Piratini quer desocupar Presídio Central até 2014 e transformar área em centro de lazer

Terreno é pouco valorizado no mercado pela falta de mobilidade no entorno

presidio-centralO governo do Estado pretende desocupar o Presídio Central até 2014 e transformar a área num centro de lazer para a comunidade. Segundo o secretário da Assessoria Superior do Governo, João Victor Domingues, o Piratini tem a intenção de entregar áreas públicas de interesse da iniciativa prvada em troca de três novas casas de detenção.

Em janeiro, o secretário da Segurança, Airton Michels, havia adiantado que a ideia do governo era vender a área em do Central. Domingues explicou que o terreno é pouco valorizado pela iniciativa privada por não ter vias que possibilitem uma “adequada” mobilidade, por isso a opção por entregar outras áreas. Ele não revelou quais vão ser os espaços públicos oferecidos.

Cada uma das três unidades de detenção que o Estado pretende receber da iniciativa privada deverá ter 550 vagas para receber parte dos detentos da unidade prisional de Porto Alegre. Os municípios cotados para receber as casas prisionais são Guaíba, Venâncio Aires e Charqueadas. Hoje, o Presídio Central, projetado para receber 1.980 homens, abriga 4.035 detentos.

Em janeiro, o Fórum da Questão Penitenciária denunciou a União à OEA por violação de direitos humanos no Presídio Central.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:

59 respostas

  1. Acho que vai demorar para ser um parque ou uma área de lazer propriamente dita, mas vai acabar acontecendo alguma coisa.

    O primeiro passo é desativar aquela joça. Vai ter que desativar cedo ou tarde.

    Depois de desativado é capaz de melhorar o entorno e até valorizar regiões junto a Perimetral ou ou Bento.

    Depois disso é capaz de surgir alguma coisa ali para realmente melhorar a região, talvez até um shopping (ali sim é útil… no Moinhos não faz diferença para o bairro).

    Daí sim, talvez em uns 10 anos possa surgir um parque bem legal naquele lugar.

    Curtir

  2. Pessoal pediu áreas de lazer e ganhou.

    Curtir

  3. Proposta bem interessante. Presídio tem que ser longe!

    Curtir

  4. se a ideia é fazer de lá um parque (area de lazer conforme o texto explica) vai ser um parque bem perigoso de se frequentar pois vai estar no meio das vilas da região, de forma com que conhecemos nossas praças e parques, esse futuro local acabará a se tornar ponto de venda e usa de drogas, não querendo ser pessimista, mas vai ser necessario usar muito a criatividade para dar vida ao local…

    Curtir

  5. Privatização já!!!!!

    Curtir

  6. Pô, já começou o samba de uma nota só das privatizações? 🙂

    Curtir

    • Qual o problema com os serviços privados? Os serviços públicos funcionam melhor?

      Curtir

      • Nada contra serviços privados. Estou apenas questionando de onde vem o mantra que se está errado tem que ser privatizado.

        No caso das telecom, que é um mercado com ampla concorrência internacional, um livre mercado de verdade, eu sempre fui a favor.

        Eu apostaria que a privatização do setor prisonal geraria outro oligopólio como o nosso de empresas de ônibus.

        Curtir

  7. Centro de lazer… kkkk

    Curtir

    • Vai ser um centro assim: vai ter cinema, teatro, galeria de arte… o cinema vai se chamar Sala de Cinema Bolão do ICM, em homenagem a um dos mais famosos presos do central. O teatro vai ter o nome de Teatro Cafuringa, em homenagem a um dos maiores assaltantes de bancos do país, e por aí vai…. kkkkk

      Curtir

  8. Na verdade, o Tarso Genro está esperando a bênção do Fidel Castro para construir um presídio em conjunto com a iniciativa privada.

    Curtir

  9. Tem é que privatizar esta joça. O país ainda carece de milhares de vagas em presídios.

    Curtir

    • Isso, porque privatizar presídios sempre deu certo, basta ver o caso dos EUA.

      Curtir

    • O Presídio Central de Porto Alegre é um conjunto de prédios condenados. Há algum tempo um grupo de engenheiros classificou alguns prédios do complexo como “irrecuperáveis” devido às más condições de conservação e avarias diversas. Não adiantaria privatizar – só reconstruindo.
      Duvidam? Então olhem estas imagens: http://www.youtube.com/watch?v=jNZW_U3pByM

      Curtir

    • Falando sério agora, eu não acredito em privatizações nesse tipo de mercado. Como se dá o livre mercado de prestadoras de serviço prisional?

      Curtir

    • Felipe X,

      Existe nos EUA, mas tem seus problemas. Os operadores de prisões privadas ganham por detento por dia, e a priori o preço que eles cobram é menor do que o governo gasta nas suas próprias prisões. Só que isso cria dois problemas:

      1) putaria com o judiciário (tipo kickback): pagam uns por fora para que os juízes mandem mais gente pra essas prisões. Ao ponto de mandar gente pra prisão pelos crimes mais simples. País com a maior população presidiária do planeta por causa disso.

      2) desinteresse pela reabilitação do detento: como o operador (ou os operadores) ganham por detento por dia, se o recém-solto volta a cometer crimes, acaba sendo bom pros operadores, pois eles têm uma demanda garantida.

      Enfim, sistemas prisionais públicos são ruins, mas os privados são piores.

      Curtir

      • Aposto que este sistema americano é bem melhor para a população em geral (sem entrar no mérito da questão). A população que tem que estar na prisão, está de fato na prisão. E não na rua.

        Curtir

        • Os EUA têm índices de violência piores do que os outros países desenvolvidos, países esses que têm muito menos gente presa. Violência não se resolve só prendendo mais gente.

          Aliás, se você visse o tipo de coisa que pode te botar numa prisão nos EUA, mudaria de ideia. Quem ganha com isso? Operadores de sistema prisional.

          Curtir

          • Hum, realmente não tinha me ocorrido isso mobus. Mas com certeza a propaganda que eles passam pro resto do mundo é que é um sistema super eficiente e que deveria ser o exemplo pro mundo. Quando na verdade é um embuste. Os EUA tem muito destas situações, em várias áreas. Eles passam uma coisa que não são.

            Curtir

      • Meio simplista esta tua explicação da violência nos EUA não?

        Curtir

        • Eu não estou dizendo que o motivo da violência é o excesso de presos. Só estou dizendo que prender mais gente não resolve violência. Se resolvesse, os EUA seriam o país mais seguro do mundo, coisa que não é.

          Curtir

      • Ao menos eles não possuem universidade de bandidagem nas cadeias. Veja o assalto na joalheria, os bandidos se conheceram na cadeia… hoje 80% dos presos continuam cometendo crimes depois que saem. Na cadeia privada do Parana, se não me engano este número é próximo de 10%. Veja o link acima que eu postei.

        Curtir

      • Ao menos la a populaçao pensa 10 vezes antes de arontar, porque sabe que vai para cadeia.
        La tambem tem lugar para políticos, gente que rouba (que aqui no dia seguinte esta livre), e quem causa vandalismo. Aposto que os daqui nao destruiriam o tatu da copa por la.

        Tem suas desvantagens, mas tambem os benefícios.

        Curtir

        • Cara, beba o Kool-Aid que você quiser. Se você acha que os EUA são esse paladino da justiça, onde só se prende quem realmente comete crimes que afrontam a sociedade, e cujo sistema judiciário é límpido e puro, e cujo povo pode protestar sem medo, e cuja polícia nunca, jamais, abusa do seu poder, ache.

          Eu, por estudar as evidências, vou tomar por modelo o que os países desenvolvidos da Europa fazem. Pessoalmente, eu preferiria nunca ter que sequer ir pr’aquele país. Não antes que ele mude. Não antes de uma singularidade tecnológica.

          Curtir

      • Ja foi/morou la?

        Abuso, existe. Agora, pensa que a maioria polícia do BR é um doce? Assista o tropa de elite. Mas dizem que as do Paraguai/Uruguai são piores.

        Enfim, beba o que você quiser, ache o que quiser.

        Curtir

        • Eu nunca disse que a nossa polícia é santa. Nossa polícia é terrível, todo mundo sabe disso – e nem estou falando de uma polícia metida na tragédia social que é o Rio de Janeiro, pode ser a nossa “valorosa” Brigada Militar mesmo. Com certeza existem polícias piores no Continente, mas a nossa já é uma merda.

          O que eu estou dizendo é que os EUA não são um exemplo de sistema judiciário justo e são. Talvez tenham sido há algumas décadas, mas hoje a coisa degringolou de um jeito que os founding fathers tão girando no caixão.

          Curtir

      • A população carcerária é a maior do mundo! Talvez um dos motivos seja que muitos estão ganhando dinheiro por isto.

        Curtir

  10. Desde a época do governo Antônio Brito ouço a história de que vão desativar o Presídio Central. Só acredito quando implodirem os prédios (se não caírem antes).

    Curtir

    • Mas agora tem a OEA e a ONU pressionando. Ele é motivo de vergonha nacional. É o pior presídio do país. A Dilma ta levando as culpas. Creio que será diferente essa vez. Pelo menos espero….

      Curtir

      • A eleição do Renan Calheiros prova que os políticos brasileiros são a prova da opinião pública, portanto, essa pressão ainda é pouco.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: