Áreas de Porto Alegre passam a ser controladas por câmeras 24h

Qualquer movimento feito pelos cidadãos de Porto Alegre estará ao alcance de 300 câmeras de videomonitoramento a partir desta quinta-feira (25).

Foi inaugurado, no bairro Cidade Baixa, o Centro Integrado de Comando (CEIC) da capital gaúcha, que reúne 24 áreas do poder público municipal no controle aprofundado da dinâmica da cidade. Uma parede de vídeo com 39 telas de LED mostra em alta definição imagens de vários locais, entre eles praças e parques, 24 horas por dia, durante todos os dias da semana.

O lançamento oficial foi feito pelo prefeito José Fortunati (PDT) e autoridades ligadas à área da segurança, defesa civil, trânsito e gestão municipal. A central de inteligência era anunciada pelo prefeito desde o primeiro semestre e está operando em caráter experimental. As imagens das câmeras que já funcionam na cidade foram integradas ao serviço de meteorologia e ao mapa georeferenciado, feitos pela prefeitura. O comandante Airton Costa foi nomeado para comandar o CEIC e explica que “todas as imagens são gravadas para segurança dos operadores e dos cidadãos”. Ele salienta que os servidores que operam o software assinam termos de compromisso sobre a utilização das imagens.

“Não vamos entrar e ver o que acontece nas residências, por exemplo. O sistema irá operar para detectar problemas que causam malefícios para vida da população, como depredação de monumentos, degradação do meio ambiente, brigas e venda de drogas. Não vamos atentar contra a privacidade das pessoas”, ressaltou o prefeito Fortunati. Para isso, ao passar pelas casas, o software irá apagar as imagens do que acontece nas janelas, afirmou o chefe do executivo municipal.

Resolução da imagem é capaz de identificar rostos e números de placas de automóveis | Foto: Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21

Apesar de sublinhar a utilização da tecnologia para exclusivamente planejar as ações de forma integrada pelos órgãos públicos e resolver problemas de forma eficiente, o aparato a serviço do município dá a sensação similar a de estar em um reality show. Os operadores podem utilizar apenas uma imagem em grande resolução das 39 telas ou abrir 39 imagens de locais diferentes da cidade de uma só vez. A qualidade da imagem permite a identificação de faces humanas e placas de automóveis com muita nitidez, com dispositivo que garante a visualização das pessoas mesmo à noite. “É o BBB do bem. A ficção se torna realidade. Antes isso era coisa de James Bond, mas isto é possível na vida real, em benefício da população”, falou Fortunati.

O Centro Integrado de Comando é parecido com o criado no começo da gestão de Jairo Jorge (PT) na Prefeitura de Canoas. Porém, Fortunati salientou que se trata do segundo no país. “Completo desta maneira, só a cidade do Rio de Janeiro, que inclusive foi onde fomos buscar conhecimento”, falou.

Cidade inteligente

Servidores foram capacitados para operar o sistema e assinam termo se responsabilizando pelo uso das imagens | Foto: Bernardo Jardim Ribeiro/Sul21

O CEIC integra a base tecnológica que Porto Alegre já dispõe e deverá ser ampliado gradativamente com a aquisição de novas câmeras, em outros pontos da cidade e a integração da Brigada Militar e das polícias federais. O diálogo entre a Prefeitura e o governo estadual já foi aberto, segundo José Fortunati. “Deixamos locais vagos para os policiais militares e bombeiros virem a ocupar. Estamos dialogando com o governo do estado para tomarmos ação em conjunto e não mais de forma seccionada. Para o cidadão não interessa qual o poder que está fazendo o serviço, desde que ele seja feito de forma eficiente”, explicou.

O local faz parte das ações preparatórias para a Copa do Mundo de 2014 e o investimento na infraestrutura foi de R$ 5,6 milhões em recursos próprios da Prefeitura. A central de inteligência é vinculada ao Gabinete do Prefeito e integra diversos órgãos municipais, além dos parceiros dos demais poderes que poderão utilizar as imagens, tais como a justiça em futuras investigações. Servidores da Empresa de Transporte e Circulação (EPTC), SAMU, Defesa Civil e Guarda Municipal são os principais operadores do sistema e receberam capacitação. Porém, áreas como Direitos Humanos e Segurança, Assistência Social, Meio Ambiente, Procempa e os departamentos de Limpeza Urbana, Saneamento e Habitação poderão ser acionados em situações de emergência.

A estrutura do centro é suportada por um sistema de geradores, que oferecem energia redundante, e conta com uma nova subestação para abastecimento de energia, garantindo a manutenção das atividades. Há uma sala disponível para jornalistas aberta 24 horas para acompanhamento de trânsito, meteorologia, saúde, entre outros serviços. O Ceic também conta com uma sala do prefeito, para reuniões de emergência com todos os órgãos envolvidos. “Em casos de emergências e acidentes podemos identificar focos de fogo antes de se transformar em um grande incêndio, o mesmo para acidentes de transito, que poderão ser identificados para dissolução antes do congestionamento”, exemplificou o prefeito.

Rachel Duarte

SUL21



Categorias:segurança

Tags:, , , ,

13 respostas

  1. Ai se sesse R$ 5,6 milhões investidos em educação!

    Curtir

  2. Então se eu for assaltado numa dessas áreas poderei exigir dos órgãos competentes o reconhecimento e captura do meu ofensor?

    Curtir

  3. Na teoria é muito bom. Resta saber a eficiência de um sistema que conta com uma quantidade de policiais muito aquém o necessário para atender as ocorrências.

    Curtir

  4. Ótima notícia, polícias eficientes tem isso. Tomara que a guarda municipal saiba usá-las adequadamente, senão é dinheiro posto fora.

    Curtir

  5. Refaço as duas perguntas:
    1. Em caso de uma ocorrência, qual o tempo máximo para que alguma autoridade apareça no local?
    2. Quantas ocorrências simultâneas podem ser atendidas?

    Curtir

  6. Isso significa que eu não posso mais correr pelado nas madrugadas de Poa?
    :OOO

    sahhssahusaashuashu

    Excelente noticia, espero tambem que ajam e punam como o Georgeano comentou.

    Curtir

  7. Mas tomara que AJAM e PUNAM tambem.

    A Praca da Alfandega tem o “cercamento eletronico” (artificio pra enganar portoalegrenses refratarios a tudo, como o cercamento da Redencao, igorando boas experiencias no mundo e no Brasil) e mesmo assim nossos vandalos nao deixaram de honrar nossa tradicao e piaram as estatuas e arrancaram mudas na recem reformada praca.

    Curtir

  8. O grande “irmão” nos espiona. George Orwell tinha razão (1984) .

    Curtir

    • Tenta botar isso no contexto de quando e onde o livro foi escrito antes de falar besteira…

      Nos anos 60 em TODA a Inglaterra ocorriam apenas 300 assassinatos POR ANO. Nesse contexto de segurança metropolitana quase bucólica, vigilância estatal era um problema.

      No Brasil ocorreram ano passado 36000 assassinatos. TRINTA E SEIS MIL!

      Curtir

    • óooo como sou intelectual, eu faço referências a G. Orwell. Já leu sobre panoptismo?

      Curtir

      • Muito pertinente, mas não consigo deixar de enxergar como tudo isso recai sobre a mesma problemática de estado mal gerido socialmente que acaba usando estratégias de controle social com discurso de segurança do bem. Vejam bem, essas câmeras deveriam ser temporárias. Todo e qualquer cidadão com atitude fora do comum será colocado no mesmo saco dos assaltantes -que assaltarão naquela ruela escura onde a câmera não pega e não são locais de manifestação social de qualquer natureza.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: