Assinado contrato para execução da passagem de nível da Plínio Brasil Milano

Prefeitura conclui licitações das principais obras da Copa

Obra na Plínio custará R$ 31 milhões. Imagem: Google

Obra na Plínio custará R$ 31 milhões. Imagem: Google

Foi assinado nesta quinta-feira, 14, o contrato para a execução da passagem inferior da avenida Plínio Brasil Milano. Com investimento superior a R$ 31 milhões, a intervenção integra o conjunto de obras de arte que serão construídas na Terceira Perimetral. Com isso, a Comissão Especial de Licitações da Copa 2014, instituída pelo prefeito José Fortunati em 2011, conclui os processos licitatórios das principais obras previstas na Matriz de Responsabilidades de Porto Alegre para o mundial.

De acordo com o procurador municipal José Adão Figueiredo dos Santos, que é consultor-jurídico da Comissão Especial de Licitação da Copa 2014, a partir de agora a Comissão passa a licitar o segundo lote do corredor da avenida Voluntários da Pátria e as obras complementares.

A Matriz de Responsabilidades trata das áreas prioritárias de infraestrutura das 12 cidades que irão receber os jogos da Copa do Mundo de 2014, como aeroportos, portos, mobilidade urbana, estádios e hotelaria. Na Capital gaúcha, 10 grandes obras de mobilidade (veja quadro) integram o documento, assinado em janeiro de 2010.

A Comissão Especial de Licitações da Copa 2014 é constituída por membros das secretarias municipais da Fazenda (SMF), de Obras e Viação (Smov), de Gestão e Acompanhamento Estratégico (Smgae), da Copa (Secopa) e conta com a orientação jurídica da Procuradoria-Geral do Município (PGM).

Como ficará:

Foto: Divulgação/PMPA

Foto: Divulgação/PMPA

Para acompanhar o andamento das obras da Copa, acesse www.transparencianacopa.com.br.

Resumo das Obras de Modalidade Urbana

Corredor Av. Divisa – Av. Tronco
Corredor 3ª Perimetral (obras de arte)
• Trincheira da rua Anita Garibaldi
• Trincheira da avenida Cristóvão Colombo
• Trincheira da avenida Ceará
• Viaduto da avenida Bento Gonçalves
Corredor Av. Padre Cacique – Av. Edvaldo Pereira Paiva
• Viaduto da rua Pinheiro Borda

BRT Av. Protásio Alves
BRT Av. João Pessoa
BRT Av. Bento Gonçalves – Portais Azenha e Antônio Carvalho
Corredor Av. Voluntários da Pátria e Terminal São Pedro
Prolongamento da Av. Severo Dullius
Complexo da Rodoviária
Viaduto da avenida Júlio de Castilhos

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:COPA 2014, Obras da Copa 2014

Tags:, , ,

65 respostas

  1. E será que vão seguir os renders?

    O projeto “original” era esse:

    Daqui a pouco vão fazer igual a essa imagem…. muito mais barato.

    Curtir

    • Alex.
      .
      Não sei não. Olhando por cima dá para se ver que a imagem de cima parece ter um vão livre bem menor do que a do projeto original. Pelo que me parece, na última imagem aproveitaram melhor o desnível natural existente. Mas ainda acho que tudo isto sofrerá adaptações. Me parece que a última imagem é mais lógica, pois escavaram mais o terreno, enterraram mais os automóveis que passam pela Plínio e com isto não prejudica tanto a vida dos que estão no entorno.
      .
      Este é o problema de obras lançadas sem a maturação do projeto, não são otimizadas. Se por exemplo fosse estudada a mesma com mais cuidado, se poderia fazer um projeto mais barato, mais funcional, mais elegante que não desvalorizaria a área.
      .
      Agora tem um detalhe que estão esquecendo, de um lado há residências e do outro há somente terrenos vazios ou ocupados por uma revenda de automóveis. Se o eixo do viaduto fosse deslocado para o lado dos terrenos vazios não transformariam um inferno a vida de quem mora a frente de uma das alças de acesso, mas isto é pedir demais.

      Curtir

  2. onde vai toda aquela gente caminhando na calçada a revenda de veículos? Aliás, para quem anda a pé pela plínio vai ser uma tortura cruzar a terceira perimetral. Que vergonha essa obra.. santo deus!!

    Fazer uma obra desse porte, sem desapropriar os terrenos adjascentes (revenda, posto de gasolina, casinha do outro lado da revenda…) é uma PIADA!!

    Curtir

    • Pra que gastar com desapropriações se ali, teoricamente, cabe tudo?

      Espaço ali é o que não falta. É só cuidar detalhes como ter duas faixas nas alças de acesso (uma só é mais do que suficiente, como já falou o mobus) e não encher de muros de concreto.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: