E aí, sai ou não sai ? – Parte 3

CICLOVIA DA IPIRANGA

imagem86167

Prometida para o final de 2012, as obras da Ciclovia da Ipiranga se arrastam e recém foram entregues 2 trechos, com 1,8 Km, estando quase parada atualmente.

O novo prazo é o primeiro semestre de 2013, sem data exata.

É pra ter o total de 9,4 Km.

A inauguração do primeiro trecho, de 400 metros, ficou famosa pelo fato do prefeito ter percorrido a ciclovia pela contramão (foto acima).

Será que sai realmente este ano ?

 

Alguns posts do Blog falando na ciclovia:

Terceiro trecho da ciclovia da Ipiranga inicia em novembro

Terceiro trecho da ciclovia da Ipiranga começa em agosto

Iniciam obras do novo trecho da ciclovia da Ipiranga

Ciclovia da Ipiranga: primeiro trecho entregue à comunidade

 



Categorias:Bicicleta, ciclovias

Tags:,

15 respostas

  1. Com relação ao assunto em pauta, poderíamos perguntar, o que será dito a família do ciclista que morreu na ciclovia, se é que se define como tal. A tinta aplicada no chão leva a tombos imprevistos quando chove.

    Ao se analisar a ciclovia da Av. Ipiranga, têm-se a impressão ou a absoluta certeza, a obra era eleitoreira, rendeu votos ao modismo de andar de bicicleta em ciclovias, deixa muito a desejar.

    Enfim, uma cidade mal planejamento tenta a todo o custo a implantação de ciclovias colocando o cidadão em situação de perigo com os projetos em sua maioria implantados pela Pref. Mun. POA com falta de comprometimento com a segurança das partes envolvidas, pedestres e veículos.

    Quem viver verá.

    Curtir

  2. ACHO que o Zaffari tá na mesma onda do Iguatemi e complicando pra fazer as contrapartidas, que já foram previamente combinadas com a prefeitura…

    Curtir

  3. Essa tinta escorrega mesmo! Ainda não escorreguei de bike, apesar de ter pedalado em dia de chuva lá, mas quando fui passar a pé quase tomei um tombo.

    Também espero que não saia mais esse lixo.

    Curtir

  4. Esta última (e maior parte) é a problemática. Vários problemas que os ditos técnicos vão ter que resolver:

    – Mudança de lado: vão construir um “puxadinho” na lateral da calçada das pontes pro ciclista passar (assim que manda o CTB), ou a EPTC irá deixar o Zaffari fazer a calçada da ponte ciclovia (obviamente pq passeio compartilhado com muitos pedestres não se pode fazer) ?

    – Construção da ponte em frente da PUC: em quanto tempo será feita a ponte ? obviamente tem que estar pronta pois esta vai ser a outra mudança de lado.

    – Extensão por cima do talude: tem locais que não tem espaço nem para 1 bicicleta passar, tendo que fazer um vão por cima do talude. Possivelmente não deve ser tão simples, e facil e barato pro Zaffari fazer.

    – Cruzamento da Santana: a solução proposta (fazer um “brete” no meio da pista pro ciclista poder atravessar sem atrapalhar o fluxo de carros) não vai funcionar. É complicado o pedestre, ciclista (pelo tamanho da bicicleta mais ainda). Vai fazer uma fila de ciclista (que atrapalhará bem mais pois vai ficar trancando o fluxo).

    – Problema do tempo do verde para bicicleta: menos de 10s é pouco.

    – Problema da pintura que é escorregadia quando chove

    – Falta do guarda corpo da direita: a norma do DNIT exige guarda corpo quando tiver menos de 1,5m de separação da ciclovia da pista. A EPTC ta deixando somente 1m. Neste trecho a velocidade dos veiculos aumenta.

    Espero que os técnicos tenham aprendido alguma coisa depois da morte do guri de 14 anos na ciclovia da Restinga. Uma coisa é responder na justica pelo crime (espero que não somente o motorista, mas também os que foram responsaveis pelo projeto, pela falta de manutenção e pela inexistencia de sinalização), outra é ser recorrente, saber que vai ter acidente (principalmente pq a propaganda oficial que a ciclovia é pra trazer “gente nova” – inexperiente).

    Curtir

    • Só um comentário sobre o tempo do verde: as super sinaleiras de pedestre que botaram na beira-rio tem o mesmo tempo. É lamentável, mal dá tempo de atravessar. Mas como a idéia é fazer uma freeway na orla…

      Curtir

  5. Lembrando que o prefeito estava na contramão porque na faixa que ele deveria estar pedalando, tinha o fotógrafo que fez essa foto.

    Curtir

  6. Acho que se o prefeito não tivesse andado pela contramão acabaria atropelando o fotógrafo, não?

    Abs

    Curtir

  7. Se for pra sair esse lixo, prefiro que não saia. Na boa, já pedalei lá e não ficou bom. Ciclofaixa teria sido muito melhor.

    Acho que o melhor a se fazer seria deixar essa ciclovia como está entre a Beira-Rio e a Azenha, e trocar pra ciclofaixa da João Pessoa em diante. Isso seria razoável porque esse primeiro trecho já é meio estreito em termos de faixa de rolagem (contando com três faixas apenas até a Érico), enquanto que o segundo trecho tem uma largura mais generosa, contando com quatro ou cinco faixas (sendo uma estacionamento).

    Mas não, a prefeitura só sabe fazer lixo.

    Curtir

    • Eu andei por lá e achei ótima.

      Curtir

    • Sabe o pior? Na linha do “melhor isso do que nada”, e do fato da maioria das pessoas verem ciclismo como lazer para o domingo, muitos vão achar boa. Mas concordo, é ruim e alguns dos estreitamentos são simplesmente ridículos.

      Curtir

  8. Acho que vai se arrastar até as próximas eleições para poder ser inaugurado e ter um impacto maior nas urnas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: