Desmanche de navios paraguaios está parado em Porto Alegre

Empresa alega que depende de uma licença ambiental da Fepam para prosseguir

Embarcações paraguaias se encontram no Cais do Porto desde 1997 Crédito: Mauro Schaefer

A Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH) vai pedir a orientação da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) sobre o desmanche dos navios paraguaios Mariscal José Felix Estigarríbia e General Bernardino Caballero, que estão atracados no Porto de Porto Alegre. A Rio Sul – Comércio de Aços e Metais suspendeu os serviços. A empresa alega que depende de uma licença ambiental da Fepam para prosseguir com o desmanche. Segundo a direção da SPH, o prazo para retirada das embarcações do Porto termina neste mês.

A empresa arrematou as duas embarcações por mais de R$ 1 milhão – R$ 367,5 mil e R$ 645 mil. As embarcações estão atracadas desde 1997 no Cais do Porto. Os dois navios que transportavam trigo foram apreendidos pela Marinha do Brasil há 15 anos, em razão da falta de segurança para navegação. Pertencentes ao governo paraguaio, foram entregues ao patrimônio da SPH em junho de 2011, após negociação que contou com o apoio de vários setores dos governos estadual e federal. O leilão dos navios que ocorreu em março deste ano teve origem em um projeto de lei apresentado pelo governo do Estado à Assembleia, em janeiro do ano passado. Pela proposta, as embarcações seriam entregues em troca da dívida portuária, de quase R$ 5 milhões.

Construídos em 1984, os dois navios do Paraguai pertenciam a uma empresa estatal do país e operavam na linha de navegação do Mercosul. Com a retenção, as embarcações foram abandonadas pela empresa paraguaia.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , ,

4 respostas

  1. E a reforma do Cais Maua? Sai ou não sai? Se depender da lerdeza do atual governo do estado não sairá nada…

    Sexta-feira, vendo o Globo Repórter sobre a Croacia, morri de inveja da orla deles. Adorei aquele calçamento a beira do mar que parece um órgão de igreja, gerando sons conforme as ondas vão batendo nas entradas do calçamento. Sem falar naquele painel luminoso que capta a luz solar de dia e à noite fica todo iluminado.

    Como não achar o c* do mundo a urbanização da nossa orla?

    Curtir

  2. Sendo o Brasil é muito atrasado, burrocracia é muito lenta. Brasil não anda, trabalha/produz pouco. Competir com a China, como???? Somos uma tartaruga lenta e cara.

    Curtir

  3. As carcaças estão poluindo o Guaíba, mas não podem ser retiradas por falta de licença ambiental!

    E sempre a Fepam!

    Curtir

  4. EhEHEHe tem que mandar benzer nosso porto hehe

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: