Primeiro veículo do aeromóvel de Porto Alegre está pronto no RJ

Empresa responsável pela fabricação divulgou as primeiras imagens do A-100

Primeiro veículo do aeromóvel de Porto Alegre está pronto no RJ Crédito: ABSA/Divulgação CP

A empresa Aeromóvel Brasil S.A., responsável pelo pacote tecnológico de implantação da nova linha do veículo em Porto Alegre, divulgou fotos da primeira composição que ficou pronta, nesta terça-feira. O equipamento, chamado A-100, fará o trajeto Trensurb-Infraero, que vai ligar o Salgado Filho até a estação Aeroporto do trem.

O novo aeromóvel está na fábrica da T’Trans Sistemas de Transportes S.A. em Três Rios, no Rio de Janeiro. No local, passa por testes de homologação e inspeções de segurança. Trata-se de um dos dois veículos que farão o trajeto de 998 metros em 90 segundos.

O A-100, com capacidade para 150 passageiros, teve sua fabricação concluída no dia 15 de outubro e o A-200, com capacidade para 300 passageiros, encontra-se em estágio avançado de montagem. Os veículos irão operar alternadamente conforme a demanda.

Em Porto Alegre, os dois terminais do serviço seguem suas obras. Na estação do Trensurb os passageiros terão um espaço de 170 metros quadrados, enquanto no edifício-garagem do aeroporto, serão cerca de 430 metros quadrados. Nesta semana, estão sendo colocadas as lajes da plataforma do terminal e realizada a concretagem das vigas do terminal junto ao Salgado Filho.

A via elevada foi concluída em setembro pela construtora Premold e encontra-se em andamento a colocação dos trilhos sobre as vigas. O projeto está orçado em R$ 33,8 milhões para sua conclusão total.

Correio do Povo



Categorias:Aeromóvel, Aeroporto Internacional Salgado Filho, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, ,

33 respostas

  1. Ficou bacana, apenas os bancos poderiam ser em maior número e todos levadiços, pois caso lote o veículo fica-se de pé e o banco subindo, libera espaço,
    Mas estou muito curioso para ver funcionando.

    Curtir

  2. eu já fui pra Los Angeles desde o bairro Rio Branco, só por transporte público. Bus, Trensurb, Aeroporto.. chegando lá ainda usei o big blue bus pra santa monica.

    Curtir

  3. Para POA, muito bom, ótimo, ESSE TRANSPORTE TEM QUE IR MAS LONGE, ARENA do GREMIO, ZONA SUL Etc. VAI TRANSPORTAR PRINCIPALMENTE TURISTAS!!!

    Curtir

  4. muito show… 😀

    Curtir

  5. Qualquer transporte entre terminais ou coisa do tipo é feita por trenzinhos sem assentos, as pessoas chegam com malas e não tem como acomodar todo mundo em assentos. Vocês realmente nunca andaram em coisas desse tipo em aeroportos grandes? Não confundam com linha de ônibus entre terminais.

    Curtir

    • Olha, eu andei no trem que interliga os terminais de Heathrow em Londres e dão de 10 nesses. A viagem é um pouco mais longa do que 90 seg, mas mesmo assim, a diferença é algo. Só acho que pelo preço pago, poderia/deveria ser melhor.

      Curtir

      • O normal de trem interligando terminais é nenhuma poltrona exceto as reservadas pros idosos e obesos. Se tem mais que isso é porque é uma viagem longa, não uma “ponte”.

        Curtir

        • Eu gostei, não estou reclamando só por reclamar 🙂 Estou torcendo para que dê certo e outros, mais extensos e que realmente ajudem as pessoas sejam implantados na cidade. Porque, convenhamos, apenas quem vai/retorna do aeroporto vai utilizar o aeromóvel, e isso é 1% da população. Quem realmente precisa de transporte com qualidade, vai continuar com nossos ônibus lotados e desconfortáveis. Anyways, let’s hope for the best.

          Curtir

        • Pode ter certeza que tô sempre hoping for the best no quesito transporte público integrado em Porto Alegre, é o que eu mais quero que funcione nessa cidade.

          Curtir

  6. Cara, tenho certeza que esse módulo custou alguns milhões, poderiam ter usado bancos mais bonitos e confortáveis, mesmo que a viagem demore apenas 90 segundos. Externamente é bonito, mas o interior com esses bancos, bem mais ou menos.

    Curtir

    • O princípio do aeromovel é diminuir o peso morto, ou seja, eles fazem tudo pesando o quanto menos possível.

      Curtir

      • Olha, o problema que eu vejo é que mais level = menos durável. Vamos ver como será a manutenção.

        Curtir

  7. Concordo com o Henrique, e achei os bancos meio plásticos de mais.

    Curtir

    • pior que é… merecia uns bancos mais bonitinhos, pelo menos combinando com a parte externa que é branca/vermelha e não esse verde esmaecido.

      Curtir

  8. Olhando as fotos parece tão pequeno para a capacidade de 150 passageiros.

    Curtir

    • Ia dizer o mesmo.

      Curtir

    • É praticamente só em pé que os passageiros vão. Não é como ônibus. Além do mais vão ser 90 segundos apenas de trajeto.

      Curtir

      • Já fiz baldeação entre terminal e avião de ônibus lotado. Não foi agradável. Ir de pé por 90 segundos não é problema mesmo, mas se for lotado demais, é desconfortável.

        Espero que não lote então.

        Curtir

        • Será que só eu que não vejo ninguém usando isso? Tem alguem que chegue de malas do aeroporto e vá pegar tremsurb pro centro e depois pegar ônibos pra casa? Corrijam-me se estou equivocado.

          Curtir

        • Marcelo: duas vezes já tive que ir ao aeroporto e não tinha carro disponível. Uma pra receber alguém e outra voltando de um voo. Numa das vezes fui de trem e depois a pé (péssima ideia, não tem nem uma calçada decente, tem que dividir o espaço com os carros) e na outra voltei de ônibus lotado (T5, acho que era).

          Só porque alguém tem dinheiro pra pagar uma passagem não quer dizer que precisa gastar em táxi ou estacionamento também.

          Curtir

        • Claro que tem gente, eu já cheguei de viagem e fui direto de ônibus trabalhar. Outra vez fui de trem até o centro e peguei um ônibus, também.

          Curtir

        • Marcelo, enquanto pensarmos dessa forma continuaremos priorizando carros ao invés de transporte público.

          Exatamente assim que os “cabeça” da EPTC pensam hoje. Quem tem dinheiro anda de carro pra cima e pra baixo….

          Curtir

        • Muitas vezes eu tenho que fazer viagens corporativas curtas, saindo direto no centro, onde eu trabalho. Nessas viagens levo só bagagem de mão e, atualmente, pego o trensurb e fico esperando a van da infraero pra ir pro terminal I.

          Curtir

        • Em véspera de feriado já sai do trabalho no centro, apenas com bagagem de mão, e me desloquei até o aeroporto de Trensurb. Cheguei em pouco mais de 10 minutos, caso fosse de taxi, demoraria umas 3 vezes mais e gastaria 10 vezes mais que o R$1,70 da tarifa.

          As pessoas tem muito preconceito de utilizar o transporte público para o aeroporto.

          Curtir

%d blogueiros gostam disto: