A Espanha e a qualidade dos projetos urbanísticos – 3 de 3

Na última parte de nosso passeio pela qualidade dos empreendimentos espanhóis, vamos fechar com chave de ouro olhando os detalhes. Esperamos que futuramente consigamos nos aproximar deste nível de qualidade de Valdebebas-Madri, que façamos as coisas para durar décadas, que sejamos inovadores, ousados e acima da média e das expectativas. Espelhamo-nos.

(por favor, este post NÃO defende/fala sobre/cogita/justifica a economia espanhola: é puramente sobre design, arquitetura, engenharia, paisagismo e qualidade)

C l i q u e   p a r a   a m p l i a r

Criatividade e bom gosto nas discretas cores da pista de skate

Iluminação de primeira classe

Árvores frondosas mudando com as estações! Nada de carnaval de espécies diferentes!

Flores e postes modernos e bonitos

Paisagismo inventivo

Isto aqui é uma ciclovia de qualidade

Atenção para os detalhes!

mobiliário urbano

a importância da qualidade nos detalhes

Fim



Categorias:Outros assuntos

13 respostas

  1. já postei outra vez aqui, mas acho que vale a repetição: http://vimeo.com/12132621

    um vídeo de skate no centro de Madrid. é impressionante o acabamento e limpeza de todas as ruas e calçadas.

    Curtir

    • e quem não estiver interessado nisso, vale a pena ver pela visão da cidade, que é muito legal, um passeio.

      Curtir

    • 2:48 aquilo ali é esfalto de primeira! Madrid é fantástica, linda, é a cidade das fontes, a cada esquina tem uma fonte enorme borbulhando, e as pessoas vão pro centro passear pela Gran Via noite adentro! Quem já viu Paris e Londres, Madrid é uma maravilhosa surpresa!

      Curtir

      • sim, dá vontade de chorar depois de ver esse vídeo e lembrar do nosso “centro histórico”.

        Curtir

      • e Marcelo, vc que gosta desses detalhes, olha ali por 1:20, como eles usam a publicidade de uma maneira muito inteligente pra cobrir um edifício em reforma. Além do anúncio ter uma foto que cria profundidade (o que é comum lá), ao invés de dar a sensação de claustrofobia, é capaz desse anúncio pagar a reforma em si.

        Curtir

        • Sim sim em toda Europa é comum acontecer isso. Podia-se inclusive usar deste artifício para ajudar a custear obras de prédios como o da Biblioteca Pública aqui. Falta idéias novas na prefeitura.

          Curtir

  2. Por que não tem quase ninguém nessas imagens? Achei estranho.

    Curtir

    • O empreendimento está em construção ainda: os prédios estão a recém sendo construídos.

      Curtir

      • Faz sentido. Dá a sensação de que são bairros ou locais totalmente novos, erguidos dos zero. É isso mesmo?

        Curtir

        • Correto.
          Mas poderia-se tirar algumas várias lições daqui para a nossa Beira Rio que está sendo ampliada.

          Curtir

  3. Poxa, Marcelo. Ainda bem que foi o último post… estava quase cortando os pulsos.

    Brincadeira né? É triste ver o dinheirão dos impostos (mais de 1 trilhão!!!) sendo tão mal gasto neste país.

    Curtir

  4. O problema e’ que vcs querem comparar duas coisas que sao impossiveis de serem comparadas. Na Europa os socialistas sao pelo menos a favor do desenvolvimento e de melhorias na infraestrutura. No RS infelizmente a pior ala do socialismo tomou conta de tudo, ocupou todos os espacos, e’ o marxismo tipo albanez, que e’ primitivo e CONTRA O DESENVOLVIMENTO. Nao interessa se o desenvolvimento trara melhorias a populacao pobre, eles sao contra, nao interesa se criara empregos, eles sao contra. Nao e’ prq eles sao “ignorantes” ou despreparados, sao, mas nem tanto esta gente e’ neurotica e quasi-sociopata e acham que a sociedade tem que ser punida por todas as mazelas da populacao, mais expecificamente por terem se oposto a implantacao do marxismo. Acho que se nao for atravez da BALA e do peitaco, forcando e intimidando estas alas podres, nada jamais saira e POA se tornara em uma cidadezinha de interior dominada por servidores publicos que so’ se interesam pelos SEUS BENEFICIOS e nao com melhorias a populacao.

    Curtir

  5. Não gosto. Melhor uma cidade horrível com 6% de desemprego. (sarcasmo).

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: