Museu de Arte Contemporânea planeja sede própria em 2013

Abertura deve ocorrer no dia 10 de novembro, ao final da Bienal do Mercosul

O diretor do Museu de Arte Contemporânea/RS (MAC/RS), André Venzon, planeja para 10 de novembro, ao final da 9ª Bienal do Mercosul, a abertura da sede própria, com 1.600 metros quadrados, na rua Voluntários da Pátria, no antigo prédio da Mesbla). O local pertence ao Centro Cultural do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRS), prevendo a criação de cineclube, biblioteca e do projeto Prelúdio.

Antiga Mesbla, centro de Porto Alegre

Antiga Mesbla, centro de Porto Alegre

No mezanino serão realizadas exposições permanentes, de acervo e no Átrio (térreo), as temporárias, de fora do RS. “Nossa ideia é levar a experiência que fizemos com a exposição dos 20 anos, no Santander, para espaço permanente: amplo, com climatização e visibilidade das obras. Este é o nosso modelo”, projeta Venzon.

A etapa seguinte será um concurso arquitetônico legitimando o museu e a criação de diversas ações para que o museu passe a ser conhecido do grande público. A nova área, por ter 15 metros de altura, possibilitará a exposição de obras de grandes dimensões. Com a parceria do IFRS, terá um público de 2.640 estudantes. Na sede antiga, localizada na Casa de Cultura Mario Quintana seguirá funcionando a parte administrativa e reserva técnica do MAC.

Correio do Povo

_________________

Achei a ideia de utilizar o antigo prédio da Mesbla excelente, já que este prédio é praticamente um ícone do centro de Porto Alegre, inclusive lembrando os prédios antigos de Nova York. Vai ficar muito interessante. A disposição interna do prédio é bastante propícia pra um museu. Ó tima notícia!



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

13 respostas

  1. tenho um ipad e tentei ler livros por ele… não consegui me adaptar, voltei para os livros reais… acho que é questão de costume, o pessoal da geração “z” nem vai saber o que é livro…

    Curtir

  2. Museus e livrarias nunca sao demais em qualquer cidade.

    Curtir

    • A maior parte das livrarias estão com os dias contados… os livros digitais vieram para ficar… a Borders que o diga.

      Curtir

      • * Só estou constatando, tbm gosto de livrarias.

        Curtir

      • Besteira. Eu comprei faz tempo um Kindle achando isso tambem, mas nao, nao tem nada a ver. Pode ser uma opcao para determinadas ocasioes (viagens, talvez), mas nao substitui o livro em papel.

        Curtir

        • Se substituir em 1/3 dos casos, já serão até 1/3 a menos de livrarias. Note que eu não disse que todas serão extintas.

          A Borders era uma das maiores livrarias dos EUA e fechou pois não conseguiu enfrentar a concorrência da Amazon. Hoje mais livros digitais do que de papel são vendidos nos EUA.

          Curtir

  3. Otima noticia.
    Espero que facam algo impactante e relevante …..Porto Alegre ja esta cheia de “museuzinhos” meia bocas.

    Curtir

  4. Que excelente notícia!!! Esse edíficio é muito interessante, acho que é do Arnaldo Gladosch, inspirado na escola de chicago… Aliás, nessa cruz formada pela coronel vicente com a comendador manoel pereira tem um lindo acervo arquitetônico, uma quadra quase perfeita. 😀

    Curtir

  5. Excelente! Adoro esse prédio!
    Certamente poderiam retirar as horrendas grades que a ULBRA colocou na frente do prédio e contratar uma firma de arquitetos para repaginar esse espaço de fora do prédio onde também existem horrorosas paradas de ônibos: http://goo.gl/maps/XnBZI

    Curtir

    • Bonito o prédio!! Com poucos ajustes tem potencial para ficar ainda melhor.
      Não, não acho que isto seja motivo para tombarem contra a vontade do dono!

      Curtir

      • Na verdade, eis aí a solução perfeita… o governo federal (IFRS) comprou o prédio. Agora, se quiser colocar clausulas perpétuas no imóvel, proibindo qualquer intervenção… não tenho absolutamente nada contra.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: