Ministério Público de Contas pede suspensão de concurso para a rodoviária de Porto Alegre

Representação assinada pelo procurador-geral Geraldo da Camino também requer a realização de licitação

Foto: Gilberto Simon - Porto Imagem

Foto: Gilberto Simon – Porto Imagem

O Ministério Público de Contas (MPC) divulgou na tarde desta quarta-feira uma representação na qual pede a suspensão do concurso que escolherá o melhor projeto para revitalizar a rodoviária de Porto Alegre. O procurador-geral do MPC, Geraldo Costa da Camino, explicou que o concurso é uma modalidade “inadequada para contratação”, porque serve para trabalhos técnicos, científicos, artísticos e arquitetônicos, e não para o formato definido pelo governo do Estado:

— Não serve para contratar três serviços, como estudo de viabilidade ambiental, estudo de viabilidade econômica e confecção de projeto básico. (…)

Leia toda a reportagem em Zero Hora, clicando aqui.



Categorias:Rodoviária de Porto Alegre

Tags:,

11 respostas

  1. Nem me surpreende mais.

    Curtir

  2. Pensem palavrões no lugar desse meu cometario

    Curtir

  3. É complicado o que este governo está fazendo com o Estado do RS. Este senhor sempre esteve alinhado com o Tarso e, agora simplesmente faz o que fazem melhor fazer: utilizar o poder que possuem para golpear os gaúchos em mais um “avanço”. É triste e o pior é que os cegos irão dizer que não é nada disso, mas o que vemos são sucessivos tapas na cara do povo e tentativas de fazer o povo de idiota. O RS acabou. Podem escrever se o Tarso vencer as eleições em 2014, sujou!! E se ele perder, sujou mais ainda irão fazer a pilantragem que fizeram com o governo passado. Adios a um Estado que um dia foi o pioneiro em muitas coisas…. é triste, mas é a realidade.

    Curtir

    • ops. “faz o que sabem melhor fazer”

      Curtir

    • O Tarso vai tentar comprar as eleições baixando o preço do pedágio para a classe média passear em Gramado, as chances são grandes.

      Mas o que acho mais triste é que muita gente vai cair no lugar comum e dizer que o MP, os manifestantes, todo mundo é “do contra”, sem informar que simplesmente há vício na maneira que os governos fazem as licitações (ou não fazem).

      Mas a parte do projeto básico eu também não entendi.

      Curtir

  4. Mais parece um presente de aniversário para Porto Alegre, em que tudo que se projeta fazer vem sempre acompanhado de irregularidades, até quando????

    Curtir

  5. depois se perguntam porque não tem interessados, tirando os mesmos de sempre, tu faz todo um estudo projetos para depois joga tudo no lixo pois mudam as regras do jogo, melhor não se meter nisso e deixar os mesmos fazendo.

    Curtir

  6. Quem sabe nesse tempo surgem mais projetos. E melhores.

    Curtir

  7. Concurso para viabilidade ambiental ou estudo de viabilidade econômica é sacanagem mesmo… mas para projeto básico? Por que não?

    Curtir

  8. agora sim, nunca mais…

    Curtir

  9. Nas entrelinhas, cartas marcadas .

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: