Plano para revitalizar Bacia do Dilúvio calcula investimento de R$ 500 milhões

Estimativa é de que o edital de licitação ainda demore cinco anos para ser lançado

Plano para revitalizar Bacia do Dilúvio calcula investimento de R$ 500 milhões - Foto: Gilberto Simon - Porto Imagem

Plano para revitalizar Bacia do Dilúvio calcula investimento de R$ 500 milhões – Foto: Gilberto Simon – Porto Imagem

O plano de ação para a revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio foi entregue às prefeituras de Porto Alegre e Viamão na tarde desta sexta-feira. O custo da impantação das ações é estimado em R$ 500 milhões, com a projeção de que a licitação seja lançada em cinco anos. O estudo foi elaborado em conjunto pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e pela Pontifícia Universidade Católica (PUCRS).

A partir de agora, as universidades e prefeituras devem buscar recursos para a elaboração do projeto básico e executivo. Nesse primeiro plano, as instituições de ensino mapearam as ações e estratégias para melhorar a potabilidade da água e as condições da população que vive às margens do Dilúvio. As outras etapas de revitalização incluem o saneamento, a coleta e o tratamento de esgoto sanitário, a recuperação de áreas erodidas assim como o aproveitamento da área com a construção de praças e centros de lazer.

Entre as dificuldades do projeto estão as desapropriações e a urbanização da área que tem 17,6 quilômetros de extensão entre Viamão e Porto Alegre, conforme destaca o coordenador do grupo de ação na UFRGS, André Luiz Lopes. “Nem todas as propostas serão bem aceitas pela sociedade afinal não é só questão de água, mas assentamento irregulares, transporte e ocupação da região”, ressalta.

Em paralelo, R$ 600 milhões foram alocados para a o Plano Integrado Socioambiental (Pisa), um conjunto de ações para aumentar o tratamento de esgoto na Capital para até 80% do que é gerado. A intervenção é muito complexa, o que justifica o elevado custo segundo o prefeito José Fortunati. “Mesmo com a extensão pequena, interage com comunidades ribeirinhas que serão realocadas e há necessidade de investir em educação ambiental”, ressaltou.

A bacia do Arroio Dilúvio banha 82 quilômetros quadrados e recebe cerca de 50 mil metros cúbicos de detritos por ano, além das redes clandestinas de esgoto sanitário.

Correio do Povo



Categorias:Revitalização do Arroio Dilúvio

Tags:, ,

27 respostas

  1. É muita utopia minha imaginar que um dia a sociedade irá se mobilizar para introduzir em todas as casas o banheiro seco, ( https://www.google.com.br/search?q=banheiro+seco&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&rls=org.mozilla:pt-BR:official&client=firefox-a ) um tipo de construção que não gera esgoto?Até quando iremos sujar de fezes e urina a própria água que bebemos?

    Curtir

    • Abandona, portoalegrense só se mobiliza contra cercas e fechamento de botecos

      Curtir

      • Falando em cercas,a última massa crítica que eu participei terminou na frente do Araujo Viana justamente para “engrossar” o número de manifestantes que eram contra o cercamento do auditório.Eu ainda não consegui entender por que as pessoas são contra uma cerca que protege o auditório dos vândalos,como se isso não permitisse usufruir do restante do parque que é imenso.

        Curtir

        • Bando de comunista. Pronto, falei. Devem ser contra privatizações de qualquer natureza. Para eles o banrisul é um banco perfeito. Estou extrapolando e generalizando, mas muito do que pensam vem disto e alguns nem sabem. Acham que o “capitalismo” é o culpado, mas protestam contra cerca num parque em vez de protestar por falta de escola.

          Curtir

        • Sou ciclista e não gosto do massa por isso.

          Curtir

    • O banheiro da tua casa é do tipo “seco”? Já reformou por aí?

      Curtir

  2. Acho que o blog poderia ter uma reunião anual para que as pessoas possam discutir e se articular em prol da cidade.

    Curtir

  3. Muitas coisas podem ser feitas, independentes de um plano, para melhorar a qualidade da água do Dilúvio. E o DMAE já vem fazendo isto é só pesquisar.

    Curtir

    • O Dmae/DEP já fizeram boa parte, que são as galerias que vão interceptar o esgoto que vai pro dilúvio e levará para a estação de tratamento na zona sul. O problema é que tem muitas ligações clandestinas de esgoto cloacal ligado no esgoto pluvial. Creio que a maioria até. Então, a prefeitura terá de desenvolver uma campanha (com multas) para que os proprietários de imóveis façam suas ligações corretamente. Isso pode levar muitos anos.

      Curtir

      • Deveriam tapar a mesma com concreto de 30c de espessura pro esgoto voltar todo para o fornecedor.

        Alagar a casa/industria de merda. Quem sabe assim aprendam.

        Curtir

      • Mais um detalhe, é que fossas devem ser limpas anualmente, casso contrário o esgoto passa direto pela fossa.

        Não sei vocês, mas no prédio onde eu moro isso não é feito. Basta alguém falar nisso em reuniões de condomínio para ser criticado que isso vai encarecer o condomínio.

        Fiscais da prefeitura deveriam ir nos prédios, abrir as fossas e averiguar, se estiver saturada, aplica uma multa.

        Curtir

  4. O máximo que uma administração tem o direito de falar é 4 anos. Coloca um prefeito porra loca lá na cadeira e vamos ver se não sai. Em 1 ano ele despolui o Dilúvio e o Guaíba em 2 anos. Fica a dica.

    Curtir

  5. R$500 mihões / 1,5 milhão de habitantes = R$ 333. Eu pago a minha parte! Obra desse porte no Brasil só sai se tiver algum (super)faturando.

    Curtir

  6. Quando eu disse que esse projeto é só conversa fiada fui negativado por todo mundo. eu perdoo todos. Sei que vocês ainda são ingênuos. Levo grande vantagem. trabalho há 25 anos da PMPA e sei todos os miguelaços de cor de salteado. esqueçam essa papagaiada de Dilúvio despoluído. Como diz o Pe Quevedo: Isso non écxiste! É só mais um factóide urdido pelo executivo, pra ocupar manchete de jornal.
    Aviso aos navegantes: O prolongamento da Severo Dullius foi cancelado. Motivo: erro no projeto de uma ponte. Vão ter que refazer os cálculos.
    Segundo aviso aos navegantes: segundo o andamento da desocupação da Tronco, a Av. ficará pronta entre o segundo semestre de 2018 e o primeiro semestre de 2019. Até agora, depois de mais 5 meses de obras, pouco mais de 100 moradores pegaram o bônus moradia. Faltam 1350. Façam os cálculos.

    Curtir

    • Seriam informações de grande valia, se tu te apresentasses e mostrasse provas concretas do que fala… afinal em foruns de internet já vi gente dizer até que trabalhava na NASA. Papel e internet aceita tudo. Sou um rei visigodo. Prove que estou mentindo.

      Curtir

      • Acorda e passeia pelo teu reino.

        Curtir

        • Acorda tu. Qualquer um chega e vem falar essas abobrinhas e tu aceita calado? Eu não aceito calado. Inclusive aproveito o momento, para agradecer as assinaturas no abaixo assinado que criei. Através da pressão online sobre a Trensurb, a empresa anunciou como resposta, um contrato de manutenção predial em todas as estações de trem e assumiu um compromisso público de reformar em particular a estação Farrapos/IPA que foi o tema principal da minha reivindicação. Leia a nota oficial da empresa, em resposta oficial:

          Nesta semana, inicia-se ainda um contrato de manutenção predial de todas as estações. Estima-se um prazo de até 120 dias para atendimento das demandas pendentes, incluindo consertos em telhados de estações. Também será realizado um trabalho de manutenção geral das estruturas, com a previsão de realização desse serviço em três estações por mês. Dessa forma, espera-se corrigir e evitar novos transtornos como aqueles citados na petição. — Jânio Ayres, Gerente de Comunicação Integrada da Trensurb

          Curtir

      • As provas estão aí…todos os dias, pra todo mundo ver. Disseram que iriam implantar uma ciclovia na restinga. Onde? Aquilo lá que fizeram? Disseram que iriram fazer um píer em Ipanema. Onde? Aquilo? Disseram que iriam prolongar a pista do aeroporto. Onde? Quando? Disseram que a coleta de lixo através dos contêineres iria ser umm marco na qualidade de vida. Onde? Como? Disseram que o disque-pichação iria ser muito útil para acabar com o vandalismo gráfico. Quando? Onde? Disseram que iriam arrumar as calçadas do centro. Quando? Com argamassa? Disseram que haveria um super projeto para o Cais e a orla. Quando? Onde? Disseram que o pontilhão da Edvaldo Paiva estaria pronto em 2 de novembro de 2012. Onde? Não conseguem nem tapar buracos do jeito correto. A política das promessas é uma fraude….e eu ainda tenho que provar às Márcias de Windsor que elegem esses idiotas, que eu estou dizendo a verdade. hehe…engraçado ao extremo. Os que prometem e não cumprem, deles, as Márcias não cobram. São os eleitores-hiena.

        Curtir

      • Tu és um lacaio do Rei, isso sim. Serviçal é assim mesmo…sempre lambendo os dedinhos do senhorio. Aliás, no facebook, há um grupo denominado “minha casa virou uma lixeira”, sobre a vergonha dos contêineres. Pois um cara de pau chamado Roberto Azevedo, que é assessor de imprensa do DMLU tinha a coragem de aparecer por lá pra puxar o saco da Administração. Cargo em comissão é que nem chupim. Só coloca ovo no ninho dos outros.

        Curtir

        • O Felipe X assevera que o Universo é apenas um produto da imaginação humana, carecendo de “provas”. É uma concepção realmente diferenciada.
          Vida de político no Brasil é muito fácil. O cara diz qualquer coisa e tem sempre gente acreditando.

          Curtir

        • Bah, é muito rancor pra um coração só.

          Curtir

      • Mateus,

        Crimes omissivos tem as provas dadas pelo tempo. Pára de acreditar em Papai Noel …

        Curtir

    • Obrigado pelas informações. É importante ter gente que enxerga o sistema por dentro mostrar os problemas, possibilitando a crítica e consequentemente a melhoria, assim como fizeram os trabalhadores da Carris.

      Deixe qualquer empresa, governo ou organização muito fechada e protegida para corroer-se com seus próprios problemas.

      Curtir

    • Conversa fiada sempre tem cara, as vezes duram anos, mas uma hora sai.
      hahaha

      Eu acho que essa obra vai sair, mas acho que vai ser mais perto das próximas eleições.
      ¬¬

      Curtir

    • Se sair, será para daqui 50 anos, no mínimo!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: