Governo quer incentivar brasileiros a mudar comportamento no trânsito

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma lembrou que 42 mil pessoas perdem a vida todos os anos em acidentes de trânsito no Brasil | Foto: Bruno Takahashi Carvalhas de Oliveira

Da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (1º) que o governo pretende incentivar os brasileiros a mudar o comportamento no trânsito. Segundo ela, a campanha Pela Consciência no Trânsito, lançada no último dia 21, tem como objetivo reduzir o número de acidentes nas estradas e também dentro das cidades.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma lembrou que 42 mil pessoas perdem a vida todos os anos em acidentes de trânsito no Brasil. “É um número devastador”, avaliou. O assunto, segundo ela, foi abordado durante conversa com o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, na semana passada.

“A ONU lançou a Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito. Sabe qual é o objetivo? É tentar reduzir pela metade as mortes no trânsito em todos os países até 2020. Aqui no Brasil, vamos participar desse esforço mundial pela redução das mortes no trânsito”, destacou.

Para a presidenta, os acidentes de trânsito se tornaram uma epidemia e, no Brasil, metade das vítimas é formada por jovens com idade entre 15 e 39 anos. “São perdas irreparáveis para as famílias, para os amigos e para o país”, disse. “Temos que evitar que o motorista dirija em alta velocidade, pegue o volante depois de beber. Sempre lembrando também que todos precisam usar o cinto de segurança”, completou.

Segundo Dilma, o governo vai investir R$ 42 bilhões em obras de infraestrutura para melhorar a qualidade das rodovias no país. Ao todo, mais de 7,5 mil quilômetros (km) devem ser duplicados e modernizados. Também serão investidos quase R$ 40 bilhões em transporte coletivo nos grandes centros urbanos. Além disso, até o final do ano, o governo começa a distribuir 1 milhão de bafômetros para ajudar nas ações de fiscalização.

“Precisamos ainda adaptar a legislação para punir com mais rigor quem adota comportamentos de risco no trânsito. Quem comete uma imprudência no trânsito não está colocando em risco só a própria vida, mas também está colocando em risco a vida dos outros”, concluiu.

SUL 21



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , ,

24 respostas

  1. Solução: MULTAS – o maior “incentivo” que existe para as pessoas mudarem o comportamento e passarem a obedecer as regras.

    Curtir

    • Discordo, já pagamos carros caros, as pessoas reclamam da inexiste “indústria da multa”, a gasolina é cara e ainda assim continua tudo igual. Tem é que parar o cara no trânsito e dar uma aula para ele. Desgaste moral funciona melhor com brasileiro.

      Curtir

      • Está falando sério?

        Curtir

        • Estou sim. Não que isso exclua a aplicação de multa, mas acho que só isso não adianta.

          Curtir

        • Pois e’, quando li isto tambem dei gargalhadas!! Quem sabe o azulzinho nao da AQUELA olhada feia para o motorista, uuuuu todos iam morrer de medo..hahahaha nem ia ter bate boca e discussao no meio da rua…prq todos respeitam as autoridades..hahahahah

          Curtir

        • Vai rindo phil. E cada vez que alguém é multado por excesso de velocidade fala em indústria da multa, diz que a culpa é da EPTC e continua fazendo o que vinha fazendo. Bom plano.

          Curtir

    • Se a EPTC fosse um pouco mais rígida, podia aumentar 4, 5 vezes o número de multas. Mas do jeito que é já chiam, vai candidato falar em INDÚSTRIA DA MULTA e o escambau.

      90% das infrações que os azuizinhos vê eles deixam passar, pra evitar incomodação, porque não tem como, por pressão popular, pro trânsito fluir.

      Curtir

  2. O problema é que as multas não cuidadosamente pensadas para não ser educativas. Essa lógica das multas não tem como ser educativa, veja só: O cara comete a infração, ficar sabendo meses depois, o estado fornece toda a facilidade para se justificar (recorrer) e vai doer no bolso só um ano depois.

    Curtir

    • Até concordo. Não acho que seja tão necessário multa, se os azuizinhos parassem o sujeito e dessem aquela mijadinha básica no cara acho que muita gente já ia se conscientizar com o tempo.

      Curtir

      • Justamente! A infração deve ser combatida instantaneamente. O cara errou tem que saber na hora, tem que responder na hora. Essa coisa de responder por uma infração um ano depois é ridícula!

        Curtir

  3. Sempre notei o transito louco dai quando iamos de ferias. A unica maneira de fazer um povo que nao respeita nada nem a si proprio reispeitar o transito, tera que ser atravez da educacao para os adolescentes e policiamento por toda parte com multas pesadas se cometerem infracoes para os adultos. Foi assim que os EUA amancou os estrangeiros dirigindo aqui, inclusive brasileiros. Fora isso e’ bla bla bla

    Curtir

  4. onde é esta foto?

    Curtir

  5. Ela fala em ensinar a dirigir, e não em proibir de usar carro.

    E facilitar a compra de carro? Temos os carros mais caros do MUNDO… ops, carros não, carroças.

    Pior que não adianta air bag e abs, a estrutura dos nossos carros são podres, usam materiais podres.

    Mas só na obrigação desses dois equipamentos, ja digo que as mortes vão cair bastante.

    Curtir

    • Enquanto milhares andarem a 100 km/h na cidade e dirigirem bêbados, de nada adianta.

      Se reduzir IPI não é estimular…

      Curtir

      • Sim, com a redução do IPI, um Gol lixo foi de 30 mil para 29900 reais.
        haha

        Era o minimo, tamanho os preços das carroças…. alias, o menos que o minimo, o preço continua um absurdo, e os carros continuam lixos, e claro, a concorrencia se ferrando, nem pra estimular a trazer tecnologia pro pais.

        Curtir

        • Sim, ficou caro mas vendeu horrores depois da redução. Entendeu agora por que é estímulo?

          Concordo que o preço dos nossos carros serve mais é para piorar a frota. Mas que a redução foi um incentivo a venda, foi. Ou por que achas que fizeram a tal redução.

          Curtir

  6. Se querem fazer isso por que ainda insistem em facilitar ao máximo a compra de carros? Completamente incoerente. Se querem fazer para movimentar a economia, que facilitem a compra da casa própria que é investimento e não custo.

    Curtir

    • Por que é mais fácil para o governo federal fazer isso, colher os frutos do crescimento econômico (ou não encolhimento) e o custo do impacto é dos municípios e estados.

      Além de ser uma medida popular, claro.

      Curtir

  7. boa parte dessas fatalidades não ocorreriam se as montadoras fossem obrigadas a vender os carros com itens de segurança de mesmo nível de outros mercados, mas aqui se faz justamente o contrario se incentiva uma industria “brasileira” de carro e prejudica a livre disputa de concorrência.

    mas mesmo assim espero que realmente sai do papel esses investimentos carros seguros e estradas compatíveis os números de acidentes tendem a diminuir.

    mas falta muito ainda desde as auto escolas que não mostram muita coisa só fazem o básico para a pessoa passar na prova, não estando realmente habilitada para sair dirigindo teria que ser feito algo muito mais serio para educar os motoristas, acho inclusive que teria que se fazer alguma coisa nas escolas para começar a educar as crianças desde cedo para uma harmonia geral de todos a criança aprendendo a ser pedestre e futuramente quando forem tirar carteira já vem delas como devem se respeitar

    Curtir

    • Equipamentos de segurança nos carros em geral só evitariam danos aos motoristas dos carros, não?

      Mas concordo 100% que educação no trânsito devia começar na escola. Aliás, acho que devia haver uma disciplina que ensinasse isso, além de não jogar lixo no chão, etc. Enfim, ensinar cidadania.

      Curtir

      • não necessariamente só evita danos no motorista, por exemplo carros com ABS podem evitar de atropelar alguém por pararem mais rápido carros sem esse equipamento, ou ainda se o carro possuir controle de estabilidade numa manobra brusca o equipamento corrige a trajetória do carro já sem esse equipamento o motorista pode perder o controle ocasionando uma batida em outras pessoas.

        outro exemplo de segurança para pedestres é o novo volvo V40 que foi lançado recentemente esse alem de oferecer o pacote completo de segurança para o motorista ainda possui um inédito air bag para pedestres.

        Curtir

      • Air bag para pedestres? Interessante, como funciona?

        Em relação a abs ou controle de estabilidade… me desculpa, é tudo muito bom, mas se todos respeitassem sinal, faixa de segurança e limite de velocidade acho que boa parte do problema estaria resolvido.

        Curtir

        • nesse link tem uma explicação melhor

          com certeza se todos respeitassem as normas de transito diminuiria muito os acidentes, mas para isso ocorrer entra a parte de educação, mas mesmo assim em baixas velocidades esses itens podem fazer a diferença.

          Curtir

    • Júlio
      .
      No ano passado, mais precisamente no fim do ano foram feitos testes de Crash nos automóveis fabricados somente para a América Latina, NENHUM dos chamados populares passou no teste. Ou seja, NENHUM dos nossos 1.0 podem ser comercializados na Europa e USA. É uma vergonha, as pessoas compram um 1.0 com direção hidráulica, com trio elétrico e outras frescuras, porém se forem procurar um (somente um) POPULAR com ABS e AIR BAG, simplesmente não vão encontrar.
      .
      Eu mesmo, procurei no ano passado um veículo com o mínimo de segurança e simplesmente não achei, eu até me diverti, chegava nas concessionárias e perguntava:
      .
      -Tem um 1.0 completo?
      .
      Os vendedores ficavam satisfeitos e me mostravam o TOP de LINHA cos populares, aí eu perguntava:
      .
      -Tem ABS e Air Bag?
      .
      Eles diziam:
      .
      -Não, completo é com isto e aquilo.
      .
      Ou seja a segurança do passageiro é uma piada.
      .
      Além de tudo nossos carros não tem estrutura para resistir impactos, o motor não cai, a barra de direção entra para dentro do carro e o receptáculo de proteção não existe.
      .
      Segundo uma das revistas técnicas abaixo citadas, dizem que nossos carros estão 20 anos atrasados e termos de segurança, frescura tem bastante, mas o que garante a vida, NADA.
      .
      Isto não sou eu que estou dizendo, mas sim quem entende mesmo do assunto, leiam as reportagens da 4 Rodas, da Autoesporte e da UOL que coloquei abaixo, é de apavorar.
      .
      http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2011/11/24/carros-vendidos-no-brasil-dao-grave-vexame-em-crash-test.htm
      http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/populares-brasileiros-se-dao-mal-crash-test-308038_p.shtml
      http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoesporte/0,,EMI280829-10142,00.html

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: