Lotações de Porto Alegre aceitarão cartão TRI a partir de maio

A exemplo dos ônibus, veículos vão adotar sistema de bilhetagem eletrônica

Cartão TRI será aceito a partir de maio em lotações em Porto Alegre  Foto: Gilberto Simon - Porto Imagem

Cartão TRI será aceito a partir de maio em lotações em Porto Alegre Foto: Gilberto Simon – Porto Imagem

Assim como os ônibus, as lotações de Porto Alegre passarão a adotar o sistema de bilhetagem eletrônica a partir de 1º de maio. Todas as linhas de transporte seletivo da Capital aceitarão o cartão TRI.

A possibilidade de uma segunda viagem gratuita, também aos moldes do que é realizada nos ônibus, está sendo avaliada. O valor da tarifa nas lotações é de R$ 4,25. A frota da cidade conta com 403 veículos que atendem, diariamente, cerca de cem mil pessoas. O número deve crescer após a implementação do novo sistema.

Para o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, a bilhetagem eletrônico vai otimizar o transporte coletivo. “As viagens ganharão tempo, pois tanto o motorista como o passageiro, não precisarão lidar com dinheiro. A próxima etapa, será a definição da integração das lotações com os ônibus, Trensurb e Catamarã”, projetou.

Correio do Povo

 



Categorias:Bilhetagem Eletrônica, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , ,

22 respostas

  1. Não vejo a dificuldade do sistema entender o cartão TRI como uma recarga em dinheiro que seria debitada de acordo com o modal usado, e de acordo com o tipo de categoria a que a pessoa pertence. É simplesmente falta de interesse e desorganização da prefeitura e seus parceiros (alô ATP).

    Agora convenhamos que, apesar do sistema de lotações de Porto Alegre ser um dos mais organizados do país (não sofremos com as “peruas ilegais”), o micro-ônibus não passa de uma acochambração, já que as lotações estão onde o sistema falha.

    Portanto acho interessante como as pessoas não querem enxergar que juntando toda a grana de viadutos (estaiados ou não) a serem construídos, poderíamos ter um transporte público Classe A.

    Curtir

    • Eu acho que a questão é política. Em alguma entrevista o carrolari disse que há alguma lei que não permite essa migração de “créditos”. Para variar o governo querenos nos dizer como cuidar de nossas próprias vidas.

      Curtir

      • Existe a lei que determina que o empregador ofereca vale pra sistema de onibus. E não de lotação.

        Lotação não é trasnporte coletivo. É taxi. O mesmo sistema dos taxis, são permissões de uso. A EPTC não manda em nada, não pode exigir trajeto, numero de passageiros, mais horarios. Muito menos estudante ou idosos pagar menos.

        Tem que mudar muito neste sistema de onibus/lotacao/taxi. Mas a população escolheu o cara que melhorou e vai melhorar (so pra ele e seus cupinchas – de quase todos os partidos). Eu já desisti de ter alguma progresso neste sentindo em POA – até mesmo no Brasil pq essa gente é tudo igual.

        Curtir

  2. Estudantes também deveriam poder usar.

    Cobrem o valor integral, não tem problema, mas é melhor que depender de dinheiro.

    Curtir

  3. Uma pergunta, existe mesmo o tal sensor que registra a quantidade de passageiros que entram na lotação?

    Curtir

  4. Oba, finalmente vou poder usar meus vale-transporte na lotação… NOT!

    Falando sério, imagino que vá ter baixa adesão.

    Curtir

  5. Reportagem não avisou, mas isentos e estudantes não poderão usar o sistema.

    Curtir

    • E o tri que o povo recebe das empresas como vale transporte, inicialmente tbem não seria aceito, só os passes antecipados, ou seja, indo até a Uruguai e adquirindo, vão manter essa bobagem mesmo? Imagina, a confusão que vai dar, gente com TRI e nao podendo usar porque não é passe antecipado.

      Curtir

    • Exato, só vai valer passe antecipado que, por sinal, não pode ser carregado pela internet. Só o VT pode.

      Curtir

      • E VT, só a empresa pode fazer isso, pessoa jurídica, mais essa ainda, que beleza de sistema esse.

        Curtir

      • Na realidade não, podes te registrar no site do tri com teu cpf (como empresa pessoal) e comprar VT. Eu faço isso.

        Curtir

  6. Será que vão manter a opção para o pobre profissional que recebe a recarga pela empresa ou realmente a utilização do tri nas lotações será apenas para quem optar pelo passe antecipado?

    Curtir

    • Questionei a mesma coisa abaixo, pura idiotice ne? Vai ser descontado do tri de qquer forma, que diferença faz??????

      Curtir

    • Pra aceitar vale-transporte dos empregados terão que mexer com a constituição.

      No caso que tenha empregado que não consiga usar onibus pra ir trabalhar, somente neste caso a empregador tem que pagar a lotação.

      Por isso que as lotações só aceitarão o passagem comum antecipado.

      Curtir

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: