Um retrofit para o Edifício Guaspari

Recebemos uns dias atrás um trabalho de conclusão de curso de Arquitetura da UFRGS, da formanda Alessandra Paim.

Desenvolvido sob orientação do Prof.  Luis Carlos Machi, ela idealiza um interessante retrofit de um dos mais prejudicados prédios do nosso centro histórico, justamente por estar coberto por uma “armadura” de metal sujo, oxidado, feio, horroroso, há muitos e muitos anos, impedindo de se ver sua arquitetura art-déco. Isso é lamentável!

Bom, aqui vocês vão ter uma ideia do trabalho da Alessandra, que explica muito bem, com exclusividade para o Blog Porto Imagem, o que ela propõe para este importante patrimônio da nossa cidade.

polo-guaspari-moda-alessandra-paim

EDIFÍCIO GUASPARI – RETROFIT

POR ALESSANDRA PAIM

O quê?

RETROFIT EDIFÍCIO GUASPARI /PÓLO GUASPARI DE MODA

Por quê?

guaspari-antigo-02Visando colaborar com o processo de revitalização do Centro Histórico e com a requalificação de espaços existentes subutilizados, o presente trabalho de conclusão de curso visa a reutilização do Edífico Guaspari, de 1936, projetado pelo arquiteto Fernando Corona para a sede das Lojas Guaspari – tradicional loja de alfaiataria, marco na indústria têxtil de Porto Alegre, ícone da Moda e da Alta costura em seu tempo de vigência, que durou até 1988. O edifício está listado no Inventário do Patrimônio Cultural desde 2008.

A proposta é devolver ao edifício Guaspari o uso e o caráter original através da reinterpretação das suas atividades como casa de criadores, espaço para desenvolvimento, confecção, comércio atacado e de varejo, tornando-o novamente um pólo de criação, um pólo de moda, o PÓLO GUASPARI DE MODA.

Hoje, a moda brasileira consagra-se como um grande negócio, reconhecido internacionalmente. No Brasil, o setor é considerado pelo Ministério da Cultura como uma expressão da diversidade cultural do país e detentora de grande potencial econômico.

Pessoas de diferentes níveis sociais, culturais e econômicos se interessam pelas mesmas tendências e lançamentos regidos pelo mundo da moda.

O QUE SIGNIFICA O TERMO RETROFIT?

Designa o processo de modernização de um equipamento já considerado ultrapassado mantendo as características intrínsecas do bem retrofitado.

Revitalizar e atualizar as construções para aumentar a vida útil do imóvel, através da incorporação de modernas tecnologias e de materiais inovadores acarretando no Renascimento da edificação .

SOBRE O EDIFÍCIO GUASPARI

guaspari-antigo-03Projetado por Fernando Corona em 1936;

Influências arquitetônicas do expressionismo alemão, art déco tardio, engenharia naval; época da industrialização das grandes cidades;

Busca traduzir arquitetonicamente as leis do movimento, como se flutuassem no mar do fluxo das pessoas e carros ;

Contraponto volumétrico do térreo envidraçado com a massa superior;

Forte ar de modernidade – transparência do térreo permite antever a planta livre , estrutura independente da fachada;

Continuidade das esquadrias , esquinas arredondadas;

Fluidez através das esquinas arredondadas;

Ausência de decoração;

Analogia náutica da máquina como símbolo da nova arquitetura.

guaspari-antigo-04Centro Histórico de Porto Alegre – Década de 50/60

Referências de retrofit:

referencia-retrofit-01

referencia-retrofit-02

MARCO NA ARQUITETURA MODERNA DE PORTO ALEGRE

O PROJETO:

a partir de uma planta original de 1936,

guaspari-planta-original-1936

onde posteriormente foram feitos 2 anexos sem importância histórica

guaspari-planta-1948-1958

Tomou-se a seguinte diretriz de projeto: manter o volume histórico respeitando a arquitetura pré-existente, contrapondo-o com a parte nova da edificação, que assume uma linguagem moderna que fica evidenciada pela diferenciação dos volumes através de um recúo envidraçado que separa o novo do antigo. A fim de aumentar a circulação interna e de criar espaços de convívio e de contato com a paisagem do centro, são criadas passarelas envidraçadas externas na parte nova da edificação.

Como coroamento do conjunto, uma grande pérgola traz unidade ao novo e ao antigo amarrando-os os entre si e marcando o retrofit da edificação.

teoria utilizada:

“Restaurar um edifício não é mantê-lo, repará-lo ou refazê-lo, é re-estabelecê-lo num estado completo que pode não ter existido nunca” Viollet Le-Duc

Volume original:

volume-01

Negativo envidraçado:

volume-02

Volume posterior:

volume-03

Passarelas envidraçadas:

volume-04

Adição de um pavimento:

volume-05

Pérgola marcando a intervenção:

volume-06

RESULTADO FINAL:

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (1)

Na cobertura situa-se um restaurante com vista panorâmica, terraços e um memorial do edificio narrando a sua trajetória ao longo dos anos

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (6)

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (7)

No interior da edificação, é criado um vazio central, com elevadores panorâmicos, que permite um contato dos usuários em seu interior, bem como exterior, através de um rasgo na fachada central

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (8)

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (5)

O programa/ distribuição de usos e de fluxos

programa-distribuicao

Atualizar não só a forma, mas também a função original do edifício

Incubadora de moda

Edificação histórica conhecida como ferramenta para transformar marcas desconhecidas em ícones de estilo

MAIS IMAGENS:

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (4)

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (2)

retrofit-guaspari-por-alessandra-paim (3)

Alessandra Paim – formanda em arquitetura

Email: arq.alessandrapaim@gmail.com

Fone (51) 9751 2730

Anúncios


Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Restaurações | Reformas, Retrofit, Revitalização do centro

Tags:, , , ,

55 respostas

  1. esse projeto comete o mesmo erro que a “modernização” do milênio passado cometeu: cria uma imagem do edifício ligada ao tempo do projeto atual, não do original. sendo assim, não demora mais de uma década para o projeto se tornar datado e ultrapassado.

    o projeto de se colocar chapas de metal em volta do edifício era coerente para a proposta de se adaptar o prédio para sua época. esse projeto atual também é coerente para a adaptar o prédio para época atual. porém, o único projeto que é coerente para o prédio e que o torna atemporal, é o projeto original.

    Curtir

  2. parabéns alessandra! particularmente adoro esse prédio. sou fã do estilo art deco, e porto alegre tem (teve) muitos prédios com este estilo. portanto, ao contrário de “palavras ao vento” vamos lutar para a retirada daquela couraça no guaspari já!
    (não sou arquiteta, ou engenheira, ou administradora, sou apenas uma cidadã que nasceu, cresceu e ama porto alegre. se o projeto da alessandra é acadêmico ou não, isso é o que menos importa. o que realmente INTERESSA É QUE TODOS QUEREM A REMOÇÃO DA CARCAÇA DO GUASPARI!!!!!!!

    Curtir

  3. Adorei o teu projeto. Sou do tempo em que o prédio era um ícone de Porto Alegre. No teu projeto deixas o antigo prédio podendo ser apreciado através da modernidade. Parabéns.

    Curtir

  4. parabéns alessandra! adorei! muito bonito e elegante o seu projeto… bacana demais.

    Curtir

  5. Lindo e clean o projeto. Queira Deus possa ser colocado em pratica. Parabéns Ale. Bjks

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: