Protestos contra reajuste da passagem seguem nesta terça em Porto Alegre

Manifestantes denunciaram abuso no pedido da nova tarifa dos coletivos em passeata no Centro

Manifestantes terminaram protesto em frente à sede da Prefeitura  Crédito: Mauro Schaefer

Manifestantes terminaram protesto em frente à sede da Prefeitura Crédito: Mauro Schaefer

Usuários de ônibus da Capital devem estar preparados: haverá transtornos no transporte público na manhã desta terça-feira. “Porto Alegre não vai parar, mas vai andar devagar, principalmente entre às 7h e 9h”, avisou o diretor sindical da CUT, conselheiro municipal dos Transportes e motorista da Carris, Luis Afonso Martins. Participante no final da tarde desta segunda-feira, junto a mais de 300 pessoas, de manifestação no Centro contra o pedido de reajuste de 15,8% –dos atuais R$ 2,85 para R$ 3,30 para a passagem dos ônibus – ele não define o movimento como uma greve. “Mas a nossa ação de protesto envolverá todas as linhas em diversos lugares”, acrescentou.

Com megafones e a repetição da frase “se a passagem aumentar Porto Alegre vai parar” e cartazes com frases do tipo “fui roubado, andei de ônibus” a caminhada começou às 18h40min no Largo Glênio Peres e foi pela ruas Júlio de Castilhos, Voluntários da Pátria e Vigário José Inácio. Depois seguiu pelas avenidas Salgado Filho e Borges de Medeiros até a prefeitura. Apesar da ação de organização da Brigada Militar, o trânsito engarrafou justamente na hora da saída de milhares de trabalhadores do emprego.

À população um folheto foi distribuído. Informava, por exemplo: “Você sabia que em 1994 a passagem custava apenas R$ 0,37 e aumentou 620,27% até 2012 e que no mesmo período o INPC aumentou 279,82%”. Organizado pelo Bloco de Luta em Defesa do Transporte Público, com o Bloco Anarquista, Central Sindical e Popular, UNE Juventude do PT, PSTU e rodoviários, ação pedia redução da tarifa já, defesa do meio passe estudantil e do passe livre para idosos, manutenção das mesmas linhas de ônibus nos dias úteis nos fins de semana e uma série de reivindicações.

Ao longo de sua trajetória a manifestação incentivada pelas redes sociais engrossou e reuniu mais de 1 mil pessoas. Em frente ao prédio da sede municipal, os protestos e críticas foram, além de ruidosos, carregados e fortes contra o prefeito José Fortunati.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

38 respostas

  1. Tudo jogada ensaiada.
    .
    Empresas pedem aumento absurdo, Furtunatti faz um showzinho e diz que não e depois aceita R$ 3,15.
    .
    Moral da história, transporte caro sem qualidade e prefeito reeleito

    Curtir

  2. ClicRBS: Aumento da passagem para R$ 3,30 está “fora de cogitação”, garante Fortunati

    Nada como uma pressão para as coisas acontecerem. Parabéns aos que estão apoiando o protesto. Esse é o primeiro passo.

    Curtir

    • Teoria do bode na sala. Passagem vai aumentar pra um valor ainda absurdo (tipo R$ 3,00) e todo mundo vai achar lindo porque não foi pro valor super-absurdo.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: