Fábio Koff admite comprar Arena do Grêmio

Hipótese está prevista em cláusula do contrato assinado com a OAS

Grêmio admite hipótese de comprar Arena  Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP

Grêmio admite hipótese de comprar Arena Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / CP

A possibilidade de o Grêmio formalizar uma oferta para a compra da Arena torna-se cada vez mais concreta. A hipótese é prevista na cláusula 7.4 do contrato firmado entre o clube e a OAS, em dezembro de 2008, obtido pelo Correio do Povo, e já admitida pelo presidente Fábio Koff.

Leia matéria completa no blog do Hiltor Mombach

“O Grêmio está estudando este assunto. O Adalberto Preis é quem está tratando desta possibilidade”, salienta o dirigente. Integrante do Conselho de Administração e ex-presidente da Grêmio Empreendimentos, durante a gestão de Duda Kroeff, Preis é bastante comedido ao comentar o assunto. “São dois pontos. É uma possibilidade prevista e não há nenhuma negociação em andamento”, enfatiza. No entanto, o dirigente admite que o assunto é analisado. “O Grêmio está estudando todas as hipóteses e esta é uma”, completa.

Apesar de prevista no contrato, não há um valor estipulado para a negociação. Este é um dos principais pontos analisados, para saber qual o valor que seria necessário desembolsar na compra. O Grêmio teria que assumir o financiamento feito junto ao BNDES, que gira em torno de R$ 260 milhões e serão pagos nos próximos sete anos. Assim, como aponta o item 7.4.1, o banco precisa concordar com a compra.

CompraArena-01

Correio do Povo

____________________

Quem falou mal do Hiltor Mombach, o que diz agora ?



Categorias:Arena do Grêmio, Grandes Projetos

Tags:, , , ,

23 respostas

  1. Legal, finalmente um blog onde gremistas e colorados discutem sem xingamento. Parabéns….

    Curtir

    • Existem muitos mal entendidos da opinião pública em relação a parceria Grêmio e OAS. A maioria das opiniões dadas são levianas e inconsequentes. É preciso que se conheça na íntegra cada linha do contrato estabelecido para se poder firmar uma opinião. Logo, vejo como amador o posicionamento de cronistas esportivos entre outros, estão comentando o que não sabem. Esse tipo de jornalismo é um desserviço, não precisava acontecer e está prejudicando significativamente os negócios do Grêmio.

      Curtir

  2. Não acho que o Hiltor seja tão “mal-embasado” assim. Sabidamente ele é abastecido na sua coluna por ilustres conselheiros gremistas, tais como Evandro Krebs, Carlos Josias e Adalberto Preiss. Este último provavelmente foi quem “soprou” para o Hiltor essa história.

    Curtir

  3. Me meti acima num assunto futebolístico que não me diz respeito, porém no dia de hoje o Hiltor, que vários comentaristas aqui disseram que publica sem base o que escreve, num furo de reportagem coloca “on line” no seu blog o contrato inteiro, contrato que a maioria das pessoas simplesmente não tinham a mínima noção.
    .
    O que representa isto, que o jornalista tem fontes confiáveis, que não escreveu por escrever e por último, que parece estar vinculado a uma parte da direção do time.
    .
    Logo, sugiro a todos, gremistas e colorados, que antes de lançar lama no trabalho dos outros, verifiquem até que ponto este trabalho está sendo bem executado e as informações são corretas.

    Curtir

  4. Acho que a OAS não depende da Arena para que o negócio seja rentável para ela. Ou seja, não vai ficar na dependência de uma coisa imprevisível como o futebol para ter lucro (ou mais lucro). O time vai bem, o estádio enche, nós ganhamos. O time vai mal, estádio vazio, perdemos dinheiro.
    A OAS ganhou muito com os 9 hectares do Olímpico e com os 20(21) hectares no Humaitá.
    Aí é que tá o pila!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: