Nova ciclovia de Porto Alegre será liberada até o dia 25

Faixa exclusiva para bicicletas fica na rua Sete de Setembro

Ciclovia no Centro da Capital recebe pintura  Foto: Vinícius Roratto

Ciclovia no Centro da Capital recebe pintura Foto: Vinícius Roratto

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) espera liberar para o público a ciclovia da rua Sete de Setembro, no Centro de Porto Alegre, no próximo dia 25. As obras, que começaram no dia 7, receberam nesta segunda-feira os trabalhos de pintura da pista, feita com tinta termoplástica na cor vermelha. A via exclusiva para bicicletas terá 185 metros, entre a avenida Borges de Medeiros e a rua General Câmara, e mais 400 metros, entre as ruas Caldas Júnior e Padre Thomé.

Além deste novo espaço de deslocamento para os ciclistas, a meta para o primeiro semestre deste ano será a construção de outras quatro novas ciclovias: na rua Dona Adda Mascarenhas de Moraes, na zona Norte, com 1,2 quilômetro, entre Karl Iwers e a Vitório Francisco Giordani; na avenida Chuí, na zona Sul, com 650 metros, entre as avenidas Icaraí e Diário de Notícias; e na rua José do Patrocínio e na avenida Loureiro da Silva, com dois quilômetros.

Atualmente, Porto Alegre conta com 11 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. “Porto Alegre está avançando cada vez mais na construção de espaços para o deslocamento de ciclistas. Novos projetos estão em andamento para o primeiro semestre de 2013. Em um futuro próximo, faremos a ligação das redes cicloviárias”, assinalou o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

Com a implantação da pista para ciclistas na Sete de Setembro, o terminal dos lotações da linha Rio Branco foi deslocado para a rua Caldas Júnior. A medida representou na redução de vagas de estacionamento na via. Desavisados, alguns condutores de automóveis acabaram estacionando os veículos na área destinados aos lotações, o que gerou pequenos conflitos.

 MOBILIZE.ORG



Categorias:Bicicleta, Ciclofaixas, ciclovias

Tags:, , ,

34 respostas

  1. Aqui tem uma foto de um trecho bem pequeno na frente da prefeitura.

    Aproveitando aqui tem algumas fotos dos trilhos do bonde da Protásio nas obras do pseudo-BRT.

    https://dl.dropbox.com/u/6082839/trilhos.zip

    Curtir

    • As fotos que postaram aqui da ciclovia me parecem ter um asfalto ao menos regular.

      Sobre os trilhos… sem comentários. Memória de um tempo em que se investia melhor em transporte público.

      Curtir

      • Na outra parte o asfalto é bem canalha, como sempre foi, em algumas partes ta direto no paralelepipedo que existe em baixo do asfalto.

        Curtir

  2. Gambiarra forever !

    Curtir

  3. Uma foto da ciclovia… proximo da casa de cultura mario quintana.

    Pra quem fala que a EPTC não da bola para os ciclistas, ja vi eles metendo prensa num senhor que parou sua caminhonete em cima da faixa, apesar de ainda não estar pronta, ja é algo.

    Tambem meteram uma prensa nos taxistas… o gerador esta cheio de faixas em volta, acho que vão remover, mas não tem espaço pra ele, ja que no lado tem as lotações, não sei o que vão fazer…

    Curtir

    • Essa parte da ciclovia perto da Defensoria Pública parece estar com o asfalto mais conservado.

      Se puder, tire algumas fotos no trecho que fica entre a Praça da Alfândega e a Prefeitura. Verá que existem muitos buracos e desníveis grandes no asfalto, principalmente nas proximidades do cordão da calçada.

      Quanto ao gerador, parece que aquilo pertence à agência do Banco Santander. Na sexta-feira continua exatamente em cima da ciclovia.

      Curtir

  4. sinceramente, aquilo ali ta um LIXO. se fosse pra fazer daquele jeito, que não fizesse.. igual a fonte do mercado, UMA BOSTA. não sei como o povo não protesta conta essas coisas porcamente feitas.

    Curtir

  5. Independente se for muito ou pouco utilizadas,a construção de ciclovias é benéfica para TODA a população,uma vez que restringe um pouco o espaço que antes era unicamente dos veiculos motorizados.Quantos menos espaço para bestas motorizadas,mais agradável a cidade ficará.

    Curtir

  6. Lembro do ex-secretário Senna (2005-2010), na gestão Fogaça/FORTUNATI prometendo mundos e fundos. Basta procurar no google. Não mudou muito o tom da conversa. Bla bla bla e apenas 11km de ciclovias. De 2005 até 2012, foram implementados incríveis 8km de ciclovias. Sorocaba/SP tem 60km de ciclovias.

    Curtir

  7. O gerador continua la.

    Os taxis e lotações estão pro lado, provavelmente vão por o gerador no lugar de alguma vaga de estacionamento….

    Curtir

  8. Passei hj de bike, tinha um carro do Ministério Público estacionado na frente da Promotoria. Liguei p EPTC. Creio que precisa ligacao com as estacoes de bikePOa e entre as ciclovias.

    Curtir

  9. Sem querer criticar negativamente essa ciclovia, passei lá na Sete de Setembro na semana passada e vi que eles apenas pintaram o asfalto.

    Acredito que um recapeamento asfáltico fosse necessário, pois a via apresenta muitos buracos de diversos tamanhos no trecho da ciclovia.

    Além disso, existem várias tampas de ferro e concreto que estão em desnível com relação ao pavimento.

    Vai ser fácil um ciclista desatento se quebrar por ali…

    Curtir

    • Ia comentar a mesma coisa: no segundo trecho tá terrível o asfalto ali.

      Poderiam pelo menos terem corrigido essas falhas né?

      Alguém viu se já tiraram o gerador que ta ali a um bom tempo?

      Agora só falta educar os pedestres para não ficarem usando a ciclovia como extensão da calçada….

      Curtir

      • Pedestre só vai parar de andar em ciclovia quando doer no bolso.

        Curtir

      • A calçada ali é bem estreita. Todo mundo vai para a ciclovia, até eu que sou ciclista andei por ela a pé, pois a calçada não tem mais de 1,5m

        Curtir

      • Não, segue o gerador em frente ao banco, que por sinal já está lá há muito tempo.

        Curtir

  10. Passei ali no finde. A ciclovia parece boa, não é calçadovia nem nada.

    Curtir

    • Aguardo ansiosamente para ver a demanda destas obras…se vai ser tão usado como alguns users do blog alardeiam.

      Curtir

      • Porque? o melhor era ter deixado mais estacionamentos?

        Curtir

        • Sim, se (leia direito, “SE”) não houver uso.

          Curtir

        • As ruas eram subutilizadas quando foram construídas, levou um tempo até serem realmente utilizadas. Isso quer dizer que deviam ter fechado todas?

          Curtir

      • Se ficar só estes 400 metros isolados de qualquer rede de ciclovia, certamente será subutilizado. No mínimo tem que ligar esta ciclovia até o gasometro, e dali, sem interrupções, até a diario de noticias ou ipiranga.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: