TCE determina novo cálculo de passagem

passagens-poa

 

Jornal Metro – Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , ,

22 respostas

  1. Não li todos os comentarios, talvez alguem já tenha falado no que vou dizer. Na minha opinião a prefeitura seria um orgão para defender o cidadão, a EPTC é uma orgão da prefeitura, então não entendi ou entendi errado, a EPTC vai recorrer da decisão a favor dos empresário? se minha interpretação estiver certa, tem mudança de objetivo.

    Curtir

  2. Eu mandei #foraCappellari no twitter da EPTC e do Fortunatti. Peço aos que tem twitter que façam o mesmo. Não vai adiantar, mas pelo menos vão ver que tem gente insatisfeita com esse lixo de presidente da EPTC.

    Curtir

  3. Quanto que o Capilar recebe das empresas de ônibus? Se o cara não presta atenção de quem é a fala, pensa que é do dono da empresa de ônibus. Não do presidente da EPTC, que é uma empresa PÚBLICA e deveria zelar pelo interesse da população!
    Que palhaçada

    Curtir

  4. Sério mesmo? A EPTC vem dizer que, no show e no jogo a demanda de carros? 1º que ir o pessoal vai praticamente à pé, segundo que voltar também muitos acabam voltando da mesma forma. Onde estão esses onibus? E outra, o horário que por exemplo, terminou o jogo mais da metade da frota já está na garagem. Palhaça, não?
    E os reservas boa parte estão nas empresas e poucos são usados, na verdade eles ficam é para fazer inspeção da EPTC, que exige fique nos pátios quantidades X de veículos.

    Curtir

  5. E que mal faria para a população se a frota reserva fosse efetiva ?
    .
    Com a frota atual, quem anda de ônibus tem impressão de que faltam veículos, pq guardar os existentes para reserva ?

    Curtir

  6. Em outra notícia li que a EPTC junto com a SEOPA estavam estudando a melhor maneira de entrar com recurso. Aí não precisa dizer mais nada… EPTC ❤ SEOPA.

    Curtir

  7. Ainda não entendi o tanto interesse da EPTC em defender as empresas de ônibus. Ela não devia estar preocupada com a população de Porto Alegre?

    Curtir

    • O pior é que ele apoia escancaradamente o aumento do preço das passagens, mas nunca propôs UMA ideia para se reduzir os custos, otimizar as linhas e nem nada que pudesse melhorar o desempenho das empresas. Isso deve ser impensável pra essa corja… Pensar? Trabalhar? Propor uma solução? Nããããooo, muito mais fácil inventar uma desculpa e socar o reajuste no C** da população.

      Curtir

  8. “Mas nem mesmo a desoneração fiscal de R$0,11, concedida pelo governo federal no início do ano às frotas de ônibus fez as duas instituições pensarem em um corte no preço da passagem”

    Até os jornais já estão considerando as duas instituições como se fossem irmãs!

    Curtir

    • E o importante, não vão devolver o que indevidamente não foi repassado para o consumidor.
      Vejam, da época da desoneração até ontem o óleo diesel não tinha subido nem o salário dos rodoviários, quem ficou com esta grana?

      Curtir

      • Sobre o salário ou dissídio, veja o que apurou o Dieese: “Se um motorista de ônibus da Capital resolvesse gastar todo o seu salário mensal em passagens para andar no veículo em 2012, ele teria feito 610 viagens. Em 1996, seriam 1.380.”

        Curtir

  9. Se a frota extra custa mais caro, que façam então quem a utiliza pagar mais caro, e não todos os demais passageiros.

    Quando houver um show ou algo do tipo, façam com que a passagem destes ônibus extras vá para R$5-10, não tem sentido em obrigar os outros a pagar por uma frota que fica 99% do tempo parada.

    Curtir

    • É uma boa, bem pensado… Ou então que outras empresas possam prestar esse serviço quando precisar de mais ônibus, cobrando o mesmo preço. Garanto que aparecerão centenas!

      Curtir

      • Isto aí… as empresas de onibus de linha não possuem uma frota reserva muito grande. Quando chega feriadões ou feriados importantes o que elas fazem é fretar ônibus de outras empresas… pq as empresas de transporte municipal não fazem o mesmo?

        Curtir

    • Isso é verdade, não faz sentido passar esse custo é para o transporte público.

      Mesmo concordando, duvido que a questão seja tão pertinente. Esse tipo de show acontece depois do horário de pico, quando as empresas já tiraram muitos veículos da rua.

      Curtir

    • Na real, a demanda extra gerada por estes grandes eventos nem precisava ser atendida pelo transporte público municipal… a própria organizadora do evento poderia freta-los (se fosse permitido) ou então, como o Pablo disse, as próprias empresas de ônibus se interessariam em cobrir esta demanda. O que precisa acontecer é a prefeitura desregulamentar este serviço. E o preço da passagem podia ser livre já que é um transporte eventual.

      Curtir

      • Estão esquecendo do básico, a maioria destes grandes eventos, ou são a noite ou são nos fins de semana, logo a justificativa da frota reserva para estes é uma desculpa para lá de esfarrapada do defensor público das empresas, o Cappellari.

        (Show Elton John 21h, três horas após a hora do pique, Jogo Grêmio e Caracas 21:30h)

        Curtir

      • Sim Rogério, isso que eu quis dizer acima.

        Mas concordo com o Adriel. Não tem por que não liberar o uso de vans e microonibus de empresas privadas para prestar um serviço de táxi-lotação ou similar.

        Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: