Atun-RS

    Cidadã de Porto Alegre

    Curtir

    • Adriane, obrigado pela resposta e pela tua participação no blog!
      Contudo, aindo acho um projeto muito mesquinho para uma capital do terceiro Estado mais rico do país, e uma repetição da tradição portoalegrense de pensar pequeno. Um pier de 2 metros de largura mal dá pra passar uma pessoa, nem pensar em bancos e por aí vai.

      Mas novamente obrigado por sua atenção!

      Curtir

    • Concordo contigo Adriane, que um primeiro passo tem que ser dado, Fiz um passeio pra Ilha de Pedras Brancas, com saída de Guaíba, na primeira viagem em janeiro deste ano, pelo barco Travessia, que creio ser credenciado de vocês, e era de fato vergonhoso o embarque no pier abandonado de Guaíba. O barco era mais baixo que o pier de concreto, tínhamos que entrar pelo teto e descer uma escada improvisada. Na volta, o rio estava agitado, o barco balançava muito, tivemos que subir por pneus pra voltar pro pier e a minha namorada chegou a sangrar o joelho no procedimento, graças a pedaços de metal enferrujados que estavam na ponta do cais.

      É necessário sim dar esse primeiro passo, mas convenhamos que depois de um ano esperando um licenciamento, poderiam já ter partido para algo um pouco menos “mesquinho” como o Marcelo bem disse acima. Veja os exemplos que dei de Colonia do Sacramento e Punta del Este mais acima. São piers simples de madeira também, mas ao menos tem uma largura decente, bancos, floreiras e parapeitos para serem frenquentados pela população não apenas como embarcadouro e sim como ponto turístico. Esse primeiro passo, não precisa ser de elefante, mas também não precisava ser de formiga como parece que vai ser.

      Se a arte não ilustra como realmente vai ser o projeto, quando tiver algo mais perto do real, a gente aqui adoraria ficar sabendo, se tu puderes compartilhar conosco, é claro.

      Já passeei várias vezes de Cisne Branco e sempre recomendo o passeio para quem visita a cidade, pois é algo diferente e o barco é bem bacana. E concordo que devem explorar mais o turismo, não só náutico, mas de toda a orla do Guaíba, que a cidade parece dar as costas. As críticas foram mais em relação à pequeneza do projeto, assim como tantos outros projetos simplórios que vemos sair pela cidade (como o famoso caso da ciclovia de toras).

      Como disse o Marcelo, obrigado pelos esclarecimentos.

      Curtir

  5. Nao sei pq se tem que ter um pier enorme…. eu ja gosto de piers, ou trapiches, de madeira, pequenos, simpaticos…. para barcos menores….cria um ambiente tão bom… nada contra os piers de concreto, mas depende um pouco do lugar…

    Alguns exemplos de trapiches pequenos, “pateticos”…. rs

    Cancun

    Esse é em maiorca… que pena que nao tenham um melhor..

    outro pier de pobre em maiorca

    outro trapichezinho de m ,,,, em baleares,…. sera que eles nao tem diheiro para colocar um melhor…mentalidade estreita…..

    Nao localizado, fotografo holandes,,,

    Uma penas que sejam pequenos de madeira….muito melhor algo de cimento com uns 200 m de comprimento….

    Desculpem a ironia…mas as criticas foram muito pesadas neste post… é claro que se alguem pode e é pertinenente se pode fazer um pier muito mais moderno e grande …mas a questao nao é essa… é que tambem existem lugares no mundo inteiro com trapiches pequenos ..pobres mesmo…mas vai depender do entorno…. temos uma bela natureza e um belo rio (embora brasileiro ache que bonito é so o mar) … pequenos barcos….belos passeios… sinceramente com isso se pode fazer muita coisa… eu nao quero algo parecido com Miami por aqui… e muito menos os turistas…. melhor ir diretamente para la… ou algum lugar parecido…. vamos valorizar o que o nosso… melhorar sem perder a verdade do lugar …. Se o trapiche for funcional, o fato de ser pequeno e rustico, interferindo pouco na orla de ipanema, é uma vantagem…. o que se tem que pensar é que serviços no entorno vao ser oferecidos, isso é que faz falta, tem que ter mais qualidade de restaurantes, cafeterias… lugares na praia para esperar em poltrona confortaveis o proximo barco, iluminacao a noite… eventos que aproveitem os barcos, musica, bicicletas para alugar ali, ja que tem uma ciclovia… podem nao gostar, mas é a minha opinao. …

    Curtir

    • É a função do Blog e seus leitores, questionar a mesmice da cidade de Porto Alegre e não concordar com tudo que a prefeitura faz Jorge. Obrigado pela tua participação.

      Curtir

    • Jorge, tu deve ter escolhido a dedo os piers mais simplórios possíveis, né? Agora compara o mar e orla de Mallorca ou das Baleares com o Guaibão e a orla de POA que não tem nada!! Aí uma das primeiras iniciativas é esse pier pobre. É de indignar! Mas concordo que os exemplos nas fotos acabaram sendo bem megalomaníacos.

      Esse ano passei as férias no Uruguai, onde visitei 3 cidades portuárias: Montevideo, Punta del Este e Colonia del Sacramento. O Uruguai não é um país rico, além de ser consideravelmente menor que o RS. Custava fazerem em POA então um pier pelo menos nos moldes desses 2 simples piers de madeira?

      Punta del Este: http://static.panoramio.com/photos/large/2237213.jpg
      Colonia del Sacramento: http://4.bp.blogspot.com/_QUjHHkqZuq4/S9TawkLbxfI/AAAAAAAAFJA/ksEWK3qz3zQ/s1600/pier.jpg

      Veja bem, não são piers enormes de concreto com 200m de comprimento. São piers pequenos, de madeira, onde tu pelo menos tu nota que houve um mínimo de bom gosto ao fazê-los. Colonia del Sacramento é uma cidadezinha de 60 mil habitantes. Punta, na alta temporada tem 400 mil habitantes (no inverno são só 9 mil). Portanto, pra uma cidade do porte de POA, algo como esses meus exemplos seriam o mínimo esperado. Sinceramente, melhor não ter nada do q esse ancoradouro pra bote de pescador com 2m de largura em Ipanema.

      Curtir

      • Bah Gasparetto, concordo contigo! Vendo esses exemplos uruguaios de extremo bom gosto, será que o portoalegrense é grosso por natureza e incorrigível?

        Curtir

        • Pra mim é o medo dos governantes de ousar e serem criticados, como eu disse num outro comentário mais acima. Claro q tem os grossos que preferem junco e lixo na orla do que qualquer coisa e eles são uma minoria que faz barulho, mas aposto dinheiro que a maioria gostaria dessas coisas na cidade. O problema é que eles não são participantes ativos como os “do contra” são.

          Curtir

      • Eu escolhi trapiches que acho bonitos…simples… não precisa muita coisa… é claro que o entorno é outro, mas é isso qu eeu falo, o importante não é o trapiche em si, mas o entorno de serviços, que isso sim tem que ser melhorado.

        Sobre a os teus 2 exemplos…. vc mesmo deu a resposta… veja a simplicidade dos dois exemplos e onde sao? nas duas maiores cidades turísticas do Uruguai, fora da capital, mesmo em um lugar cheio de iates carissimos como Punta fizeram algo até simples… mas Ipanema não é Punta… e até acho bom que não seja… porque querer fazer uma coisa ousada justamente nesse lugar, eu acho que proporcionalmente a nossa praia o pier proposto nao está mal…claro que o desenho divulgado não é bom, mas …é um desenho… e melhorias como as que vc sugere poderão ser feitas num segundo momento… o importante é ter algo razoável funcionando … harmonioso com o entono que existe, um pier ali, mesmo mais simples, vai atrair mais gente, talvez os serviços melhorem, se isso atrair mais publico com melhor poder aquisitivo se pode ir melhorando o proprio trapiche… Onde antes nao tinha nada, ter algo cria uma situação nova, que faz com qeu outras coisas aconteçam… isso é uma construção sólida, sustentavel,… Umas das criticas que se fez a Puerto Madero é que fizeram muitas coisas “ousadas” e contra o esperado não se atraiu tanto público…. eles tiveram que mudar o conceito. E isso é Puerto Madero, em B.Aires, capital da Argentina… Poa não é a capital do Brasil, nem mesmo seu principal destino turistico como são Colonia e Punta. Podemos chegar um dia lá mas dando os passos possíveis, isso não é acomodação… mas ação dentro da realidade…acomodação era a situação anterior em que nao se fez nada…

        Curtir

        • Eu mostrei o pier mais humilde de Punta e Colonia, que ainda assim são mais bem pensados que o daqui. Lá tem piers bem maiores, propriamente para barcos e iates, como você disse (vide esse aqui: https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/579352_367129743340619_1565958911_n.jpg).

          O que custava colocar uns banquinhos, uns postes de iluminação e fazer um pouco mais largo e comprido pra pelo menos virar um local aprazível pra ir a pé. Esses exemplos que eu dei são piers onde os moradores podem ir pra passear, sem ter barco, tomar um chimarrão e admirar a paisagem. O daqui vai ser só um trapiche mesmo como tu disse, pra amarrar barco. Já tem trapiches melhores particulares até aqui em POA mesmo. Olha pelo Google Maps: http://goo.gl/maps/Lrm9E // Esse aqui é visível da prainha da Vila Conceição.

          Curtir

        • Gasparetto, mesmo em duas importantes cidades turísticas do Uruguai, são totalmente admissiveis trapiches mais simples, porque aqui em Ipanema seria inadmissível? E olhe a diferença de história que eles tem, recebem até cruzeiros internacionais, claro que tem piers muito maiores… Aqui estamos começando… felizmente…não tinha nada antes e em 2 meses apenas já terá algo razoável… imagina daqui a 1 ano, daqui a 5… e 5 anos não é nada para a história de Punta ou Colônia como portos turísticos…

          Curtir

  6. Porto Alegre não tem saúde, segurança, transporte público de qualidade… e uns pensando em um pier para meia-dúzia de ricos.

    Viva as prioridades da minoria, enquanto a maioria morre!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: