Daer aguarda autorização da PGE para lançar edital da Rodoviária de Porto Alegre

Projeto de modernização da estação inclui integração com outros modais de transporte

A modernização da Estação Rodoviária de Porto Alegre aguarda o aval da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). O diretor de Transportes Rodoviários do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Saul Sastre, ressaltou que a autarquia encaminhou no mês de junho à Central de Compras do Estado o termo de referência para a elaboração do edital de lançamento do concurso para a escolha do melhor projeto para a modernização da Rodoviária da Capital. “A proposta retornou ao Daer e agora estamos na expectativa da liberação da PGE para que possamos lançar o edital. É normal a demora por se tratar de um projeto inovador”, destacou.

Segundo Sastre, a Rodoviária permanecerá no mesmo local e deverá ocorrer uma integração com os outros modais de transporte, como o trem metropolitano, o Guaíba, as ciclovias, o metrô de Porto Alegre e os ônibus da Capital e da região Metropolitana. “Queremos a conexão da Rodoviária de Porto Alegre com todos os modais de transporte disponíveis na cidade”, acrescentou. Além disso, o governo estadual está licitando outras rodoviárias existentes no Rio Grande do Sul. No total, existem 328 no Estado.

De acordo com Sastre, em torno de 90 editais já foram licitados. Segundo ele, as rodoviárias menores estão com problemas. “Estão com pouca atratividade econômica. É possível que depois de terminarmos os editais tenhamos de construir uma nova proposta com alguma solução para que não fechemos as rodoviárias”, explicou.

A Estação Rodoviária de Porto Alegre terá o edital dividido em duas fases. A primeira prevê a realização de um concurso para escolher a melhor proposta de investimentos e mudanças arquitetônicas no terminal. A segunda para escolher a empresa que vai administrar o terminal rodoviário. A previsão do Estado é de que as obras possam ser concluídas um ano antes da Copa do Mundo de 2014. A nova concessionária terá que investir pelo menos R$ 30 milhões em obras. O contrato com a atual concessionária, a Veppo e Cia Ltda, venceu em 2002. A empresa já anunciou disposição de disputar o processo licitatório.

Pela Rodoviária da Capital circulam cerca de 40 mil pessoas por dia. Além disso, o público conta com 600 horários de viagens e, nos feriados prolongados, são colocados mais 450 horários extras para atendimento da demanda de viagens intermunicipais, nacionais e internacionais.

Correio do Povo



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Rodoviária de Porto Alegre

Tags:,

17 respostas

  1. Realmente a Veppo é péssima, mas muito pior que a Veppo são critérios mal estabelecidos para a concorrência. Não adianta nada tirar a Veppo é colocar outra igual trabalhando da mesma maneira.

    Séria bom se nós aqui no blog dessecassemos esses critérios e obrigações.

    Curtir

  2. bem que a OAS podia fazer uma reforma ali hahaha..
    Acho que se a rodoviaria tiver um projeto revolucionario com muito mais qualidade, finalmente o 4° distrito irá começar a valorizar

    Curtir

  3. “Segundo Sastre, a Rodoviária permanecerá no mesmo local”

    Então vai continuar a mesma M…

    Curtir

  4. Ali no texto é dito que a concessionária terá que investir ao menos 30 milhões, mas me digam, o que se faz com 30 milhões em uma obra de gde porte?!?!?!???
    Eu penso que é muito pouco, ainda mais pra uma rodoviária de uma cidade com 1,4 milhão de habitantes!!! Eu penso que com esse valor vão conseguir apenas pintar as paredes e implantar umas barraquinhas de pipocas ou algo do gênero!!! Piada, 30 milhões …

    Curtir

    • Olha, e não devemos pensar em ” rodoviaria de uma cidade de 1,4 milhão de habitantes… É muito mais grave que isso! pessoas de toda região metropolitana tb utilizam essa rodoviária.

      Curtir

  5. Legal é que a rodoviária terá “integração com as ciclovias”! Hahaha

    Curtir

    • O que tem de errado com isso? Isso é algo comum em cidades mundo afora.

      Curtir

      • É que vai ter integração com as ciclovias, mas não tem ciclovias…

        Curtir

      • A ironia é um instrumento de literatura ou de retórica que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos.

        Curtir

  6. Espero que saia algo de bom…
    Felizmente vão fazer uma integração…

    Curtir

  7. Essa eu quero ver: “A previsão do Estado é de que as obras possam ser concluídas um ano antes da Copa do Mundo de 2014”. Se as obras forem pinturas, trocas de banco e mobiliário talvez, mas se forem obras de verdade eu duvido muito desse prazo.

    Curtir

  8. Vixi, a Veppo vai concorrer? Tenho até medo se eles ganharem, vai ficar a lesma lerda de sempre.

    Queria ver uma renovação de verdade, que além de mudar a rodoviária em si também desse um boost no entorno, que todos aqui concordamos um lixo. Uma ideia ótima de renovação pode ser vista em http://www.behance.net/gallery/Revitalizacao-Urbana-Rodoviaria-de-Porto-Alegre/162085

    Curtir

    • Pensei o mesmo. Ao menos fiquei feliz que estão falando em integração multimodal. Tomara que não seja só papo.

      Curtir

    • Mobus, isso sim seria uma revitalização/revalorização da rodoviária, e nao o que eu penso que está por vir, com os muitos “30 milhões” obrigatórios a se investir pelo concessionário!!!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: