Tabela: Frota de veículos da Região Metropolitana de Porto Alegre – 2012

 

 

Dados: Detran RS – 2012, até agosto/2012

_________________

Obs.: Havia 2 erros na tabela. Corrigi agora, 16:20.



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

8 respostas

  1. Esses dados do DETRAN provavelmente estão considerados veiculos antigos que foram enviados pra ferro-velho mas s baixa no cadastro.

    Também vejo que as estatísticas sao muito precárias, pois pouco importa quantos veiculos estão emplacados, mas sim quantos sao efetivamente usados e por quantas horas em media por dia ou semana. Por exemplo, um carro que fica 2 horas por dia no transito eqüivale a 10 carros que passam 12 minutos por dia no transito. Portanto, há uma grande diferença que não é nada desprezível.

    Curtir

  2. Dá pra observar claramente que TODAS as cidades da Região Metropolitana (as mais próximas de POA, pelo menos) praticamente dobraram na quantidade de carros, desde 2004.

    Isso se reflete no transporte coletivo dessas cidades pra POA extremamente precário e demorado!

    Curtir

  3. Interessante. Seria fantástico se o DETRAN tivesse a informação separada por bairros também, mas com essa tabela já podemos fazer um exercício interessante:

    No momento, existe apenas uma ligação rodoviária entre Canoas e Porto Alegre. Essa ligação possui três pistas com segregação total (BR-116) e mais duas pistas em segregação parcial (Av. Guilherme Schell). A literatura da área diz que vias de segregação total atingem até 2 mil carros por hora por sentido, enquanto que para segregação parcial podemos trabalhar com algo como 400. Sendo assim, a capacidade total do modal rodoviário nessa conexão seria 6800 carros por hora. Ora, cada dia útil tem uma janela de um pouco menos de três horas dentro das quais as pessoas se deslocam para o trabalho, totalizando então 20400 carros por hora, o que equivale a 13% dos carros da cidade.

    Canoas é uma cidade com 333 mil habitantes, dos quais 160 mil são economicamente ativos[1]. Estes economicamente ativos precisam se deslocar para o seu local de trabalho, que podem ser localizados na própria cidade (88 mil vagas[2]) ou em cidades vizinhas como Porto Alegre. Ou seja, seria razoável assumir então que cerca de 70 mil pessoas precisam se deslocar para a capital todos os dias. Por outro lado, o Trensurb, que oferece uma capacidade de quase 20 mil passageiros por hora hoje, permite umas 55-60 mil pessoas.

    A conta fica BEM justa. Bem justa mesmo. A rodovia do parque vai ajudar um pouco, mas com três pistas ficaria restrita a um pico de 18 mil carros nestas três horas. Infelizmente, ela acabaria engargalada pelas avenidas que conduzem ao miolo de Porto Alegre (Av. Castelo Branco e Terceira Perimetral), para a qual não se prevê nenhum aumento de capacidade. Acho que é difícil ter qualquer esperança de melhoria que não passe por um aumento da capacidade do trensurb – algo que felizmente já se aproxima, com a aquisição de novas composições, que permitiria o aumento da frequência das viagens.

    [1] http://www.ibge.gov.br/cidadesat/comparamun/compara.php?codmun=430460&coduf=43&tema=result_ger_amostra_censo2010&codv=v100
    [2] http://www.canoas.rs.gov.br/site/noticia/visualizar/idDep/9/id/3410

    Curtir

    • fmobus, muito bom cara! Queria ver estudos assim feitos por todas as prefeituras.

      Curtir

    • O unico problema (por um lado problema, por outro não) é que o Trensurb vai atingindo novas cidades, e assim, mais e mais pessoas vão chegar.

      Ta na hora de derrubar as estações e construir umas novas, ao menos nas maiores cidades da RM de Poa.

      Curtir

      • Não entendi tua ideia. Não é a mesma coisa que reformar?

        Curtir

      • Também acho que dá para reformar, pintar, colocar painéis com informações, fotos ou imagens bonitas… Dá para usar iluminação diferenciada. Dá para agregar serviços como caixa automático de banco, recarga de passes de ônibus…

        Curtir

    • Usar o trensurb no horário de pico hoje, é uma experiência meio desagradável. Digo isso porque eu uso diariamente, mas mesmo assim é muito melhor e mais rápido do que pegar onibus. Os novos trens devem dar uma melhorada, e talvez até uma folga no sistema e um bom jeito de incentivar novos usuários é investindo na integração do trensurb com outros modais de transporte nas cidades da região.
      Eu moro em Canoas, pego um onibus até o centro, e dai pego o trem para Porto Alegre. Mas tem muita gente que tem preguiça de ter que descer do onibus e pegar o trem, e preferem usar um direto, mesmo que demore meia hora a mais.
      Esse projetos de aeromovel para Canoas seriam um bom incentivo..

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: