Socorro! Praça na UTI!

Fiz um post sobre este largo – perdão, não sei se tem nome este largo ou praça- um ano atrás, e o máximo que a prefeitura fez foi acimentar algumas lajes que faltavam. Então, vamos revisitar esse lugar que pede socorro. Este largo está encravado no centro da cidade, à entrada da Salgado Filho. Parece Bagdá ou Syria ou qualquer outra zona de guerra do Oriente Médio. Mais comentários sob as fotos. Clique para ampliar. 

A localização

mapa

Em vez de grama, barroFotos-0018_2

O pavimento se esfacelaFotos-0014_2

Aqui, a prefeitura começou a repor o piso, mas se cansou e terminou colocando cimento mesmoFotos-0013_2

Uma mistura de barro e pedregulhos, parece os pés do monte Ararat depois do dilúvioFotos-0010_3

Horrível: isto aqui é Porto Alegre??Fotos-0008_2

Novamente, cenário de pós guerra ou terremotoFotos-0009_2

Horror: barro, pedregulhos, urinaFotos-0011_3

Será isso uma pracinha de uma aldeia tupiniquim no meio da Amazônia?
Fotos-0006

Calçamento digno da capital do Estado do Rio Grande do SulFotos-0016_2

A praça é do povo, digo, dos mendigos
Fotos-0017_2

Fotos-0021_2

E as pessoas ainda sentam ali como se fosse um acolhedor e charmoso recanto. (como?)Fotos-0019_1

Aqui imagino ser mais uma fonte seca? De qualquer maneira, isso aqui…Fotos-0015_2

…poderia se transformar nisso daqui:Fotos-0015_2--b



Categorias:Outros assuntos

33 respostas

  1. Esta praça surgiu com a construção do viaduto porque foi o pedaço que restou de praça bem bonita que havia ali. Ali naquele redondo que vocês acham que era um canteiro era uma fonte com peixinhos e tudo. Tudo era bem conservado e arrumado na época da ditadura…..
    É o que eu sempre digo, ” NÃO EXISTE MANUTENÇÃO NESTA CIDADE E ENQUANTO NÃO HOUVER MANUTENÇÃO NÃO TEREMOS NADA….”.

    Curtir

    • concordo com tudo que você falou, exceto essa associação ao tempo da ditadura.
      só prá citar um exemplo, prá quem não sabe, no governo de geisel, com o apoio do jornal o globo e do ” renomado ” sr. lucio costa, mandaram destruir através da assinatura do presidente da república, o palácio monroe, primeira obra de arquiteto brasileiro premiada no exterior, o qual chamavam de monstrengo da cinelândia.
      esse monstrengo da cinelândia, era um palacete maravilhoso, desmontável, montado primeiramente nos estados unidos e depois remontado no rio de janeiro, repleto de obras de arte, vitrais, cristais, mármores e bronze, onde funcionou até os anos 60 o senado federal.
      por essas e por tantas outras não há santos. esqueçamos a ditadura…

      Curtir

  2. Forçaste o motor da kombi falando que aí seria uma fonte. 1/2 palmo de profundidade.
    Isso provavelmente era um canteiro

    Curtir

  3. “me desculpa, mas eu não acho que somente onde há fluxo deva ter manutenção. também não vejo nada de inseguro naquela praça a mais do que em qualquer outra.”

    Eu passo por lá todos os dias e conheço o desconforto de ver marginais sentados analisando se eles devem te assaltar ou não. A situação de insegurança da praça vazia é aumentada, também, pela presença do viaduto (que são, em geral, imãs de mendigos e/ou marginais).

    E, honestamente, qual o porquê de se gastar dinheiro dos impostos num lugar que não tem pessoas? Se é por causa da estética urbana, é bem mais útil cuidar do paisagismo das ruas (árvores, calçadas, etc) como um todo do que focar em praças desertas.

    Curtir

    • joão, acho que o gasto para manter um local desses mesmo que não passe ninguém é tão pouco… não precisa de grandes obras, apenas limpeza e manutenção. não devemos deixar de cuidar só porque não há movimento de pessoas. não podemos esquecer que este local onde você concluiu que não passa ninguém, é no centro da cidade e mesmo que realmente não tenha grande movimentação de pessoas, merece um pouco mais de cuidado.
      se nós pensarmos na farra que fazem com o dinheiro público em benefício próprio, não seria mantendo uma pracinha que estaríamos trazendo prejuízo ao dinheiro dos impostos.
      as cidades devem ser bem cuidadas, e os políticos devem parar de se beneficiar e aplicar melhor o recurso.

      Curtir

  4. Muito bom o render do Marcelo. Até uma mulher caminhando ele colocou! 😀

    Curtir

  5. eu acho que o mobiliário urbano de uma cidade deve passar pelo crivo de corpo técnico altamente qualificado. me refiro a arquitetos, urbanistas, engenheiros, etc… mas as vezes quem está no comando dessas secretarias não são técnicos e sim políticos cujos cargos são frutos de moeda de barganha na troca por apoio em período eleitoral. não obstante há também o sujeito que entrou por concurso público, diferentemente daquele que entrou sabe-se lá por que porta, mas que também pode ser tão incomptetente quanto o outro em razão de que em face de competir em uma carreira na iniciativa privada, prefere se debruçar estudando anos para passar em um concurso e depois que passa mergulha no mais completo ostracismo profissional, deixando de se atualizar e muitas vezes interessado somente na retirada mensal.
    ora, talvez isso não seja uma regra, mas que há muita gente assim, isso há…
    dessa forma o resultado são órgãos apinhados de gente que literalmente não está nem aí, ou até mesmo não se preocupa em fazer nada melhor porque sequer tem referenciais prá isso.
    hoje vemos obras feias, mal executadas e mal acabadas. vemos praças mal cuidadas, jardins mal planejados, defensas de concreto quebradas pela cidade inteira, de onde pode-se depreender total descaso por parte da smov. vemos aquela área na saída do tunel da conceição, em frente ao prédio da smic, sempre imunda, repleta de lixo e mendigos, sendo que ali é um dos grandes fluxos de entrada na cidade.
    não há uma obra sequer que se possa dizer que ficou boa. até mesmo a praça otávio rocha que parecia ter ficado boa, está com seus mosaicos portugueses soltos nas calçadas que a circundam. lamentável!
    é nessas horas que eu me pergunto : será que ninguém faz um check list disso antes de receber essas obras? aí é que eu digo que os funcionários são desqualificados… será que a smov ou smam não tem fiscais para receber as obras ? claro que tem… tem engenheiros e arquitetos que não se preocupam com isso… lamentável. eu se fosse eles teria vergonha de ser tão incompetente…
    mas enfim, quem sabe alguém deles lê esses textos e fica envergonhado e muda de postura…

    Curtir

  6. Chama-se Praça Campos Salles, e surgiu com a obra do viaduto Loureiro da Silva.

    Curtir

  7. Isso sem contar que a quantidade de ratos que tem naquele local é incrivel.

    Curtir

  8. Praças como essa devem, na minha opinião, ter seus terrenos vendidos à iniciativa privada, visto que uma praça sem vida acaba virando um depósito de assaltantes e drogados (especialmente se a praça tiver muitas árvores, que facilitam que os assaltantes se escondam das vítimas). Mesmo que essa praça estivesse conservada, dificilmente deixaria de ser depósito de marginais, pois ela é minúscula, não tem equipamentos infantis e fica sob um viaduto, impossibilitando seu uso pela população da área. Sou a favor de praças, desde que elas tenham condições de ser usadas pela população no dia-a-dia, o que nunca será o caso dessa ou da maioria das praças de Porto Alegre.

    A região que vai dessa praça ao hospital infantil da Santa Casa é uma área crítica de assaltos (já tive três celulares roubados lá), pois é uma região que não está realmente integrada à cidade – na santa casa, os assaltantes ficam sentados na cerca em volta do estacionamento esperando por vítimas em potencial; no viaduto, que não tem um tráfego muita grande de pessoas, há diversas possibilidades de assalto em grupo; há, enfim, essa praça, onde ficam os assaltantes que perseguem quem entra pela Duque de Caxias. Esses espaços desocupados e não integrados à rua são letais para a qualidade de vida do pedestre, que acaba preferindo usar o carro, mesmo morando a uma distância “caminhável” do trabalho a sua residência.

    Curtir

    • Que solução simplista. Então deveríamos vender viadutos, ruas e avenidas à iniciativa privada também. Pronto! estaria tudo resolvido. O Poder Público se livra dos problemas. É a estória do marido traído. Vendeu o sofá em que a esposa tava transando com o Ricardão. Patrimônio público é pra ser zelado, e administrado pelo poder Público. se não, daqui a pouco vão querer privatizar o Paço Municipal, O Palácio Piratini, etc. Todos têm que fazer a sua parte e não simplesmente delegar tarefas a outrem.
      O que pode ser feito é uma PARCERIA entre público e privado, para a manutenção de certas áreas de interesse público….como já ocorre am alguns locais. Adote uma praça, etc. É por aí.
      É uma das atribuições constitucionais do Pode Público, zelar pela ordem, limpeza e e segurança.

      Curtir

      • O que eu disse é que aquela área é naturalmente morta pois a circulação de pessoas lá não é, e não tem como ser, sustentável para a manutenção do lugar. Mesmo que a praça tivesse uma manutenção boa, não imagino um fluxo intenso de pessoas sentando, por nada, numa praça minúscula, sem nada de útil, no meio de uma avenida e, além de tudo, próxima a redenção e outras centenas de praças. É preferível que exista uma loja, mercado, ou qualquer outro estabelecimento que proporcione a circulação de pessoas na área para que essa se torne mais segura.

        É inevitável que num país com população pobre como o Brasil que uma praça com as características dessa não se torne reduto de marginais. Claro, “destruir” a praça é uma solução positivista, mas redistribuição de renda e desenvolvimento social são assuntos que dizem respeito ao governo federal, não à prefeitura, que é obrigada a resolver o problema da criminalidade de modo positivista e “higienizador”.

        Curtir

        • Não concordo, mas gostei dos argumentos. Positivei 🙂

          Bom, dá pra ver que tem pessoas que estão sentadas ali mesmo com a podridão que é. Aquela praça tem muito potencial para ser usada, mas está às traças. Aquela área do centro por incrível que pareça carece de espaços públicos, nos quais essa praça poderia ser muito bem aproveitada (assim como a do outro lado da rua e a Argentina – todas muito mal cuidadas diga-se de passagem).
          Basta ver como exemplo a praça que restauraram lá perto da ponte dos açorianos.

          Curtir

        • me desculpa, mas eu não acho que somente onde há fluxo deva ter manutenção. também não vejo nada de inseguro naquela praça a mais do que em qualquer outra.
          outra coisa, não acho que deva se cuidar mais dos locais onde há fluxo… na verdade deve se cuidar de todos os locais e esse cuidar não significa fazer obras faraônicas. cuidar significa varrer, plantar espécies vegetais resistentes( ah, me esqueci! a smam não conhece plantas… aliás, não conhece nada), dar manutenção ao piso, substituindo as peças quebradas por outras…
          destruir a praça? que fácil essa idéia ! fazer isso é dar um atestado de incompetencia… estruir quando não consegue cuidar… desse jeito quem sabe a gente destrói a cidade toda porque partindo desse pressuposto a prefeitura não é capaz de cuidar bem de nada…
          sabe o que mais me deixa pasmo?
          é que a maioria das pessoas não conhece custo. se conhecesse veria quanto é barato cuidar, e quanto é caro não cuidar prá depois ter que refazer ou desmanchar como sugerem alguns…
          mas já que a sugestão é desmanchar, quem sabe a gente começa pela smam ou pela smov??

          Curtir

  9. Já fui assaltado nesta praça num sábado pela manhã por um usuário de drogas armado com uma faca ao sair da Santa Casa!!! Tem de tomar cuidado quando passar por ali. Se vai pelo viaduto, um te espera no fim e outro vem correndo e pelas tuas costas te assalta. Se vai por baixo do viaduto é mais seguro, mas se os drogaditos forem muitos, aí é arrastão na praça mesmo. Quando achei um policial militar na frente do Palácio Piratini, algumas quadras à frente, ele disse que não adiantava procurar o bandido, muito menos registrar ocorrência, porque se ele fosse capturado, seria solto por superlotação das cadeias e presídios.

    Só pessoas alienadas que vivem em apartamento, só andam de carro com ar condicionado e só caminham em shoppings acham que Porto Alegre é uma cidade segura e bem cuidada!!!

    Nossa cidade nunca esteve pior!!! Segurança?!?!? Ahahhahaahahha!!!!!

    Curtir

  10. A praça não é mais suja do que o povo e seus representantes aliás, ela é produto de quem vive aqui. É apenas o fiel retrato do porto-alegrense. No dia em que eliminarem a imundície desta cidade, Porto Alegre perderá a sua identidade. O fato da população e do Executivo manterem as coisas como estão, é a prova cabal de que nossa sociedade realmente convive bem com sua contingência. Kant chama isso de “conformidade a fins”. Porcos senteme-se à vontade num chiqueiro.

    Curtir

    • Não vem com essa que é culatra da incompetência da prefeitura mesmo. Faz quanto tempo que não há ação nenhuma ali?

      Curtir

      • Se você leu corretamente o meu texto, eu disse povo e REPRESENTANTES…que são os edis e o Executivo. Todo mundo entra de roldão. Além do mais, é irrelevante quantificar qual a percentagem de culpa do votante e do votado. O que interessa é que nossos status quo é tal qual está aí….e se está ou é do jeito que é….é obra e fruto da nossa sociedade porto-alegrense, que engloba todo o universo dos seus cidadãos. Se o eleitor se indignasse e cobrasse dos eleitos, automaticamente nossa situação seria outra. Todos temos culpa. Esse lance de culpar apenas os vereadores, Secretários e Prefeito é repassar a culpa. Muito fácil….muito conveniente. No dia em que olharmo-nos no espelho e assumirmos nossa culpa e nicivilidade, entenderemos o problema.

        Curtir

        • Basta ver a quantidade de gente que atira toco de cigarro no chão sem fazer a menor cerimônia. A porquice começa por nós. Mais uma constatação da nossa incivilidade e flata de autocrítica; Pessoas que querem se livrar da mobilia antiga e restos de podas de árvores, pagam um carroceiro, mesmo sabendo que o cara vai atirar tudo na frente da casa de outra pessoa. Tudo o que nos insteressa é nos livrarmos do nosso lixo…mesmo que ele seja jogado na rua, lonfge de casa. É o individualismo tacanho e inconsciente. Uma sociedade pode ter futuro assim? Nunca. Seremos sempre um vilarejo povoado por selvagens….e poir de tudo; selvagens que não se reconhecem como tal.

          Curtir

    • Os porto-alegrenses falam de Curitiba, mas o povo daqui é tão porco quanto, a diferença está na limpeza e manutenção da prefeitura daqui, que é bem melhor!

      Curtir

  11. Votou, vai continuar!

    Curtir

  12. parabéns smam, smov ou sei lá que porcaria qualquer, pela sua impecável atuação na cidade!!! parabéns incompetentes do cafezinho e do papo furado! vocês nos surpreendem a cada dia que passa mostrando ser ainda mais incapazes do que já sabíamos que eram…parabéns !!!

    Curtir

    • Fazer o que, o povo não satisfeito em elegar o prefeito em primeiro turno elegeu o secretário responsável por essa manutenção, vide o link do Pablo acima.

      Curtir

      • Cara, me diz o que mudaria com a Manuela ou o Villaverde, que eram as outras opções. Frente Popular (PC do B e PT) governou por 16 anos e deixou a cidade assim. Aliás, Fortunati tbm fazia parte da corja. Não há opção. Se candidata lá q eu voto em ti, hahaha.

        Curtir

        • Que pelo menos fosse para o segundo turdo. Acho que se não tivesse ganhado com uma margem tão grande, o Fortunati respeitaria mais os porto-alegrenses.

          Curtir

  13. não vejo correlação nenhuma entre o viaduto estar ali e o desleixo na manutenção…
    isso se chama incompetência, desleixo, falta de pessoal qualificado, falta de gente que realmente goste da cidade, falta de referenciais, falta de bom gosto, falta de educação, falta de vontade, falta de criatividade, falta de um viveiro de mudas, falta de tudo em síntese, para os nossos queridos funcionários e gestores da nossa maravilhosa prefeitura de porto alegre.

    Curtir

    • Não discordo que o principal problema é incompetência.

      Mas podes ver que é uma das “praças” mais mal cuidadas do centro. Até por que na prática deixou de ser praça né, é um corredor de passagem com aqueles banquinhos. A praça ali do lado, na frente da Santa Casa, já é muuuuito mais mantida.

      Curtir

  14. E vai demorar para a SMOV resolver o caso, devido aos problemas políticos na secretaria: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=480207

    Curtir

  15. No momento que resolveram rasgar as praças para fazer um monstrengo de um viaduto, deu nisso. Como de hábito, agora tem uma sinaleira logo depois do viaduto, nos dois eixos.

    Curtir

    • Sim, inutilizam o viaduto colocando sinaleiras em volta. Enfim, ainda assim não justifica a má conservação da praça. Bom, isso é novamente chover no molhado. POA é podre perto ou longe de viaduto. A cidade é toda assim. Mas como observação, esse é o tipo de calçada mais escroto que existe. Tenho asco dele. Não conheço uma calçada desse tipo que não falte pedaços ou seja toda esfarelada. Maldito seja quem a inventou.

      Curtir

    • Aliás, sobre o viaduto, se não fosse o viaduto, igual a praça seria cortada pela Duque de Caxias/Annes Dias num sentido e Salgado Filho/João Pessoa no outro sentido.

      Curtir

    • Marcelo Bumbel, vou te dar uma sugestão. Quando fizeres post de lugares em Porto Alegre, procura as fotos antigas do lugar para comparar. Verá então como tudo mudou….Eu conheci uma Porto alegre maravilhosas, com praças floridas e chafarizes funcionando…..

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: