Repasse de receita de multas para ciclovias gera polêmica

 

 

 

Jornal Metro – Porto Alegre



Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:, , ,

20 respostas

  1. Quando o Fortunati inaugurou uma ciclovia de 500m andando na contramão não me causou indignação, mas ver o Fortunati pedalando no meio dos ciclistas durante a campanha para depois de ser eleito se negar a aplicar a lei me deixou sem esperança alguma na sua candidatura.

    Curtir

  2. E já vai mais de um ano pra construir 1km dessa ciclovia tosca da Ipiranga. Se fosse ciclofaixa já tava pronta há milênios.

    Curtir

    • Além do que seria mais fácil de se acessar a calçada e ruas laterais e menos perigosa nos cruzamentos. Esse projeto é um lixo, a ciclovia ainda estreita quando tem postes ou árvores no caminho.

      Curtir

    • Pena que não tem espaço para a ciclofaixa. Já a ciclovia está sendo feito em um local antes não utilizado…pena que tenha os ditos obstáculos, mas isso não inviabiliza o seu uso.

      Melhor que isso do que nada, não é?

      Curtir

      • Não. Não é melhor que nada.

        Essa ciclovia vai incomodar muito quem anda de bicicleta. Aliás, já incomoda. Duas vezes me mandaram sair da rua e pedalar naquele trecho de 400m.

        E tem espaço pra ciclofaixa sim. Só tirar aqueles poucos estacionamentos e deu.

        Curtir

        • Exato, vão usar a piadovia como desculpa para socar os ciclistas lá independente da trafegabilidade dela. O pessoal que não quer andar de bici vai adorar, mas para os ciclistas vai ser ruim.

          E falam que é melhor que nada, mas experimenta por um poste na pista de rolamento para ver. Sei que já vi disso (em Floripa) quando estava andando no meu carro e achei uma piada. Tirei foto até, se quiserem.

          Curtir

      • Tem espaço sobrando. É só tirar aqueles carros estacionados na faixa da direita.

        Curtir

        • Ou seja, não basta fazer a ciclovia num local que apenas irá agregar, já que não utilizado. Deve ser feito de uma forma que tire espaço dos carros…assim fica difícil de apoiar ” causa de vocês”, já que ela não visa apenas favorecer o deslocamento de bicicletas, mas sim, impor dificuldades para aqueles que usam a forma que vocês tenham como inapropriada (automóveis).

          Depois se questionam porque nem a população e a prefeitura levam o “movimento” a sério.

          Curtir

          • Adriano, agora você vai dizer que o talude “não era utilizado para nada”, é isso? Tchê, o espaço urbano comum não é só “usar para deslocar pessoas”. Com esse pensamento, cobriríamos cada centímetro quadrado da cidade com asfalto para deslocar carros, e o resultado seria basicamente São Paulo.

            De posse desse entendimento, qualquer pessoa com um pouquinho de senso percebe que o talude JÁ ESTÁ EM USO hoje: está em uso com os postes que sustentam a fiação de alta tensão; está em uso pelas árvores que complementam o paisagismo do local; está em uso como cobertura para a canalização de gás natural. A opção de construir a ciclovia ali se conflita com TODOS estes usos: com os postes, pois estes viram obstáculos para o ciclista; com as árvores pois algumas destas precisam ser cortadas e outras viram obstáculos; com a canalização de gás por impedir a manutenção eventual desta.

            De novo, sugiro que leia atentamente o que já propusemos aqui várias vezes: propomos a proibição do ESTACIONAMENTO de carros na faixa da direita da Ipiranga, no seus dois sentidos em toda sua extensão (hoje só é proibido em alguns pontos), redestinando o espaço para uma ciclofaixa de mão única. Ao retirar faixas de ESTACIONAMENTO, não se prejudica a fluidez de uma avenida – pelo contrário, até é possível perceber ganhos na fluidez, uma vez que não se tem mais carros procurando vaga (em baixa velocidade) nem carros fazendo manobra de baliza.

            O grande “prejudicado” dessa proposta seria o motorista que opta por estacionar na Ipiranga. Tudo que vai mudar na vida dele é ter que andar 100 metros a mais e estacionar o seu precioso bólido em uma rua adjacente ou, god forbid, pagar por um estacionamento privativo.

            Curtir

        • Já ouviu falar em viés cognitivo, Adriano?

          Pois então, por mais que a gente diga que a ciclovia que estão fazendo é ruim e te darmos argumentos. Por mais que prefeitura use a desculpa que ela é assim por causa de postes e árvores que não podem ser movidos. Por mais que usemos outros argumentos, tu não vai entender que o que está sendo feito é RUIM e não serve para o propósito da obra.

          Curtir

          • E olha que ele disse (em outra discussão) que já foi ciclista. Quero ver ele andar na ciclovia e dizer que aquilo “tá bom”.

            Curtir

  3. Que lixo essa ciclovia. Que raiva disso. Vai acabar servindo pra passear e pra fazerem cooper. só.

    Gilberto ou alguém do blog interessado: não é tempo de fazer um post sobre essa ciclovia da ipiranga? Se quiserem, me habilito a tirar algumas fotos.

    Curtir

  4. Bando de vagabundos, essa prefeitura. Deveriam levar uma surra da BM.

    Curtir

  5. Só não censura hein gilberto 😛

    Curtir

  6. Legal como eles misturam investimento em campanhas de educação (sei lá eu quais) e ciclovias construídas pela iniciativa privada na conta.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: