Seis empresas entregam proposta de viabilidade para expansão da Trensurb

Consultoria realizará estudo para ampliação da linha até Sapiranga

Imagem: Trensurb

Imagem: Trensurb

A direção da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. (Trensurb) recebeu nesta quarta-feira seis propostas para a licitação que deve contratar uma empresa de consultoria para realizar um estudo de viabilidade técnica, econômica e financeira para expandir a linha até Sapiranga. O resultado final deve ser divulgado nos próximos dias.

As empresas que entregaram as propostas no auditório da empresa foram o Consórcio L1 Sapiranga Vetec/Adax, Oficina Eng Consultores Ltda, Logit Engenharia Consultiva Ltda, Ecoplan Engenharia, consórcio STE/Magna/Itec e consórcio Comap/Setepla. A Trensurb informa que partir da assinatura da ordem de início dos serviços, o prazo inicial para conclusão do estudo é de oito meses. O valor limite para as propostas de realização do serviço é de R$ 2 milhões.

O prefeito e um grupo de vereadores de Estância Velha estiveram na sede da Trensurb onde entregaram um documento em que solicitam que o estudo de viabilidade de expansão até Sapiranga contemple a ERS 239, atendendo o bairro Rincão, de Novo Hamburgo, próximo ao município. O prefeito José Waldir Dilkin ressalta que a mobilidade urbana tem que se qualificar cada vez mais, porque segundo ele, as cidades não podem se desenvolver somente com carros.

A linha 1 do Trensurb conta com 19 estações, de Porto Alegre até Novo Hamburgo. Até o final do ano, mais três estações serão inauguradas: a Industrial, Fenac e Novo Hamburgo. Além de Sapiranga, o município de Campo também demonstrou interesse em receber estações do trem. A Trensurb transporta cerca de 180 mil passageiros por dia. Com a inauguração das três estações em Novo Hamburgo, a previsão é de que mais 30 mil passageiros sejam transportados diariamente pelo trem metropolitano.

Correio do Povo



Categorias:Metro Linha 1, Trensurb

Tags:, ,

39 respostas

  1. Dá para ampliar, sim. E até Sapiranga. Campo Bom, Araricá , Nova Hartz e Parobé se beneficiarão. Entendo que devam ser comprados novos trens, e que existam mais composições.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: