Construção de Centro de Eventos é pauta de reunião na prefeitura

Na manhã desta segunda-feira,10, o prefeito José Fortunati esteve reunido com a secretária estadual de Turismo, Abgail Pereira e o secretário municipal do Turismo, Luis Fernando Moraes. O encontro, que aconteceu no Paço Municipal, tratou do projeto de um Centro de Eventos do Estado. Os estudos apontaram alguns locais possíveis para o espaço, mas, atualmente existe a possibilidade construção no Morro Santa Teresa, na Capital, e junto ao Parque Assis Brasil, em Esteio.

Para a secretária, o local ideal será em Porto Alegre. “Acreditamos que o Centro de Eventos consolidará, ainda mais, a cidade como atrativa de turismo de negócios e serviços”, afirmou Abigail.

Fortunati reafirmou o posicionamento de parceria para que o equipamento estadual seja construído na Capital. “Vamos trabalhar para viabilizar este projeto de abrigar um local amplo para eventos na cidade”, disse o prefeito, salientando o fomento no desenvolvimento econômico e geração de emprego que o Centro de Eventos possibilitará.

Sobre o Centro de Eventos – Terá capacidade de 10 mil pessoas sentadas, distribuídas em vários auditórios; Pavilhão de Exposições com 26 mil metros quadrados e pé direito de 10 metros; divisão em dois pavilhões e dois halls para feiras simultâneas e cabines de credenciamento e uma área construída de até 100 mil metros quadrados. O projeto está sob responsabilidade do escritório do arquiteto Oscar Niemeyer.

 

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:Centro de Eventos do RS, Grandes Projetos

Tags:, ,

11 respostas

  1. Já que o blog não tem um forum pra debatermos assuntos diversos, vou postar aqui.

    Não é só Porto Alegre que tá fazendo um BRT capenga: apesar do BRT de nova iorque ser um sonho comparado com o nosso, o de lá também não é perfeito, sendo chamado de “supposed BRT” pelo autor desse texto:

    http://www.humantransit.org/2012/11/dissent-of-the-week-praise-for-new-york-citys-bus-rapid-transit.html

    Curtir

  2. Comentei o acima citado por ouvir que há uma idéia que surgiu de uma parte da imprensa gaúcha, de preservar o Estádio Olímpico Monumental, acho improvável, mas apenas citei..

    Fui atacado por meincionar o termo “cholorado”.

    Demonstro o motivo de utilizar o mesmo; pela forma que o clube citado tratou o contrato de reforma do estádio para a Copa foi tal que prejudicou a cidade.

    Colocar na frente da mesmo seus próprios interesses, e procrastinar um acerto com uma construtora, fez a mesma ficar de fora da Copa das Confederações.

    Imaginem o espaço na mídia mundial que Porto Alegre e o Rio Grande do Sul perderam!

    Assim de tanto procrastinar, esperaram a ajuda extra, como o que o Corínthians recebeu, tanto criticada por todos os gaúchos, inclusive dos próprio clube beneficiado..

    Não foi o Grêmio de Foot-Ball Porto Alegrense que causou o prejuizo ao povo gaúcho, foi o S. C. Intenacional.

    Ao criticarem-me mencionaram que tanto a área da Arena quanto a do Olímpico tiveram os seus planos diretores alterados pra aumentar a altura dos prédios beneficiando a OAS e o Grêmio.., alteração de planos diretores podem ser autorizados com as anuências dos órgãos competentes, mas isto não é o mesmo que receber graciosamente dinheiro público
    do povo gaúcho e brasileiro, ou seja, como é público, não é de ninguém, danem-se os contribuintes, queremos para nós, e o resto não estamos nem aí, como o esquema do Corínthians Paulista.

    Falando em paulistas e o resto do país, para vermos como eles tratam o RS como se fosse uma província ou coisa semelhante, foram os noticiários sobre o Grêmio fez, uma Arena sem dinheiro do povo, em todos programas esportivos e noticiários de hoje, fora do Rio Grande do Sul, com exceção do Sportv que transmitiu e abertamente teceu elogios, as outras emissoras abertas, ou omitiram a o evento e a notícia, ou foram muitíssimos breves. em relação ao marco histórioco, a primeira Arena multiuso particular da América do Sul a nível FIFA e de primeiro mundo.

    Sobre a grandiosidade do empreendimento e sobre a inauguração, quando comentaram alguma coisa, no canal ESPN, mencionaram alguns comentários e depois meteram o pau,
    criticaram o gramado, a briga na geral, mas deram pouca importância e atenção ao signiicado deste empreeendimento e ao espetáculo em si.

    Ou seja é assim que eles sempre nos veem.

    Com descaso e fazendo críticas.

    Uma emissora de SP hoje ao meio-dia mostrou em um minuto e só, o resto é só na babação em cima dos clubes de lá, enquanto outra do Rio nos clubes do estado deles,

    Por isto é que fora a disuta direta, os clubes junto com a FGF tem que agirem em unidade, a união faz a força, se ficamos metendo pau um no outro, como é típico de nossa rivalidade, sempre ficaremos como coadjuvantes no cenário nacional, e deixaremos eles como estão, tomando conta, mas se unirmo-nos e juntos façamos frente aos desmandos que sofremos há décadas, competições manipuladas pela CBF para que os clubes do Sudeste, principalmente de São Paulo e Rio de Janeiro vençam, aí temos que assinar o atestado de estupidez.

    Em 2005 está bem vivo na memória colorada, aquela roubalheira institucionalizada, em como 2008 em alguns jogos de 2008 o São Paulo FC foi escandalosamente favorecido,
    o último jogo retiraram o mando de campo do Goiás etc., sem falar neste ano, nos jogos que as arbitragens ajudaram um clube do Rio de Janeiro, assim eles fazem rodízio nos campeonatos nacionais e nós brigamos entre nós e repito, somos meros coadjuvantes .

    Retonando ao assunto, Construção de Centro de Eventos é pauta de reunião na prefeitura, pergunto, existe algum espaço de dimensões numa parea central, de fácil mobilidade, que seja conhecida por todos e sirva para Centro de Eventos que tenha a capacidade de 10 mil pessoas, com 26 mil metros quadrados e área construída de até 100 mil metros quadrados.de grande porte?

    Os números não são pequenos.

    Curtir

  3. É um completo absurdo, como assim quem projetará é o “escritório de Niemeyer” ?

    Ele está morto, e genialidade e notório saber NÃO são hereditários!

    O contrato que foi feito (que seja apresentado à sociedade por favor) agora é nulo, pois o titular não mais se encontra disponível. Se não houver bom senso e insistirem, é matéria para o Ministério Público.

    Curtir

  4. Se for(e possivelmente sera) “concretao ‘a la Niemeyer, eu quero bem longe de POA.

    Curtir

  5. É só tombar o Olímpico e deu! Em troca o Município doaria uma área de igual valor à OAS. ,

    Refomariam o Estádio que seria um marco turístico, resolveria diversos problemas.

    Criariam uma nova e grande área de recreação para escolas visitarem e até usufruirem, com piscinas e tudo que a infra-estrutura disponibiliza.

    Local para campeonatos citadinos amadores, e até opção para jogos de clubes menores que não tem estádio, tipo Estádio Independência de Belo Horizonte, e Pacaembú em São Paulo.

    A renda seria revertida em grande parte para o Município.

    Quantos parques municipais Porto Alegre tem com muros e esta infra-estrutura?

    Sou gremista, por isto só não poderia ser utilizado para de clubes profissionais.

    Nada de querer dar uma ajudadinha no problema dos cholorados, que subam a serra!

    Depois do que aprontaram no Grenal, a história daquele rojão e aquela encenação daquele cara não está bem contada.

    Curtir

    • Só não entendi o que isso tem a ver com CENTRO DE EVENTOS e CONVENÇÕES…

      Curtir

    • Que resposta nonsense. Além de não ter nada a ver com o assunto, ainda falou umas bobagens. O estádio Independência em BH é do América-MG, ou seja, tem dono. Times menores da cidade que não tem estádio? Os únicos times além de Grêmio e Inter em POA são o Zequinha e o Cruzeiro. O 1º já tem estádio e muito bom pro tamanho do clube. O 2º está construindo um estádio novinho em Cachoeirinha. Lamento gremista, mas o Olímpico vai pro chão pois assim o teu clube e a OAS decidiram. Não adianta chorar agora.

      Curtir

      • Pra que tanta grosseria tchê? Pelo comentário deves ser colorado,

        Nem fui pro lado clubístico, aliás foi o Kenny Braga, um colorado que lançou a idéia, e a imprensa falou, só mencionei a idéia que a imprensa de Porto mencionou.

        O estádio Independência realmente é do America, mas foi público e depois foi cedido ao clube, dinheiro público no privado, as mazelas políticas.

        Como sempre no Brasil, não o Olímpico e a Arena, totalmente privados,

        Vocês estão mais que mordidos, aliás o jogo da pobreza bem que poderia ser no referido estádio de certo clube de POA que sempre recebeu benécias dos governos, no Remendão.

        Respeita para ser respeitado, se não concordas tudo bem, mas meter o pau, pra que esta agressividade! Fica quieto chorão! Pediu, levou!

        Curtir

        • Falar “cholorados” é “não ir pro lado clubístico”? Vai ler o que tu mesmo escreve. Não desrespeitei ninguém. E sobre “benécias dos governos”, toma essa aqui e nem é da imprensa do RS: http://www1.folha.uol.com.br/esporte/1191709-gremio-usa-beneficios-fiscais-em-sua-arena.shtml

          Além disso, tanto a área da Arena quanto a do Olímpico tiveram os seus planos diretores alterados pra aumentar a altura dos prédios beneficiando a OAS e o Grêmio. E teu time viveu 58 anos num “remendão” como tu diz, mas claro que recalcados nem devem saber da história do próprio clube, portanto, vamos encerrar essa discussão por aqui.

          Curtir

        • Mencionei isto porque a forma que o clube tratou o contrato de reforma do estádio para a Copa foi de uma forma que prejudicou a cidade.

          Colocou na frente da capital seus próprios interesses, e a procrastinação, fez a mesma ficar de fora da Copa das Confederações.

          Imaginem o espaço na mídia mundial que Porto Alegre e o Rio Grande do Sul perderam!

          Assim de tanto procrastinar, esperaram a uma ajuda extra, como o que o Corínthians recebeu, tamto criticada por todos os gaúchos, inclusive dos próprios colorados.

          Não foi o Grêmio de Foot-Ball Porto Alegrense que causou o prejuizo ao povo gaúcho, foi o S. C. Intenacional.

          Portanto não venham com esta de “Além disso, tanto a área da Arena quanto a do Olímpico tiveram os seus planos diretores alterados pra aumentar a altura dos prédios beneficiando a OAS e o Grêmio.., isto não é dinheiro público, do povo gaúcho e brasileiro, ou seja, como é público, não é de ninguém, danem-se os contribuintes, eu quero é o meu e o resto eu não estou nem aí, de graça, como o esquema do Corínthians Paulista.

          Falando em paulista e do resto do país, para vermos como eles estão tão invejosos com que o Grêmio fez, uma Arena sem dinheiro do povo, que em todo os programas esportivo e noticiários de hoje, pouco comentaram sobre a inauguração, e quando comentaram mais um pouco, no canal ESPN, eles criticaram o gramado, a briga e deram pouca atenção ao espetáculo em si.

          Ou seja é assim que eles sempre nos veem.

          Com descaso e fazendo críticas.

          Uma emissora de SP é só na babação em cima dos clubes de lá, enquanto outra do Rio nos clubes do estado deles, enquanto isto nós aqui em vez de nos unirmos, ficamos metendo pau numa idéia de preservação duma praça desportiva, no teu caso, com desrespeito e falta de visão, e como é típico de nossa rivalidade, sempre deixamos de unirmo-nos para que nossos dois clubes juntos façam frente aos desmando que sofremos há décadas da CBF manipulada pelos clubes do Sudeste, principalmente de São Paulo e Rio de Janeiro.

          O nao de 2005 deve estar bem vivo em tua memória, aquela roubalheira institucionalizada, bem como 2008 e 2012 está gravado, nos jogos manipulados pelas arbitragens que ajudaram um clube de São paulo e este ano o do Rio de Janeiro, assim eles fazem rodízio nos campeonatos nacionais e nós brigamos entre nós.

          Por isto omo dissestes, vamos encerrando nossa discussão por aqui.

          Saudações tricolores!

          Curtir

  6. Santa Tereza já!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: