Vereadora entra com representação contra o cercamento do Araújo Vianna

Da Redação

Sofia entrega representação ao procurador do MPC, Geraldo Costa da Camino| Foto: Sofia Cavedon/Divulgação

Pautada pelas manifestações populares que pediram pelo fim da privatização de espaços públicos na semana passada, a vereadora re-eleita Sofia Cavedon (PT) entrará nesta segunda-feira (8) com uma representação junto ao Ministério Público de Contas contra o cercamento do auditório Araújo Vianna.

O ofício da representação entregue ao procurador Geraldo Costa da Camino é justificado por sua proponente pelo fato de a cerca avançar para o espaço do Parque Farroupilha, onde localiza-se o auditório. Segundo ela, “Os bens de uso comum, tais como os parques, estão afetados ao uso público, não se podendo interditá-los ao uso da população, mediante transferência a empresa privada, sem a devida autorização legal”.

A vereadora alega que o edital dá direitos à empresa sobre a casa de espetáculos, mas não tem poder de englobar a área pública do parque. “Nem a alegação de questões de segurança autorizaria o cercamento na forma como foi executado, pois como é sabido, a tecnologia moderna já produz alternativas mais adequadas para a garantia da segurança dos cidadãos, como o chamado cercamento eletrônico, mediante câmeras”, destaca Sofia.

SUL 21



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

63 respostas

  1. Tão engraçada essa “representante”. Talvez ela não tenha notado que TODOS os prédios de POA são cercados, será modismo estilo Prison Break ou porque somos refens da bandidagem? Ao invés de ir contra o problema (violência, ausência de policiamento) ela vai onde é mais fácil…
    ´
    É bem caracteristico. Gente escrota, que não quer o bem comum, e sim se autopromover e agradar uma minoria retardada que insiste em não morrer, em que pese terem ideias jurássicas.

    AInda nos livraremos.

    Curtir

    • Os predios são privados, então há o direito de coibir a entrada dos não proprietários. Já um espaço público é da população e seu acesso não pode ser coibido por uma empresa privada. Nada contra a empresa, mas ela tem que corrigir esta parte do projeto.

      Curtir

  2. Independente da questão politica a ideia é muito boa. Pois o contrario do que alguns alegam aquela cerca não protege em nada o Teatro, somente limitou o acesso ao gramado e deixou o local mais feio.

    Curtir

  3. Sempre o PT,assim não da eles são contra tudo que não é feito por eles .Só que não fazem nada .

    Curtir

  4. Acho a cerca feiosa -assim como a do Instituto de eduação- e anti-estética. Deveria ter se pensado em uma outra alternativa para proteger o teatro de pixação.

    Curtir

  5. E o portoalegrense continua morando em ratoeiras cercadas mas fazendo um estardalhaço para qualquer cerquinha ou pseudo-privatização.

    Curtir

  6. Aposto que o cercamento estava previsto na PPP, que imagino tenha sido aprovado na câmara. Mas isso não importa, a coisa tem que ser feita COMO EU QUERO!

    Curtir

    • Pelo que eu li não sei aonde, não. Foi decidido recentemente, inclusive com a participação da Brigada, qual seria o melhor lugar em termos de segurança e para evitar que assistissem aos shows de graça de fora do auditório. Utilizaram como justificativa que aquela parte do gramado fazia parte do auditório. Esta é a história.

      Curtir

  7. O pior é que essa senhora foi reeleita,

    Atiti deve estar boa!

    Curtir

  8. Não gostei da representação da Sofia Cavedon, mas se o da Camino aceitar é porque ela tem razão e a prefeitura falhou em algo ao acertar o contrato para o Araujo Viana. A cerca não é ideal, talvez assim se ache alguma outra coisa que ajude a previnir ataques e contribua esteticamente.

    Curtir

  9. Alguém duvidava que eles iriam começar a tocar o terror? levaram um baile nas eleições e agora eles vão fazer de tudo para agitar (vide um exemplo em um grau mais elevado). Estas pessoas não querem o bem da cidade. Estes imbecis retrógrados não querem entender que quando não se tem dinheiro e se tem muito a fazer, as PPPs são um caminho mais curto. Estas parcerias são tão importantes que o governo federal do PT e menos retrógrado já internalizou isso e fará uso para alavancar o nosso país que não está nenhuma maravilha como alguns políticos sustentam. Sem falar que quando o setor privado entra, menos chance de desvios teremos. Imagina a reforma do araújo viana sendo feita apenas pelo setor público? Algo que a princípio custaria 10, ao final terio o seu custo multiplicado por 2. Este tipo de sugador do estado quer que o RS se torne uma cuba utópica. Utilizam conceitos antigos, que não se usa mais, pois o mundo mudou e também seus problemas e os caminhos para uma solução.

    Curtir

    • O que está se discutindo aqui é onde posicionar a cerca.

      Curtir

    • Cara Camile
      .
      Milton Friedman, um famoso economista conservador, base de toda a teoria conservadora que permeia pelas mentes de várias pessoas, inclusive na de quem respondo, transformou uma frase corrente na cultura norte americana em um nome de um livro “There’s no such thing as a free lunch”, que traduzido para o português seria mais ou menos, Não há melhor do que um almoço grátis.
      .
      O que este autor, conservador, monetarista ao extremo e pai de todos os liberais modernos, quis dizer é que não existe nada que não custe nada, é uma ironia daqueles com aqueles que acreditam que algum benefício público ou privado não tem nenhuma retribuição.
      .
      Esta expressão, pode ser utilizada para o uso pelo poder público de concessões ou hodiernamente por PPPs. Como tu colocas acima, as famosas PPPs, que o próprio poder público federal tem adotado, parece ser uma panaceia para todos os males dos problemas da administração pública, ou seja, através deste instituto legal, não se gasta nada, não se desvia nada e a iniciativa privada fica com todo o ônus e o povo com o bônus!
      .
      Esta imagem que estão tentando passar, é resultado não da eficiência da iniciativa privada e da ineficiência crônica do poder público, isto é o resultado da falta de capacidade e falta de vontade do setor público fazer funcionar corretamente a sua máquina administrativa.
      .
      Para não ficar em uma análise do que poucos conhecem e vivenciam todo o dia, vou dar um exemplo corrente e que é do dia a dia das pessoas comuns.
      .
      Os condomínios hoje em dia adotam uma postura semelhante, para o síndico (alguém que seria equivalente no microcosmo ao agente público do executivo) não ter que se incomodar ele com o apoio da maioria dos condôminos, terceiriza os serviços de zeladoria e portaria dos edifícios. Esta terceirização implica em duas hipóteses, ou fica mais caro no momento da contratação ou fica mais caro posteriormente a denúncia do contrato. No primeiro caso, se o síndico contrata uma firma idônea, forte e com um bom setor de pessoal e jurídico, para que esta firma trabalhe corretamente e forneça um bom serviço, ela deve cobrar de três ou três vezes e meia o salário de seus contratados. Ou por outro lado se o condomínio contratar uma firma pelo melhor preço, em quase 100% dos casos, reclamatórias trabalhistas, em que o condomínio é solidário, fazem que o preço da contratação chegue a estes três ou três vezes e meia o custo do salário ou algumas vezes muito mais.
      .
      O que acontece com o Estado é o mesmo, ele é um síndico que não quer se incomodar, e para isto transfere para a iniciativa privada ônus da gestão da obra ou da construção. A cobrança do “almoço grátis” que fala o economista Milton Friedman vem após ou durante o contrato. Ou as taxas de utilização da obra realizada pela Parceira Privada ficam exorbitantes (vide pedágios no RS), ou o serviço é mal feito (vide de novo os pedágios no RS). Em resumo, nada como um almoço grátis!

      Curtir

  10. Nao vi a Excelentissima vereadora reclamando quando cercaram o Instituto de Educacao no mesmo parque ?? Pq. Dona Cavedon???

    Curtir

  11. Parabéns a ela. Raramente elogio políticos mas tem que ter culhões para fazer isso numa cidade tão reacionária como Porto Alegre.

    Curtir

  12. Sou a favor de cercar o parque para dificultar a vida da bandidagem a noite, mas este cercamento do Araújo, roubando uma área considerável do parque, não me desce. Muito deitei naquele gramado inclinado, tomando um chimarrão ou depois de passear com o cachorro. Se fosse mais perto do prédio seria bem menos pior.

    Curtir

    • Área CONSIDERÁVEL???

      Curtir

      • Cerca de 1.600 m2 aproximadamente, segundo medição aproximada via google earth. Mais ou menos o mesmo tamanho do parquinho de diversoes. Se isso nao é considerável, então não entendo mais nada. No google earth também podemos notar que se trata de uma das maiores areas gramadas do parque. Ainda nao entendo qual o problema de deslocar a cerca para mais perto do prédio. Argumentos, por favor.

        Curtir

  13. Que bom que a nossa educação está 100%, erradicamos a pobreza, alcançamos o menor índice da violência, somos uma cidade desenvolvida e agora vamos discutir sobre o cercamento do araujo viana, não é vereadora?

    Absurdo. Depois querem saber pq o Chile está ano luz a nossa frente.

    Pq enquando os jovens daqui choram pelo fechamento de bares, lá os jovens lutam por educação, que otários, devem beber coca-cola.

    http://educacao.uol.com.br/disciplinas/atualidades/protestos-no-chile-onda-de-manifestacoes-estudantis-sacode-o-pais.htm

    Curtir

    • Guilherme.
      .
      Sem ironia, não sei porque escolheste exatamente uma reportagem que mostra a deterioração daquilo que o Chile tinha de mais precioso no meio do século passado, o ensino.
      .
      O Chile com os governos da antiga Democracia Cristã, desde 1957 apoiada pelos partidos de esquerda (PSC e PCC), lançou na época uma série de reformas que aqui seriam consideradas de esquerda, reforma agrária, nacionalização das minas de cobre e outras, que foram continuadas durante o governo Salvador Allendre, e fez do Chile um dos países da América Latina com maior índice de qualidade de vida e educação.
      .
      Devido este bom nível de educação que permitiu o Chile progredir. Na realidade o que o governo militar chileno fez foi desmontar as universidades públicas chilenas tirando-as do destaque que tinham nas décadas de 60 e 70, sendo na época consideradas as melhores universidades de toda a América Latina.
      .
      A Universidade do Chile além de ser a melhor Universidade da América Latina era pública e gratuita, hoje ela ainda conserva um bom nível de qualidade, pois foi retomado parte do financiamento público pelos governos da Concertation.

      Curtir

  14. Falando nisso, fui ver, pixaram uns “fora fortunati” em alguns pontos em frente da prefeitura, a sorte é que nos que eu vi, são removiveis.

    Sobre essa vereadora? Que morra, esse é o tipo de gente que ferra com nossa cidade.

    Outra coisa, pra quem tanto reclamava das pedras portuguesas da praça da Alfandega, estão arrumando uns pontos que acumulam água de chuva, só não sei se é apenas na area do Banrisul, ou se vão fazer isso em toda a praça.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: