Surge o gramado do Estádio Beira-Rio

gramado-beira-rio

 

Jornal Metro – Porto Alegre



Categorias:COPA 2014, Reforma do Estádio Beira-Rio

Tags:,

44 respostas

  1. Não dá pra comparar um estádio novo com uma reforma.

    Curtir

  2. Talvez o London calling aka O advogado do inimigo queira nos expor seus conhecimentos sobre as cláusulas do contrato do seu time rival.

    Curtir

  3. Claro que eu não li. Não sou conselheiro do Inter. Sou um mero torcedor.
    E você, leu o contrato do Gremio ? Ou só foi lá e aprovou ?
    O pessoal acha que vai vir uma Emirates, ou Shell, ou Microsoft, ou Apple e colocar o nome na Arena ou no Beira-rio e vai pagar 400 trilhões de dólares…O mesmo que pagam para colocar na Europa ou nos EUA. Por favor, nós estamos na 7ª ou 8ª capital brasileira em termos de importância econômica (ou visibilidade ou seja lá que termo queiram usar) no exterior. E muito menos turística. É só ver os jogos da copa.
    Se alguém vai colocar muita grana, para ter os “naming rights” em estádio, vai colocar no Rio ou São Paulo. É só ver o que os clubes de lá recebem da TV e de patrocínio e o que a dupla recebe.
    As rendas novas da Arena só irão para o Gremio depois de 20 anos, estacionamento, centro comercial, isso tudo é da OAS.
    Sem falar que os 65% (intra-estádio) que o Gremio recebe, é da receita líquida. tem que descontar impostos e outras coisas mais. Isso dito pelo Fábio Koff.
    Mas a questão é a seguinte: com exceção do Odone, Antonini, OAS, Luigi, AG, ninguém sabe 100% do que está nostais contratos.
    Então vamos tratar de cuidar e melhorar nossos estádios, e torcer para os nossos times.
    Um abraço.

    Curtir

  4. Ambos fizeram bons contratos para construção/reforma de seus estádios (se o inter tivesse insistido em autofinanciamento, quebraria ou ficaria com uma obra inconclusa por anos), mas o do Grêmio é infinitamente melhor porque, além de ercebermos um estádio novo, teremos acesso a rendas novas que não existiam no Olímpico (cadeiras especiais, camarotes, centros comercial, estacionamento, shows…). Já o Inter, ao que parece (já que o contrato ainda é segredo), repassou integralmente essa parte para a AG.

    Curtir

    • Terão, daqui a 25 anos (no que diz respeito ao estádio apenas), exatamente como o Inter, em 20. O Inter ainda vai poder explorar o entorno, enquanto a OAS ficou com meio bairro humaitá (valorizado no que tange ao $$, depois do aumento do índice construtivo) e o terreno na azenha (no mesmo esquema).

      O Grêmio não vai ter direito algum a estacionamento nem centro comercial, nem agora nem nunca, vai te informar

      Vocês recebem um camaro 2012, enquanto o inter fica com um charger 70 tunado. Alguns prefeririam o charger

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: