“Porto Alegre não vai abrir mão do seu aeroporto”, afirma prefeito em exercício

Prefeitura da Capital avalia medidas sobre estudo para construção de terminal na Região Metropolitana

Aeroporto Internacional Salgado Filho - vista áerea. Foto: José Arthur Eidt (adicionada pelo Blog)

Aeroporto Internacional Salgado Filho – vista áerea. Foto: José Arthur Eidt (adicionada pelo Blog)

A Prefeitura de Porto Alegre deve analisar que medidas podem ser tomadas em relação ao estudo da consultoria PricewaterhouseCoopers realizado a pedido da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado (Fiergs) e a Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado (Fecomércio-RS). A análise sugere que um aeroporto metropolitano substitua o Salgado Filho. O prefeito em exercício, Sebastião Melo, se reuniu nesta segunda-feira com representantes do setor de Gastronomia e Hotelaria da Capital para debater a questão. “Porto Alegre não vai abrir mão de seu aeroporto”, garantiu.

“Nós avançamos muito e não vamos recuar naquilo que já conquistamos, que é a instalação de novos equipamentos e ampliação da pista”, garantiu Melo. O presidente do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa), José de Jesus Santos, afirmou que o setor precisa ter a segurança de que a cidade vai continuar atraindo turistas, empresas e eventos. “Nós somos um setor que depende do turismo e do aeroporto. Sem o Salgado Filho não temos como nos sustentar”, relatou.

Também participaram da reunião representantes do Sindicato de Hotéis de Porto Alegre, da Associação Brasileira de Hotelaria, da Associação Brasileira de Agências de Viagens, do Convention & Visitors Bureau de Porto Alegre e os vereadores João Carlos Nedel e Any Ortiz, além do secretário municipal de Gestão e Acompanhamento Estratégico, Urbano Schmitt, e secretário adjunto do Turismo, Pablo Mendes Ribeiro.

Em paralelo, o prefeito de Guaíba, Henrique Tavares, iniciou uma mobilização regional para que o aeroporto metropolitano, projetado pela PwC no estudo encomendado pelo governo gaúcho e pelas entidades empresariais, fique em Eldorado do Sul. Até então, a lista com possibilidades para a construção do terminal incluía Canoas, Viamão e dois pontos em Guaíba.

Tavares e o prefeito de Eldorado do Sul, Sergio Munhoz debateram o assunto com o secretário estadual do Planejamento, João Motta. Tavares citou um estudo científico, elaborado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), apontando que o ponto mais favorável para um aeroporto metropolitano fica próximo ao aeroclube de Eldorado, às margens da BR 290 e próximo à Praça de Pedágio da Concepa.

Os prefeitos ponderaram que Guaíba e Eldorado do Sul detêm as melhores condições logísticas, além de contarem com acesso facilitado – pelas BRs 116 e 290 – e alternativas fluviais. Motta sugeriu que a iniciativa seja protocolada na Secretaria de Desenvolvimento e Promoção de Investimento. Tavares também projeta para fevereiro um encontro entre os prefeitos de municípios da Costa Doce e da região Carbonífera a fim de obter apoio para o pleito do aeroporto.

Correio do Povo

_____________________________

Leia também: 

Site da Prefeitura também publica matéria sobre este assunto:



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, aeroportos brasileiros, Aviação, TURISMO

Tags:, , ,

8 respostas

  1. O que está realmente faltando é a ampliação da pista em pouco mais de 900 metros. Me parece o que falta é capacidade TOTAL de gestão da Infraero. O Governo Estadual e a Prefeitura de POA deveriam exigir mediatamente explicações da Infraero e da União Federal pela demora e a demissão do orgão gestor da infraero no RS.

    Curtir

  2. mete prensa nesses desgraçados, um absurdo desativar um aeroporto tão novo, ainda mais depois de tanto dinheiro investido.

    Curtir

  3. Consultoria comprada e tendenciosa. Estudo feito em 4 semanas e uma conclusão pautada exclusivamente na taxa de retorno do capital investido. Não que isto seja errado, mas a sobrevivência do Mega Aeroporto seria relacionada à desativação do atual??? Que raios de consultoria é essa? Considerada uma das melhores do Mundo! Ora, quem conhece, sabe que Viracopos ficou “às moscas” por muitos anos. E só passou a ser desputado pelas Cias. Quando surgiu a Azul para movimentar o Mercado. Quem pode garantir que o “novo aeródromo” será o “Hub do Sul”? Só o mercado dirá. Imagine a frustração se o mercado escolher por A+B, Curitiba como “Hub” mesmo tendo no RS uma infra melhor! Pode acontecer, afinal Curitiba está entre o RS e SP. E no final das contas, ao invés de multiplicar Aeroportos, iremos apenas substituir o melhor que temos! Sou pró Aeroporto internacional na Serra. Sem demagogias, interesses regionais de Prefeitos, Ministros e Secretários. Critico sim a consultoria da PWC. É altamente tendenciosa!

    Curtir

    • Ainda existe o Salgado Filho antigo (não velho), que é usado para jatinhos e aviões de menor porte. Na realidade são dois AER operando com o mesmo nome, pois o antigo virou extensão do novo ou estou equivocada…

      Curtir

  4. não seria melhor ter um aeroporto internacional e um nacional, para voos do país…? dai teria pra ter os dois 😀

    Curtir

  5. PricewaterhouseCoopers fez uma consultoria sobre a contabilidade do bolso de quem?

    Curtir

  6. Falou bonito, tomara que seja por aí e mantenham nosso SF

    Curtir

  7. “apontando que o ponto mais favorável para um aeroporto metropolitano fica próximo ao aeroclube de Eldorado, às margens da BR 290 e próximo à Praça de Pedágio da Concepa”

    Não sou aeronauta, mas me parece que esse ponto não seria o mais correto, pois haveria um conflito com a operação do aeroporto Salgado Filho, já que, quando do pouso, os voos passam exatamente por cima dessa área que os políticos querem que seja construído o novo aeroporto…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: