Medidas mitigatórias da prefeitura cortam Taurus ao meio em Porto Alegre

Num primeiro momento a Taurus até que conseguiu evitar que a nova avenida Grécia cortasse seu parque industrial de Porto Alegre em dois, mas com a plena operação do Bourbon Wallig, as medidas mitigatórias exigidas pela prefeitura terão que ir adiante.

É o que explica a pressa com que o maior fabricante mundial de revólveres trata de levar sua planta industrial da capital para São Leopoldo, onde concentrará suas outras empresas gaúchas. A Steelinject, de Caxias, será a primeira a migrar. Ela ficará ao lado da Rossi e da Polimetal, que já estão lá.

Políbio Braga

__________________________

Para entender:

A Av. Grécia e sua continuação estão sendo alargadas, alongadas e transformadas numa única avenida. Essas são contrapartidas do grupo Bourbon Zaffari, devido ao Bourbon Wallig localizado nas imediações:

forjas-taurus-01

A empresa Taurus – a avenida vai passar bem no meio de seus prédios, de forma a alongar a Av. Visconde de Macaé, continuação da Av. Grécia:

forjas-taurus-03

forjas-taurus-02

Leia também:

Duas dúvidas:

  • A avenida passando no meio do terreno da indústria realmente inviabiliza suas operações?
  • A prefeitura não poderia oferecer um outro terreno para a empresa, da mesma forma que faz com comunidades afetadas por empreendimentos?  


Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , ,

35 respostas

  1. Pois o proceso de expulsar as industrias da capital continua. Porque nossos governantesnao procuram manter as empresas em solo portoalegrense, mantendo o emprego aqui. Outras empresas que vao embora: neugebauer, stemaq. A cidade vai virar a capital sem industrias e ai a casse media vai migrar para outros municipios. Qual sera o futuro economico da nossa cidade?

    Curtir

    • Jair, tocaste exatamente no ponto. Que desejamos para nossa cidade?
      .
      O que define o crescimento de uma cidade, ou estado ou país é a capacidade deste criar infraestrutura para que ele se desenvolva mais. Neste Blog mesmo há um artigo denominado “RS: O desafio de voltar a ser locomotiva” em que o articulista dá ênfase na capacidade de investimento do Estado como mola mestra do desenvolvimento. Perdendo indústrias como a Taurus, perdemos duas coisas, primeiro os impostos gerados por esta (que não são poucos) e segundo perdemos uma cadeia de produção, ou seja, uma indústria que gera produtos que serviriam para outras indústrias de equipamentos de valores agregados ainda maiores.

      Curtir

  2. Mais um caso de empresário tentando chantagear a cidade. Vamos aceitar?

    Curtir

    • Tem várias formas de ver este caso. Também da pra dizer: “Mais um caso em que a cidade não faz nada pra manter uma empresa.

      A desindustrialização de Porto Alegre nunca preocupou tanto. A cidade vai ficar sem qualquer indústria em poucos anos. Seremos um mar de shoppings com residências em volta. Está claro que falta uma política de atração de indústrias, de todos os tipos. E há áreas na cidade ainda.

      Curtir

    • Acho que precisamos deixar o orgulho de lado e pensar no que é melhor para a cidade. O que faremos? Não deixaremos empresário chantagear a cidade, batemos no peito para dizer “conosco ninguém se mete” e ficamos sem emprego?

      Curtir

    • Acho que os dois lados poderiam ceder um pouco: Estado e Empresa.

      Curtir

    • Caro Leonardo.
      .
      Não é a questão de ceder ou não a chantagem. Uma indústria como a Taurus é uma indústria de ponta em questão de metalurgia. A mesma tecnologia empregada para fabricar um revólver (metal de alta resistência, leve, resistente ao calor,…), pode ser utilizada para uma centena de produtos de alta tecnologia para diversos setores.
      .
      Perdendo uma indústria deste tipo termina-se por um efeito cascata afastando a possibilidade de criação de indústrias que utilizariam estes forjados para equipamentos de maior valor agregado, ou seja, estamos perdendo a possibilidade de desenvolver indústrias de alta tecnologia.
      .
      Para terem uma ideia do que implica a perda da Taurus, deem uma olhadinha na web-page desta indústria, sugiro que comecem com os clientes.
      http://www.taurusforjados.com.br/?on=clientes
      .
      Ou seja, para ganharmos uma quadra de uma avenida que vai terminar ali mesmo, perderemos em longo prazo centenas de empregos industriais com salários razoáveis.

      Curtir

  3. A Taurus, caso realmente seja previsto em seu planejamento essa expansão, não poderia montar outra unidade na Grande POA, deixando os setores mais administrativos/estratégicos pra essa sede atual? Esse campinho não permitia uma expansão tão considerável e essa é uma dificuldade que qualquer empresa alocada nas regiões mais urbanizadas da cidade enfrenta. Claro que o Estado podia dar uma ajudinha também.

    Curtir

  4. Trocamos uma indústria por 200m de avenida, coisa boa ein????!!!

    Curtir

  5. Agora vocês estão vendo o porquê do meu artigo sobre a desindustrialização de Porto Alegre?
    .
    Provavelmente os operários que trabalham na forjas Taurus , que devem ser especializados ganham um salário razoável e mais, tem um emprego que sendo um bom profissional, ascende internamente e fica uma vida inteira com quase uma estabilidade no trabalho.
    .
    Se a secretaria de Indústria e Comércio tivesse um pouco de preocupação quanto a isto, já estaria trabalhando numa solução para casos como os da Forjas Taurus. Achar uma solução para isto não é algo que se faça em um ou dois anos, desde a ideia de implantar um polo industrial, os projetos da infra-estrutura para o mesmo, e a implantação, é coisa para no mínimo quatro anos.
    .
    O Adeli, que está sempre de olho por aqui, e se tem alguma vontade de voltar a política de Porto Alegre, bem que podia começar a trabalhar nisto, é uma boa plataforma eleitoral (emprego, boa remuneração, saneamento ambiental e diminuição da poluição e mais impostos para o município).

    Curtir

  6. Pois então, para ganhar mais um shopping numa região de alta densidade e cheia de shoppings, perde-se mais uma indústria. Uhu!

    Curtir

  7. E assim perde-se mais campinho de futebol de futebol na cidade, para desesperao da divisão dos perna-de-paus e atletas de final de semana.

    Curtir

  8. Porto Alegre perderá uma indústria que gera riqueza para facilitar acesso ao shopping, onde não se produz riqueza, se consome a riqueza produzida em São Paulo por bolivianos ou na China.

    Curtir

    • Pablo, pior do que isto, os empregados das forjas Taurus, por ser uma industria antiga na região, devem morar próximo a fábrica, logo além de retirar os empregos dos mesmos, provavelmente eles deixarão de comprar em médio prazo no Shopping e construirão edifícios na região, que terão seus apartamentos comprados por quem mora fora da zona.
      Logo, menos compradores locai, mais transporte, …..
      .
      Depois não venham reclamar que Porto Alegre não tem dinheiro para isto e para aquilo.

      Curtir

      • E veja que é um efeito cascata. Pois esses trabalhadores com experiência irão para outras cidades ou até outros estados gerando riqueza longe daqui.

        Curtir

  9. Gilberto a tua segunda pergunta é de uma obviedade, mas obviedade muito pertinente, e qdo digo isso é como um elogio ao teu questionamento, pois para mim o mais lógico seria a prefeitura comprar essa briga e dar as mãos a Taurus e fazer o máximo para que a mesma continuasse atuando em Porto Alegre! Muito pertinente teus questionamentos! Parece que prefeitura de Poa às vezes fica tão pouco inteligente (bur…) … E Rogério, acho que Poa deveria sim ter um distrito industrial, a atividade industrial deveria ser estimulada tanto pelo Estado como pela Prefeitura, mas os “doutos” pensadores daqui entendem que Poa deve ser apenas uma cidade de serviços … Ser uma cidade de serviços sem antes se tornar rica??!?!?!?? Deu certo em alguma gde cidade do mundo que hj é rica, primeiro virar uma gde prestadora de serviços antes de ser uma gde cidade e rica????!?? Nao sei se essa inversão tem probabilidade de prosperar! É mais ou menos, fazendo uma analogia tosca, a situação do país, se tornou um país caro antes de ficar rico!!!

    Curtir

    • Cidade de servicos que nao permite predios altos serem construidos, nao querem construir no centro uma area financeira, tudo tem que fechar aos domingos, e proibido lojas 24horas wow! E’ coisa de gente bananeira mesmo, sem preparo e com muito odio na alma. Uma mistura de ideologias de esquerda podres. O imperio da burrice e teimosia.

      Curtir

      • Phil, se continuares colocando toda a culpa na esquerda, não trazes solução a coisa nenhuma.
        .
        Se analisares a política de desenvolvimento do governo federal (que passa por treinamento de mão de obra, diminuição de impostos,….) e compará-las com a política de desenvolvimento do governo do estado (existe?), verás que sendo o executivo do mesmo partido as visões são completamente diversas. O governo federal está tentando levar o país ao desenvolvimento, já o governador do estado está fazendo uma campanha para ser presidente da ONU!
        .
        Não é problema de esquerda e direita, é um problema de capacidade!

        Curtir

    • Felipe,

      Já existe um distrito industrial, inclusive implantado pela Prefeitura. Trata-se do Parque Industrial da Restinga, acredito que funcionando desde o ano de 2007, se não me falha a memória. Por quê a Prefeitura não poderia fazer algum acordo com a empresa e realocá-la naquela região, mantendo assim os empregos na cidade? Realmente um mistério, mais um de tantos.

      Curtir

      • Carlos, o que impropriamente chamamos de Distrito Industrial não é na realidade um distrito industrial, foi uma ação do governo da época para o surgimento e incentivo de pequenas e médias empresas para criar emprego numa área carente disto, uma ação correta, somente o nome da área que foi impróprio.
        .
        A área de todo o chamado “distrito industrial” se fosse ocupada por uma indústria do porte da Taurus, já pensando numa expansão, seria maior do que este distrito industrial.
        .
        Segundo problema, na área da Restinga não há, pelo que eu saiba, nem energia elétrica, nem água e muito menos tratamento de esgoto para a transferência de grandes indústrias.
        .
        Se as gestões que ocuparam a prefeitura depois do governo que a implantou, poderia com algum esforço e mais dinheiro, transformar a área num distrito industrial, porém dentro do espírito gre-nal, se uma gestão fez alguma coisa a próxima de oposição não pode melhorar e transformar a iniciativa, pois daria méritos (relativos) a iniciativa anterior, logo nada se fez par transformar uma ideia totalmente incompleta numa coisa real.

        Curtir

  10. pelo que vi nas imagens, o terreno ja tava preparado pra isso, acho que eles ja imaginavam.

    Curtir

  11. Lá vai mais uma indústria. Se tivéssemos um distrito industrial como deve ser, poderíamos relocar esta indústria, porém….
    Mais alguns bons empregos que se vão para as pessoas, que daqui algum tempo não terão dinheiro, comprarem!

    Curtir

  12. Pô, vão se mudar só pq vão tirar o campinho de futebol deles? Pq isso parece ser a única coisa afetada pela avenida.

    Curtir

  13. OFF TOPIC :

    http://www.sul21.com.br/jornal/2013/03/conselho-vota-nesta-quinta-aumento-da-passagem-em-porto-alegre/

    Quer dizer q entregaram a planilha ontem e já vão votar amanhâ ?

    Curtir

  14. ********************************** editado pelo blog

    Onde ficou o argumento de que por ser indústria de armas a Taurus estaria ” protegida” pela lei XYZ ?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: