Criminalidade aumenta em Porto Alegre em novembro

crime-poa-01

 

crime-poa-02

 

crime-poa-03

 

Jornal Metro – Porto Alegre



Categorias:Criminalidade, violência

Tags:,

21 respostas

  1. Em breve algum CC ou apadrinhado do Executivo vai tentar explicar os dados de Porto Alegre pelo lado positivo ou dizendo que a pesuisa tem viés político. Aguardem. Sempre tem algum lacaio à espreita justificando as mãos pelos pés.

    Curtir

  2. “Melhorouuuu…vai melhorarrrrr….”

    Curtir

  3. Em uma análise mais profunda chego a imaginar que a atual segurança pública do Estado do RS está mais voltada a proteção de certas camadas sociais da sociedade como um todo, é só verificar a diferença no trato da questão de segurança em vários bairros da cidade, existe uma diferenciação muito grande, é questão de se observar.

    O que ocorre nesta cidade de forma corriqueira é se utilizar da força de segurança para eventos particulares, em que havendo deficiência por falta de pessoal, acabando a sociedade absorvendo um alto índice de criminalidade de falta de atendimento, que deveria ser público, torna-se privado.

    Hoje simplesmente não se vê policiamento ostensivo, a não ser em algumas oportunidades, não existe mais o PM que ficava na esquina, simplesmente esta política de segurança, mesmo insuficiente dava uma sensação de segurança.

    Enfim, os PMs sumiram para a felicidade dos bandidos.

    Curtir

  4. Ué, mas não era o crescimento populacional que levava a esses problemas? Como pode entao ter melhorado no estado e piorado em POA se o crescimento populacional de POA é abaixo da média do estado? (/ironic)

    Curtir

  5. Melhorou, vai melhorar.

    Curtir

  6. Comparar esse tipo de indicadores de um mês para o outro não explica muita coisa. Melhor é calcular o acumulado do ano e montar uma série para os últimos anos. Daí, é só tirar a trajetória.

    Curtir

  7. Estatística é uma furada quando SP do Zé Alagão e Goiaba escondem os números da criminalidade.

    Curtir

  8. Se somar todos os furtos/roubos dá o impressionante número de 5.182 somente em novembro em POA.
    Se multiplicarmos por 12 meses seremos 62.184, ou seja, 3,3% da população sofre com algum tipo de violência cada ano.
    Na prática sabemos que é ainda pior pois muita gente não registra a ocorrência.

    Curtir

  9. Em termos de furtos em veiculos, Londres nao fica muito atras das cidades brasileiras… Eu dirigi van por cerca de 5 anos la’ e tive o veiculo furtado, em diferentes localidades, cerca de 5 vezes. E’ bem verdade que vans estacionadas na rua sao mais visadas porque os (geralmente) bebuns sempre acham que tem algo de valor dentro, especialmente ferramentas, que depois sao vendidas nas varias feirinhas de usados que ha’ na cidade. Nunca conseguiram nada de valor na minha van, so’ me deixavam com o vidro quebrado mesmo. Em compensacao, e’ muito dificil ser vitima de roubo la’, a menos que seja muito abobado.

    Curtir

  10. Eu ajudei a engrossar essa estatística de roubo aí;fui roubado há 1 mês quando chegava na quadra da minha casa.

    Curtir

  11. E estes números devem estar subestimados, principalmente o de roubos, já que não é todo mundo que registra na delegacia. Não duvido que o número de roubos seja 3, 4 vezes maior que esse

    Curtir

  12. E uns 2 terços da força policial protegendo órgãos públicos…

    Curtir

  13. 100% de aumento de latrocinios e 27% no de assaltos! Isso é um desastre!

    Curtir

  14. Na falta de acontecimentos relevantes em Porto Alegre nesta época, estamos postando notícias um pouco fora do foco do Blog e em menor quantidade. Em janeiro esperamos que normalize o ritmo de postagens.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: