Supermercados descumprem lei

Grandes redes preferem multa a contratar profissionais para trabalho de empacotadores, argumenta funcionário da SRTE

Operadores de caixa também são responsáveis por acondicionar produtos Crédito: PEDRO REVILLION

Algumas redes de supermercados de Porto Alegre, com exceção do Grupo Zaffari, seguem descumprindo a lei federal que determina a presença de empacotadores nos estabelecimentos. Nas redes Big Shop, Nacional, Maxxi Atacado, pertencentes ao grupo Walmart, e no Carrefour Passo D”Areia e Partenon, os operadores de caixa fazem também o empacotamento das mercadorias.

O chefe da Seção de Segurança e Saúde do Trabalho da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (SRTE), Marco Antônio Ballejo Canto, disse que as grandes redes preferem levar a multa a contratar um profissional. “A fiscalização vai até o supermercado e verifica se o operador de caixa também realiza o empacotamento das compras. Nesse caso, aplicamos a multa”, explicou. Segundo Canto, Big, Nacional, Maxxi Atacado e Carrefour pagam multas que variam entre R$ 700,00 e R$ 5 mil. De acordo com Canto, essas quatro redes são as mais resistentes à colocação de um empacotador nos caixas.

Na manhã de ontem, os clientes do Maxxi Atacado, na avenida A. J. Renner, na zona Norte de Porto Alegre, reclamaram do atendimento prestado pelo estabelecimento. A dona de casa Marisa Siqueira diz que traz de casa duas sacolas ecológicas porque sabe que o Maxxi não disponibiliza aos clientes sacos plásticas. “É um desrespeito duplo com os consumidores. Não há empacotadores nem sacolinha plástica”, comentou indignada.

O servidor público Mateus Weber ressaltou que já perdeu as contas de quantas vezes já reclamou com a gerência do supermercado sobre a falta de empacotadores. “Sempre trago minha sacola de casa, porque sei que não tem um funcionário para realizar essa tarefa”, acrescentou ele. Weber frequenta três estabelecimentos comerciais na Capital: o Big, da avenida Sertório, o supermercado Nacional, da avenida Venâncio Aires, e o Carrefour, do bairro Partenon. Nos três locais, ele verifica o mesmo problema, ou seja, a falta de empacotadores de mercadorias.

Segundo Ballejo Canto, as autuações nos estabelecimentos que insistem em manter a prática de não ter empacotadores terão prosseguimento. Para ele, a ideia é que, por meio das punições, as empresas supermercadistas finalmente tomem providência para se adaptarem à legislação vigente e contratem pessoal.

REDES QUE ESTÃO DESCUMPRINDO A LEI:

  • BIG
  • Nacional
  • Maxxi Atacado
  • Carrefour

Correio do Povo



Categorias:Comércio, Economia

Tags:, ,

52 respostas

  1. Na França, assim como em tudo quanto é país na Europa, não só não existem empacotadores e todos tem que trazer suas próprias sacolas, como também não tem frentista de posto, diarista, pintor, marceneiro, eletricista. Bem, na verdade até tem esses últimos quatro, mas tu gasta o salário do mês inteiro para chamar um. E todos vivem muito bem.

    Isso chama-se “população instruída”. Menor desigualdade de oportunidades de ensino e educação, de forma que mais pessoas fazem aquilo que querem, não apenas aquilo que conseguem fazer.

    Por isso o europeu é expert no faça-você-mesmo. Acho que essas entrevistadas pela reportagem deveriam adquirir mais humildade… e essa lei ir pro SACO! 🙂

    Como tem leis inúteis… servindo só pra atrapalhar o progresso social. Por favor, não confundam progresso social com conforto social. O europeu tem menos conforto que a classe média-alta brasileira, mas tem mais qualidade de vida: visto uma menor desigualdade social e maior valorização à qualidade da educação, eles podem CONFIAR mais uns nos outros. E isso é qualidade de vida: poder confiar.

    Curtir

    • Pode estar tudo perfeito na sua colocação, mas esqueceu que na Europa tem educação, no Brasil não, que aqui tem gente que vive com menos de R$60,00 por mes, não acredita? vai pesquisar que que tu vais comprovar, então, conclusão no futuro muito longe sua colocação poderá se aplicar, mas no futuro amanhã, no proximo mes, no ano que vem, este povo precisa destes empregos e de outro, como frentista de posto, diarista, marceneiro, eletricista, estes 2 ultimos não vejo como substituir, são profissões bastante especializadas, e que estão muito em falta, por acaso ontem conversando com um frentista ele se disse muito satisfeito, pois quando ele chegou a pequena cidade de Barra do Ribeiro, chegou somente com uma mala, e hoje já tem uma casa e outras coisas. Acho que precisamos no reportar a realidade do Brasil.

      Curtir

      • Claro, Eliseu. Claro que entendo o contexto do Brasil. Mas eu não acho que as energias deveriam ser gastas fazendo esse tipo de lei e tentando garantir que os supermercados as cumpram. As energias deveriam ser gastas, sim, em instruir a população.

        Ao mesmo tempo, ao falar que precisamos de uma Educação melhor, também é muito importante perguntar: QUAL educação?

        Estamos num sistema educacional que quer formar pessoas iguais (até o Ensino Médio, pelo menos) enquanto elas são, por natureza, diferentes. Recomendo:

        http://catarse.me/pt/livro-volta-ao-mundo-em-12-escolas

        Curtir

        • Eu não vou colocar tudo que penso mesmo que resumidamente, porque sei que irá provocar uma polemica muito grande, e não é este o objetivo, vou dizer apenas que sou do tempo do primario, ginasio e curso técnico, igual para todos, qual o prejuizo que eu e as pessoas da epoca sofreram com a igualdade do ensino, nenhuma, acho que tem que ter regras, senão vira isto que esta ai(aluno bate em professora, não tem respeito, professora não tem mais autoridade, aluno não roda, passa de ano sem saber ler, etc etc), mas parece que é o que querem os que comandam a educação, povo burro, sem educação, e facil manobrar, um boi pesa 700Kg, um homem de 70kg e consegue dominar um boi e faz ele puxar uma carreta, povo sem educação é que nem boi

          Curtir

          • Eliseu, eu não só te entendo como concordo com o que tu dizes. Mas esses problemas de desrespeito dos alunos aos professores e aos próprios pais ou qualquer outra pessoa é alimentado pelo desrespeito às características individuais e únicas de cada ser humano. Certamente as iniciativas que vemos vendo e que citaste vão na contramão do que considero melhor para todos nós, e elas não representam de forma alguma a proposta dos projetos que te enviei.

            Mas esse teu feedback é super importante, inclusive quero conversar mais contigo por e-mail para saber mais das tuas impressões iniciais sobre esses projetos. Me escreve? (e-mail abaixo)

            Curtir

  2. Caixas de supermercado não podem empacotar, em razão de questões de ergonomia… NR 17 do Ministério do Trabalho e Emprego, anexo I, item 3.3, onde estabelece que deve haver um empacotador para cada 3 caixas… Para quem não sabe, conforme dita a CLT, as Normas Regulamentadoras editadas pelo MTE são de cumprimento obrigatório!!! Tal medida é necessária pois são altos os índices de doenças ocupacionais nos “operadores de chekout”…

    Curtir

  3. O super do futuro será, faço minhas compras/pago pelo celular, depois chego em casa a compra estão em casa. A outra é encho o carrinho, e antes de passar no raio-x pelo celular digito minha conta, e passo o raio-x e já está paga a minha conta e sem sacola..

    Curtir

  4. Só de ver as ultimas noticias sobre leis que estao pensando em criar/criando por aí, dá vontade de fazer um meme:

    Legislar: você está fazendo isso errado.

    Curtir

  5. Uma questão política sem dúvida! Vivemos num pais em que voga o liberalismo econômico? Como nação, nas urnas, com certeza não. Participamos de um capitalismo social de estado cada vez mais forte onde suas regras estão para ser cumpridas. Seja em âmbito familiar, empresarial, ou de consumidor. Quem não gostar vote contra (se puder) e assuma sua marginalidade.

    Curtir

  6. Eu levo minha sacola e eu mesmo faço o serviço do empacotador. O que eu quero é pagar menos. Povo Brasileiro é cheio de frescura, e pouco trabalha.

    Curtir

    • Eu acho que não é uma questão de frescura, estes são empregos que são necessarios, é nestes empregos e em outros que os jovens de baixa renda começam, se tirar estes empregos deles, os traficantes vão preencher esta lacuna e povo no todo terá mais problemas, eu diria que estes empregos são a iniciação de muitos jovens.

      Curtir

  7. Eu acho que cada empresa oferece o serviço que quizer, eu mudei não compro mais nestas redes, se todos fizessem isto eles mudariam ou quebram, enquanto tiver havendo reclamação é porque as pessoas estão indo lá comprar e eles estão seguros de si, quando não ouver mais reclamação e o movimento cair, eu acho ai eles vão pensar.

    Curtir

    • Os supermercados não estão nem aí para os clientes. Podemos até reclamar, mas não acredito que alguém vai deixar de comprar naquele Super perto da sua casa porque não tem empacotador. Cansei de empacotar minhas compras no Bourbon Ipiranga, deixo meu dinheiro lá todos os meses e não é pouco. Costumo ir no Nacional só para comprar os produtos que estão mais baratos que no Bourbon, mas, sempre vou sabendo que vou esperar no caixa um tempão, porque caixa que é bom tem duas ou três no máximo e empacotador nem pensar….
      Quanto as sacolas plásticas, os estabelecimentos tem que empacotar o que vendem, já pensou comprar roupas, sapatos e etc e a Loja não empacotar.. Eta hipocrisia sem fim ….

      Curtir

      • eu axo é bom as pessoas empacotar,pois elas chegam no caixa para passar sua compras nao sabem o que querem,voltam para pegar alguma mercadoria que esqueceu, trancam a fila e ainda querem reclamar,cansei de ver issu nas filas dos caixas as pessoas nao colaboram,e ainda querem tudu na mao…ooo ipocresia

        Curtir

    • concordo plenamente, nao adianta so reclamar e continuar indo,se eles deichassem de ir o movimento cairia e concerteza alguem ia tomar alguma providencia,mas continuam reclamando e dando lucros ao mercado assim eles nao vao mudar

      Curtir

  8. Não tá feliz com o atendimento no super que tu vais? Vai em outro! A mulher da reportagem reclama das sacolas mas continua indo na loja!

    Curtir

    • concerteza, eles sao capazes de ir todos os dias e reclamar todos os dias,é melhor entao mudar de mercado

      Curtir

  9. Antes fossem só supermercados que descumprissem leis por aqui…

    Curtir

  10. Mas essa lei é pra que?
    Evitar que o caixa tenha outra função?
    Tentar gerar empregos?

    Geralmente compramos no zaffari ou no Unisuper da esquina de casa (tem um carrefour do lado da casa da mãe, mas é tenso ir la, vale mais “viajar até o zaffari)… no geral, eles ensacolam as compras, minha madrasta até usa as sacolas ecologicas (que eu acho uma merda, ja que eu carrego as compras, não da certo, é muita coisa numa sacola só..), acho que cada um escolhe o que quer, ninguem é obrigado a ir comprar nesses mercados, se não gosta da forma que atendem, basta ir em outro mercado, se tiver que pagar mais caro, o problema do cliente.

    Curtir

    • O que eles estão tentando fazer também é cuidar os “desvios de função”, onde um caixa, que já recebe pouco, tem que fazer trabalho dobrado, muitas vezes na pressão.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: