Convention Bureau mobilizado na defesa do Aeroporto Salgado Filho

Reunião debateu importância de investimentos federais no aeroporto   Foto: Divulgação/PMPA

Reunião debateu importância de investimentos federais no aeroporto Foto: Divulgação/PMPA

O secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, e a diretoria do Porto Alegre Convention & Visitors Bureau, Berenice Lewin, reuniram-se nesta quarta-feira, 23, com o objetivo de alinhar e planejar ações conjuntas para os próximos quatro anos, visando ao desenvolvimento do Turismo em Porto Alegre e o aumento da competividade da Capital na captação de eventos de porte. Ambos também discutiram a importância da defesa da aceleração dos investimentos federais na ampliação do Aeroporto Internacional Salgado Filho para a Copa 2014 e a manutenção das operações do terminal aeroportuário.

O estudo encomendado pela Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), pela Federação das Indústrias do Estado (Fiergs) e pela Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado (Fecomércio-RS) prevendo a construção de um novo aeroporto na Região Metropolitana e o fechamento do Salgado Filho foi criticado pelos dirigentes do POA CV&B, entidade que atua focada na captação de eventos para a cidade. “É um tema que preocupa todo o trade turístico porque surge num momento em que o aeroporto da capital está recebendo investimentos”, critica Lewin, para quem o estudo “tira o foco e perturba o andamento das obras”.

Lewin esteve acompanhada dos diretores Norton Lenhart, Abdon Barretto Filho, Ricardo Ritter e Rui Carvalho. Em conjunto com outras entidades do trade o POA CV&B deverá organizar um calendário de mobilização pró-Salgado Filho junto a outros níveis de governo. “Um novo aeroporto levará perto de 20 anos para ser construído e como ficaria o Salgado Filho neste período, sem investimentos?”, questiona a dirigente. Segundo ela, encerrar as atividades do Salgado Filho “seria uma lástima e um equívoco, prejudicial não só para o Turismo, que tem uma representatividade econômica importante, mas para toda a economia e a cidade”.

O secretário municipal de Turismo reforça a necessidade da mobilização em defesa do Salgado Filho, particularmente a ampliação da pista. “Temos que garantir todos esses investimentos para a Copa 2014 e para garantir a continuidade e ampliação dos voos internacionais em aeronaves de maior porte e capacidade de carga”, destaca. Moraes lembra que contar com um aeroporto dentro da cidade é um diferencial competitivo para a economia e o Turismo de Porto Alegre. “Estranho que para justificar um projeto futuro de um terminal aeroportuário na Região Metropolitana se desqualifique o projeto atual de ampliação do Salgado Filho, terceiro aeroporto do país em tráfego internacional de aeronaves e também em fluxo internacional de passageiros, segundo dados da Infraero de 2012 divulgados nesta semana”, complementa. De acordo a Infraero, no ano passado o Salgado Filho teve um crescimento de 15,3% no número de passageiros somente na área internacional (654.848 pessoas) e de 14% na movimentação internacional de cargas (5.745.444 toneladas).

Centro de eventos – A construção de um centro de eventos de grande porte em Porto Alegre, com área destinada a feiras de, no mínimo, 30 metros quadrados (ou três vezes a capacidade do Centro de Eventos da Fiergs, de 9 mil metros quadrados), além de auditórios para grandes convenções também foi tema do encontro. “Precisamos de um equipamento de maiores dimensões para poder competir com outras cidades do país e do mundo na captação de eventos para Porto Alegre”, defende Lewin.

Moraes adianta que em parceria com outras áreas da prefeitura a SMTUR realiza o mapeamento de áreas na cidade possíveis de receber o equipamento. “Não vamos abrir mão de pensar nisso, porque é uma necessidade da cidade”, diz Moraes, referindo-se ao projeto do governo do Estado de construir um centro de eventos por meio de parceria público-privada. “Se os projetos coincidirem, melhor, caso contrários vamos continuar na busca deste equipamento, inclusive com recursos do Ministério do Turismo que tem financiado investimentos de porte em outras capitais”, completa.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, Aviação

Tags:,

3 respostas

  1. Que bom, as entidades estão se mexendo..

    Curtir

  2. Tem que se mobilizar mesmo e fazer muito mais, porque além dos turistas poderem continuar desembarcando no aeroporto da cidade, é necessário que eles tenham atrações para visitar. Deste modo seria importante também iniciar um forte movimento para tornar ou melhor resgatar vários pontos da capital como atrativos turísticos, dentre outros, especialmente o Belvedere do morro Santa Teresa e a rua dos Andradas, que precisam ser revitalizados com projetos modernos, harmoniosos e que tornem estes espaços esteticamente sedutores (por favor chamem urbanistas e arquitetos gabaritados, nada destes nominhos incompetentes locais), para que voltem a ser considerados como cartões postais. Faltam espaços de atração turística em Porto Alegre, que no fundo é uma cidade privilegiada, simplesmente por conta do descaso das “otoridades”, omissão de órgãos como CDL e Convention, incompetência dos profissionais de arquitetura e também por conta da falta de civilidade e indolência de considerável parcela da sociedade, e isto precisa mudar!

    Curtir

  3. Só uma corrigida, no penúltimo parágrafo, são 30 mil metros quadrados, e não 30 metros quadrasos, se não ele seria do tamanho de um apartamento popular! rsrsrs

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: