EPTC já retirou 145 cartões por mau uso nos ônibus

Acompanhamento da utilização dos cartões é realizado diariamente  Foto: Guilherme Santos/PMPA

Acompanhamento da utilização dos cartões é realizado diariamente Foto: Guilherme Santos/PMPA

Um verdadeiro pente-fino está sendo realizado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) contra o mau uso de cartões TRI no transporte coletivo da Capital. Nos últimos 90 dias, até o momento, 145 cartões, envolvidos nos chamados “esquemas de aluguel”, foram retirados de circulação. De acordo com monitoramento realizado, um único cartão foi utilizado até 300 vezes em apenas um mês. Dos 145 cartões, 81% fazem parte da categoria “isenções”. Atualmente, de cada 100 passageiros dentro de um ônibus, 33 não pagam tarifa.

O acompanhamento da utilização dos cartões no sistema de ônibus é realizado diariamente pela EPTC. Os dados são filtrados e cruzados com as atividades dos operadores de cada ônibus. No caso de irregularidades no uso das isenções (idosos, deficientes, etc), pode haver a cassação do benefício. Se for mau uso do TRI, o dono do cartão é chamado pela EPTC, para conferir se houve algum furto, extravio do cartão, e, se constatada a irregularidade, é aberto um processo, encaminhado ao Ministério Público, com a possibilidade de apontamento do estelionato.

O diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, afirma que este pente-fino no uso dos cartões busca preservar a integridade do sistema, garantindo uma maior segurança para os próprios usuários: “Este tipo de ação, uma fraude, sobrecarrega o sistema, pesa na tarifa, prejudicando a grande maioria dos usuários do transporte coletivo. Continuamos atentos para coibir estas atividades irregulares”.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:,

25 respostas

  1. O que vocês comentam sobre idosos sim e que é crime. acusar uma pessoa que só quer viver seus últimos anos em paz de maneira democrática, junto ao povo jovem e de meia idade. porque essa difamação? quem vocês querem beneficiar? porque esse preconceito?.

    Curtir

  2. eu pensava que esse tipo de verificação era periódica.
    agora sim os argumentos para aumentar a tarifa enfraquecem-se mais ainda, visto que os dados “alarmantes” divulgados pela propria EPTC nao se sustentam, com a evidencia de fraude no uso de muitos cartões.

    Curtir

  3. Um outro lado da questão é que com os cartões quando algum trabalhador não pega o ônibus todos os dias, as suas passagens vão acumulando e as empresas são obrigadas a recarregar o cartão do funcionário todo mês, sem nenhum desconto pela escala (em vários outros países quanto mais passagens tu compra, maior é o desconto). Com isso vejo bastante gente com mais de R$ 300,00 de saldo e que provavelmente vai acumular cada vez mais e nunca será gasto, um dinheiro que somado deve ser uma fortuna e que as empresas de ônibus tão embolsando. Antigamente na época da fichinha não ocorria, pois era mais fácil o comércio, mesmo que irregular.

    Curtir

    • MIguel, com certeza a “planilha” não aponta esse ganho financeiro decorrente de cobrar um serviço muito antes de ele ser prestado …
      O pior é que induzem ‘a acumulação de créditos. Por que o tal TRI não informa o valor real de créditos quando se passa na roleta ? Parece que o máximo q aparece é algo em torno de R$ 300,00 ..

      Curtir

  4. Ali no Terminal Parobé, ao lado do Mercado, tem um cadeirante que oferece cartões ao preço de R$2,00. Ele fica ali na moita, do lado das portas dos ônibus oferecendo as passagens e aguarda o pessoal devolver pela janela. Acho que o cara tem pelo menos uns 10 cartões e não são do tipo de gratuidade, pois possuem saldo ao passarem pela catraca.

    Curtir

  5. Só acho que a EPTC fazendo esse pente fino está tirando o trabalho do cobrador, afinal seria o cobrador responsável por deixar passar somente o estudante (com o rosto igual a foto da carteirinha), o idoso conferindo a data de nascimento, os oficiais de justiça com devida credencial… Se a EPTC se responsabilizar pela fiscalização, que sejam contratados pela EPTC para esse trabalho. Isso permitiria a redução nas tarifas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: