Não é Natal

A pouco mais de 4 semanas do Natal, Porto Alegre continua sem nenhuma decoração, salvo uma tímida casa natalina que foi montada no Largo Glênio pelos dirigentes lojistas -a apresentadora Poliana da RBS, alienada como sempre, se embasbaca que “a cidade está cada vez mais enfeitada”. Ah tá.

A Prefeitura(!), o Mercado Público, a Rua da Praia, a Praça da Alfândega, a Esquina Democrática, o entorno do Chalé da Praça XV, todos esses lugares que deveriam estar enfeitados e iluminados, continuam como na foto abaixo. E ainda vem me falar de turismo em Porto Alegre, tenha a santa paciência.

Enquanto isso, Curitiba divulga seus preparativos natalinos (foto abaixo) e Gramado rouba como sempre todos os turistas natalinos por aqui.



Categorias:Outros assuntos

48 respostas

  1. Nossa, então te aconselho e viver no escuro dentro de casa, Semiografo.

    Curtir

  2. Cidade iluminada faz a gente ter mais vontade de gastar. Como meu salário está congelado, prefiro não receber estímulos consumistas. O comércio que se vire se quiser iluminar a cidade.

    Curtir

  3. Marcelo, a reposta a tua pergunta esta nos dois comentarios anteriores ao teu (os dois comentarios do Georgeano tratam desse ponto)

    Curtir

  4. E se a população de Porto Alegre não aceita mais o Natal com significado religioso? Talvez uma atitude natural não enfeitar nada fora das áreas de consumo, assim como é normal não enfeitar a cidade para muitas datas de outras religiões.

    Curtir

  5. Eu disse:
    “E todas as capitais brasileiras, e infinidade de cidades, se enfeitam, para ficarem bonitas, para comemorar o fim do ano, para haver graça nas ruas… Mas, principalmente, para ficarem bonitas. Ou até mesmo para atrair turistas”

    Mesmo que a cidade não seja turistica, há um grande motivo pelo qual as cidades se enfeitam no Natal. É para celebrar a si mesma. Para celebrar a auto-estima da cidade. para dizer “olha que cidade legal e boa eu sou”.

    Nem isso POA faz.

    Curtir

  6. As pessoas estão errando o seu foco ao discutir o assunto dessa matéria.

    Ninguém está discutindo a fé de cada um, ou valores religiosos, novos tempos, etc.

    Está se discutindo a valorização da cidade. Há muito tempo o Natal deixou de ser apenas uma festa religiosa. Hoje, a data já extrapolou isso, virando um hábito cultural, uma comemoração universal.
    Tanto que os milões de turistas que vão à Gramado, pouquíssimos vão por serem religiosos.
    Tanto que, mesmo a religião (e a cultura) serem outros, há Papais Noéis na China, Japão, no planeta inteiro.

    É uma época em que o mundo quer ser mais bonito e, porque não, mais mágico. Independentemente da fé das pessoas.

    E todas as capitais brasileiras, e infinidade de cidades, se enfeitam, para ficarem bonitas, para comemorar o fim do ano, para haver graça nas ruas… Mas, principalmente, para ficarem bonitas. Ou até mesmo para atrair turistas.

    Vejam a árvore de Natal MARAVILHOSA de Aracaju.
    A árvore da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro.
    Vejam as da cidade de Natal.
    Vejam Belo Horizonte.
    Vejam Curitiba.
    Vejam a Avenida Paulista !!!!
    Vejam a avenida de Cachoeirinha, aqui ao lado.

    Não dá. Porto Alegre, nesta data, não consegue esconder, e entrega a sua cultura CONSOLIDADA de DESLEIXO e FEIÚRA.

    Curtir

  7. Muitos reclamam e sabem que existe uma campanha da RBS, Sindilojas, CDL e Banrisul? Pois é existe o http://www.brilhaportoalegre.com.br/ que espera-se que comecem logo a enfeitar essa cidade, para que possamos voltar a ter o brilho e a felicidade dessa epoca de reunião de familiares e amigos. Talvez uma luzinha piscando na janela do apartamento seja pouco, mas se cada uma fizer um pouco a cidade ficará melhor,,,,, Não quero luzes babilônicas, mas um centro limpo, iluminado e enfeitado ja ajuda…e claro com segurança….

    Curtir

  8. E também tem a questão estética. Dependendo da forma como são postas, luzinhas são bregas pra caralh*. Quando eu era piá, achava tri, mas hoje, na boa… As luzinhas são impactantes, chamativas e tal, mas não é algo assim tão belo. Quase toda a beleza que eu percebo hoje nas luzinhas é mera nostalgia de criança.

    Curtir

  9. Até acho que esse fenômeno da falta de luzes natalinas na cidade é intrigante e merece ser estudado. E quem gosta disso tem todo o direito de lamentar.

    Mas discordo quanto a importância disso para uma cidade do tamanho e significado de Porto Alegre. Se fosse Gramado, que depende disso, vá lá. Curitiba não é bonita no natal porque tem luzinhas. Curitiba é bonita no natal porque É bonita, é bonita sempre. Pelo menos essa é a minha percepção. Meu prazer e admiração em visitar uma cidade, definitivamente, não passa pelas luzinhas natalinas.

    Há muito tempo, na minha família, não “cultivamos” árvore de natal, nem luzinhas na sacada. Nosso natal, nossas VIDAS, não são menos felizes por isso. Imagino que muita gente pense da mesma forma.

    Tem muito a fazer para tornar POA mais bela, ou pelo menos “desvendar” a beleza de POA. Acho que passa pela conservação dos monumentos, iluminação, conservação de prédios, vias (elementos, aliás, muito bem tratados aqui no blog). Mas não pelas luzinhas…

    Que cês acham?

    Curtir

    • Eduardo, eu simplesmente aboli alguns anos as luzes, mas lhe confesso, que sem elas meu Natal ficou tão singelo. Esse ano colocamos no pinheiro aquilo que também admirava quando criança, e posso lhe garantir que da outra cara. Não é o fato só de luzes, é o enfeite, isso tira o cotidiano de nossas vidas e nos transforma em repenssarmos o que somos o que fizesmos. Nessa epoca deixamos pra la as nossos chefes, nossos problemas e queremos é ser felizes com nossos familiares, com um espirito renovado. Os enfeites e luzes, nos ajuda a mostrar que não é um dia como outro(apeszar de muitos acharem), e sim um momento de espirito que nos permite sorrir ou chorar,,,,

      Curtir

      • que bonito o que tu disseste, Luís. Que bom que há essa sensibilidade nas pessoas ainda. Ainda que alcançada com “métodos” diferentes dos meus.

        Curtir

        • Isto que o luiscamposdc falou chama-se ” O Espirito do Natal ” , é quando arrumamos nossa casa, iluminamos, preparamos presentes e coisas gostosas e nos reunimos com quem amamos…isto nos revigora e depois fazemos nossos votos para o novo ano que chega e alegres começamos tudo de novo….

          Curtir

        • Ótimo Juliana, mas convém lembrar que nem todos precisam alcançar a harmonia e beleza do espírito de Natal materialmente… justamente porque é algo mais espiritual.

          Curtir

  10. Aqui reina a pobreza espiritual! Uma lástima!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: