Calçadas: melhorias em mais de 20 pontos da Prefeitura

Projeto começou no Centro Histórico e Cidade Baixa Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

A Prefeitura de Porto Alegre contabiliza, até o momento, mais de 20 pontos de intervenções em calçadas em endereços próprios ou passeios de grande circulação da cidade. O projeto que começou pelos bairros Centro Histórico e Cidade Baixa está avançando pelo Bom Fim, Menino Deus e Moinhos de Vento, além de áreas próximas a esses bairros.

Mais de 10,6 mil calçadas foram vistoriadas pela fiscalização e centenas de proprietários já regularizaram a situação de seus passeios, cumprindo os prazos do projeto voltado à revitalização das calçadas e à conscientização dos cidadãos sobre as suas responsabilidades no processo de conservação dos passeios públicos.

A prefeitura está destinando mais de R$ 4,5 milhões, por meio da Smov, para consertar calçadas de prédios sob sua responsabilidade. Algumas dessas intervenções estão concluídas, outras estão em execução ou em fase de projeto.

Na Praça da Alfândega houve melhorias na colocação de pedras portuguesas. O local está em fase final de revitalização pelo Projeto Monumenta, com novos passeios, iluminação pública das vias e recuperação das grades dos canteiros, bancos, ajardinamento e limpeza e restauração das esculturas.

O Largo Glênio Peres teve o basalto substituído por blocos de concreto, que é mais resistente ao peso e evita a manutenção constante dos rejuntes que acabavam soltando. Outra obra em execução pela prefeitura no Centro Histórico é a Rua Andrade Neves, onde um calçadão único, com piso tátil e acessibilidade, está substituindo calçadas antes esburacadas, mantendo um padrão único no local. Outros endereços com obras concluídas são o entorno do Paço Municipal e do Mercado Público, e as praças Argentina e Parobé.

Mais de 20 pontos da Prefeitura com melhorias em calçadas
Na foto: Praça Campo Salles Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Próximos passos

Entre as próximas etapas do projeto, estão as obras em calçadas que serão totalmente reformuladas, pois sofrerão intervenções maiores, com mudança estrutural, como é o caso da Rua da Praia, que terá recuperação total, com todo o piso retirado e as redes subterrâneas recuperadas. A ideia é que o novo pavimento suporte o trânsito de veículos pesados (como transportadores de valores, caminhão de coleta de lixo e bombeiros, por exemplo).

De acordo com a coordenadora do Gabinete de Articulação Institucional, Ana Pellini, em muitos locais a melhoria das calçadas é acompanhada de obras de infraestrutura mais profundas, como a modernização das redes subterrâneas envolvendo o Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) e de Água e Esgoto (Dmae), empresas de telefonia, redes de lógica, entre outras, para evitar que, após a troca do pavimento, ele seja danificado. Em outros locais, há um projeto urbanístico complementado pelas calçadas, como foi o caso da praça Otávio Rocha, onde houve revitalização com recuperação dos pisos (pedra portuguesa, saibro e ladrilho hidráulico), manejo da vegetação e recuperação da iluminação.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, calçadas

Tags:,

22 respostas

  1. O mesmo piso/blocos de concreto, que esta na última foto, também, esta sendo colocado na praça Argentina. E parece que foi “comprado” pela UGES, caso foi(?). Sua sede na Rua Andre da Rocha, bem próximo dessas obras e muito recentemente, teve obras nas suas calçadas… Achei curioso esse fato..

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: