Formação de novos motoristas levará em conta o respeito ao ciclista

Rachel Duarte

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Ainda neste semestre, os novos motoristas que se habilitarem junto ao Detran –RS serão orientados sobre regras de trânsito que visam uma convivência harmoniosa com os ciclistas. Um meio de transporte cada vez presente no dia a dia das grandes cidades, a bicicleta reconhecida pelo Código Nacional de Trânsito e tem regras específicas para serem seguidas por quem pedala e, principalmente pelos veículos de maior porte. O que na prática, acaba não sendo cumprido. Segundo o dados do Detran-RS, nos últimos quatro anos foram registrados 740 acidentes com vítimas fatais envolvendo ciclistas. A esperança do governo gaúcho e dos ativistas de bike é reduzir estes índices com uma mudança cultural dos futuros motoristas.

Em reunião nesta terça-feira (15), técnicos da Divisão de Habilitação do Detran/RS apresentaram aos integrantes de entidades de ciclistas o esboço do possível material pedagógico a ser utilizado nas Centros de Formação de Condutores (CFCs). Ainda nesta semana, os ciclistas deverão opinar sobre o conteúdo e fazer sugestões. “Estamos levando a proposta para os interessados. Fomos apenas interlocutores dos ciclistas na reunião. Demos algumas sugestões, mas o coletivo que anda nas ruas tem que opinar”, salientou o vereador Marcelo Sgarbossa.

Sgarbossa esteve na reunião representando o Laboratório de Políticas Públicas e Sociais (Lappus), uma das entidades que começou a construção de ações para mudança cultura do trânsito no estado junto ao Detran-RS. “A partir de agora a bicicleta estará entre as noções do trânsito ensinadas nas aulas de formação de condutores em todo o estado como conteúdo obrigatório. Creio que a mudança cultural se dá também na informação. Existem pessoas que mesmo conhecendo as regras não as cumprem, mas muitos as desconhecem”, fala.

Entre as primeiras sugestões apresentadas ao Detran-RS pelos ciclistas estão a inclusão da normativa sobre a distância de segurança entre os veículos (não somente a lateral, já bastante divulgada), considerando o tempo de resposta dos freios da bicicleta — imediato — e o dos veículos automotores. Também foi alertado para um dos principais riscos e causa de morte de ciclistas no mundo, o chamado ‘laço da morte’. “É quando o motorista ultrapassa o ciclista para fazer uma conversão e não vê o ciclista ou não cuida em ver. O ciclista está em movimento e vem na borda das pistas, fica totalmente indefeso. O motorista tem que ter calma e atenção no trânsito, sem ser movido pela pressa”, alerta o representante do coletivo Mobicidade, José Antonio Martinez que esteve na reunião.

Leia matéria completa no SUL 21 clicando aqui.



Categorias:Bicicleta

Tags:, , , ,

22 respostas

  1. Os agentes ainda não usam esse artigo (1,5m do cilcista) para autuar alegando justamente que não tem como medir os 1,5m no olho (mas não usam o mesmo migué para autuar um veículo rebaixado, por exemplo).

    Curtir

  2. Essa história do 1,5m é feita pra dar m.
    Nos Estados Unidos a lei é muito melhor e mais prática: quando o ciclista estiver na sua pista, os outros veículos só podem ultrapassá-lo usando a pista da esquerda, aí não tem essa de tirar fina de ciclista.

    Curtir

  3. Uma pergunta: Será que vão passar essa reeducação para os instrutores dos CFC?
    Se vocês repararem eles ensinam os candidatos com “experiência zero ao volante” ou candidatos “fraquíssimos” a carta, a trafegarem rente ao meio-fio. Impressionante! Deem uma reparada.
    Motivo não atrapalhar o fluxo e diminuir possíveis acidentes com os veículos do CFC.
    O respeito ao ciclista tem que vir de uma formação e com a informação correta.

    Curtir

    • Na verdade, trafegar junto ao meio-fio, desviando de eventuais obstáculos (i.e. carros estacionados, ciclistas, obras) é o PROCEDIMENTO CORRETO, e é assim que todo mundo deveria dirigir.

      Curtir

  4. Por que o meu comentário acima esta esperando moderação, eu não ofendi ninguém nem escrevi palavrão, qual é?

    Curtir

    • Calma Juliana. Eu já expliquei algumas vezes por que isso acontece.

      A palavra PUTA está na lista de moderação. Todo comentário que contiver esta palavra ou DERIVADAS será retido PARA ANÁLISE dos moderadores. No teu comentário “eles andam na calçada à mil disputando o espaço que é dos pedestres” tu usou a palavra DISPUTANDO. Ficou retido. Eu liberei assim que vi que não era a palavra PUTA. Entendeu agora?

      Curtir

  5. Vai haver curso para os ciclista respeitarem os pedestres?
    Porque o que esta acontecendo é o fim, eles andam na calçada à mil disputando o espaço que é dos pedestres, atravessam na faixa de segurança andando de bicicleta o que não pode. Ciclistas devem se comportar como veículo, o que não acontece. Agora o ciclista esta cheio de razão e se acha o dono da rua….

    Curtir

    • Deveria ter educação para TODOS, inclusive ciclista, pedestre e motorista.

      O ciclista faz esse tipo de coisa, realmente. O problema é que o ciclista se sente invasor seja na calçada ou na rua, parece que não há espaço para ele. Não que isso justifique, mas explica.

      Curtir

  6. Bah, sem nem saber direito das coisas pela auto escola eu ja tinha uma noção de que deveria abrir um espaço entre o carro e o ciclista, e o povo ainda não se liga nisso…
    Tsc tsc tsc… Mas é justo, faltam muitas informações na auto escola, quem sabe não aproveitam bem o tempo de aulas que sobram né? Por que meus ultimos dias na auto escola foram sem fazer nada… e todos os dias as aulas acabavam antes por não ter o que ensinar… hahaha

    Mas uma coisa é certa, os ciclistas tambem precisam aprender, quase fui atropelado (DE NOOOOVO) por uma tia de bike na ciclofaixa aqui da 7 de setembro, isso que eu tava na faixa de segurança atravessando a rua… alias, essa faixa caiu bem, os carros as vezes param pra atravessar.. hahaaha

    Curtir

    • Para não mencionar os ínumeros ciclistas que vivem num mundo surreal e andam à noite em POA sem capacete,sem farol(traseiro e dianteiro) e ainda por cima na contra-mão.É uma várzea!

      Curtir

  7. Esse material informativo foi disponibilizado pelo vereador Marcelo Sgarbossa: https://www.dropbox.com/s/kihpq3nq6jmj0bi/Ciclistas_2013.pdf

    Curtir

    • Duas pessoas não gostam de convívio pacífico no trânsito? É difícil entender essas negativações sem comentário.

      Curtir

  8. Um dos principais riscos e causa de morte de ciclistas no Brasil e’ a falta de capacete. A maioria nao usa.

    Curtir

  9. Os trolls de sempre enlouquecendo e quantos segundos?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: