Vem aí empreendimento de R$ 900 milhões em Porto Alegre

Multiplan: empreendimento de R$ 900 milhões

Projeto prevê 18 prédios residenciais e duas torres comerciais em dez anos

projetomultiplan2

A capital gaúcha ganhará um condomínio residencial de alto padrão estimado em R$ 900 milhões. O projeto, apresentado em audiência pública nesta semana em Porto Alegre, contará com um projeto de 18 prédios residenciais e duas torres comerciais da Multiplan, proprietária do BarraShoppingSul. O projeto tem prazo de conclusão de pelo menos dez anos.

Segundo o jornal Zero Hora, a contrapartida do grupo em benfeitorias e compras de áreas na região é estimada em quase R$ 50 milhões. O Grupo Multiplan está em período de silêncio, pois anunciou uma oferta primária de ações, o que a impede de se pronunciar até dia 10 de abril, data prevista para a estreia desses papéis em bolsa.

Revista Amanhã

____________________

O Blog Porto Imagem já havia divulgado este empreendimento na época pré-inauguração do BarraShoppingSul (2008) mas a direção regional da Multiplan entrou em contato telefônico comigo, solicitando a gentileza de retirar do ar as matérias sobre este assunto, provavelmente para não alertar certos segmentos que seriam contrários ao empreendimento. Até então nenhum órgão de imprensa havia divulgado. Nós atendemos o pedido prontamente, já que tínhamos uma relação cordial com a Multiplan. Agora, como divulgado em grandes veículos , voltamos a publicar. 

LOCALIZAÇÃO

multiplan-900milhoes



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Imóveis, Prédios

Tags:, , , , , , ,

85 respostas

  1. Vcs já viram os prédios no local do ex-Eucaliptos? Um condomínio só, e acho que haverá alargamento da avenida. No caso em tela, serão vários imóveis, haverá abertura de ruas. Em tempo: acho que a Dr. Campos Velho deverá ir até a Diário de Notícias. Aguardo ansioso a duplicação da Wenceslau Escobar, início da avenida que começa na Diário, que estava prevista para o ano passado. O que ocorreu? Alguém sabe o porquê de as obras ainda não terem começado?

    Curtir

  2. O projeto existe há um bom tempo, não é para amanhã, e ruas serão abertas. Não será condomínio fechado, ainda que, como disse, o metro quadrado cobrado pela Multiplan é elevadíssimo. Eu ouvi falar em apartamentos de 2 milhões de reais!!! É que não raro apenas constroem apartamentos de 3, 4 dormitórios, como se as famílias portoalegrenses tivessem uma multidão de filhos. Nenhum prédio será alto, o plano diretor não permite. É o que sabia de anos atrás. As coxias já foram removidas – o foram por demorados anos – e já estão prontas noutro local. A compra do terreno foi realizada há um bom tempo. O que é tombado, pelo que sei, são as arquibancadas do hipódromo, apenas isso, se um dia ele for para outro local. O projeto não fica no local do hipódromo. E se projeto não existisse ali, certamente seria a volta de construções irregulares, tais como as que ainda existem às margens da Avenida Guaíba, Vila Assunção.

    Curtir

  3. Eu moro no Terrazas Mirador (Av. Diário de Notícias, 1555) e, penso eu, o local vai ficar bastante bonito. Soube que o metro quadrado, a exemplo do RDL, será caríssimo.

    Curtir

  4. Este é o resultado da negociata de mais um terreno público que teve o aval no Gov. Yeda e do Fortunati, bastasse que tirassem todos os cidadãos da área, pronto, negociata realizada.

    E com a Copa do Mundo a o cidadão pobre é jogado nos cantos da cidade como se fosse lixo, em que tudo pode, tudo vale.

    Viva a Copa do Políticos deste País.

    Curtir

    • Sobradinho.
      .
      O duro é ver que a pouco tempo aqui neste blog mesmo, se mostrou imagens de habitações populares verticalizadas que permitiam a urbanização das áreas verticalizando e adensando e permitindo a construção de ruas, avenidas, escolas sem precisar retirar ninguém da sua região.
      .
      São dois conceitos de arquitetura, uma que inclui o cidadão e outra que o exclui.

      Curtir

  5. O projeto urbanistico ficou bem bacana. Mas provavelmente sofrerá alterações, já que na esquina da Icarai com a Guaiba será construido um terminal do BRT.

    Curtir

  6. Esse blog “bolha imobiliária” viaja na maionese

    Curtir

    • Caros Miguel e Queiroz.
      .
      Procurar trazer para o Brasil as últimas bolhas imobiliárias que ocorreram no Japão e nos Estados Unidos é desconhecer a realidade desses três países. O que leva a bolhas imobiliárias é uma especulação sobre os imóveis como um ativo qualquer, tanto nos USA como no Japão havia simplesmente pessoas se movimentando de uma residência para outra e fazendo disto uma forma de ganhar dinheiro. O que há no Brasil são dezenas de milhões de brasileiros que estão procurando a sua casa própria ou adaptando-a a nova realidade de vida.
      .
      Apesar de todo o boom imobiliário no Brasil, pode-se dizer com certeza que há ainda uma demanda reprimida de alguns milhões de imóveis. São casais jovens que procuram a sua primeira moradia, são pessoas que moram em “puxados” nas casas dos pais ou pior da sogra, como também são pessoas que aumentaram o seu rendimento nos últimos anos e estão procurando um lugar melhor para morar.
      .
      Quando há uma crise imobiliária em países como USA, simplesmente aqueles que compraram imóveis contando com o lucro da venda dos imóveis anteriores, simplesmente não tem condição de pagar, ou pessoas que através de renovação de hipotecas “reendividaram-se” para através dos empréstimos fazerem outras coisas. No Brasil, praticamente não há a tradição de hipotecar uma casa já paga, ou paga em grande parte, para com o dinheiro obtido fazer outra coisa. O sonho de todo o brasileiro de rendimento médio e baixo é liquidar o mais rápido possível o financiamento da casa para manter o seu próprio patrimônio.
      .
      Qualquer crise na construção civil no Brasil sempre se refletiu somente no setor, uma crise imobiliária nos USA se reflete em toda economia, pois esta perde capacidade de pagamento de diversos empréstimos.
      .
      A realidade imobiliária e a mentalidade do comprador de imóveis no Brasil são completamente diferentes do que em outros países do mundo. Não se pode transferir os raciocínios feitos para a economia norte-americana para a brasileira, sob o ponto de criar um cenário totalmente falso.

      Curtir

    • Olhei e fiz algumas intervenções no Blog “Bolha imobiliária”, é interessante lê-lo, pois as opiniões, que aqui são características de pessoas mais conservadoras, são para eles fruto da política irresponsável dos governos federais do PT, que está criando um surto de desenvolvimento imobiliário que só vai prejudicar o Brasil.
      .
      Acho interessante, pois os mais de “esquerda” como são identificados grupos engajados na nossa cidade por muitos, em deixar aqui como está, estão de acordo com as visões claras de “direita” do blog deles!
      .
      Sugiro que leiam algo do “Bolha Imobiliária”, para não continuarem emitindo opiniões que generalizam a postura de todos e de tudo.
      .
      A nossa sociedade global está ficando tão complexa que para entendê-la devemos nos despir de todos os preconceitos e ter como os sociólogos falam, uma visão antropológica de nossa própria sociedade.

      Curtir

      • “A nossa sociedade global está ficando tão complexa que para entendê-la devemos nos despir de todos os preconceitos e ter como os sociólogos falam, uma visão antropológica de nossa própria sociedade.”

        Mais fácil: deixar os ideólogos de todas as tribos pastarem em seus blogs, e focar os problemas da sociedade de maneira baseada nas evidências.

        Curtir

      • Ricardo.
        .
        Trabalhei toda a vida com dados concretos, mas para trabalhar com estes dados é necessária uma teoria que lhes dê capacidade de extrapolar seus resultados. Quando se pensa sem alguma ideologia por trás a visão fica fragmentada e sem perspectiva de inovação. Para dar um exemplo concreto aqui do nosso blog, a plantação maciça de Jerivás feita pela prefeitura, é de alguém que não tem um conceito, uma teoria urbanística por detrás da cabeça, parte para o mais simples e o menos inovador.
        .
        Falar na sociedade através das evidências é um puro experimentalismo, salvo que tentes sistematizar o que vês e concluis sobre ela, neste caso estás adotando o que falei, uma visão antropológica.Eu sou em parte pragmático, enquanto uma teoria dá bons resultados estou com a sua estruturação, no momento em que ela falha, procura-se ou reformá-la ou abandoná-la por outra que parece mais bem estruturada.
        .
        Quando eu falo que devemos procurar entender a nossa sociedade por mais complexa que ela possa parecer, e adotar como modo de analisar uma visão antropológica é talvez o que resumisse na tua intervenção, não se tem que olhá-la com preconceitos, e um dos preconceitos é o ideológico, ou seja, se analiso algo sob uma determinada ótica, política, econômica ou social, estamos tendo um preconceito na análise, pois procuraremos colocar o que observamos numa determinada caixinha pré-existente.

        Curtir

  7. Acho bem provável que com esses preços irreais do mercado imobiliário atual estamos já entrando numa crise que deve piorar bastante ainda e muitos empreendimentos, como este, não devem mais sair do papel. A maioria das construtoras do país apresentou resultados negativos muito fortes no primeiro trimestre embora ainda fiquem espalhando que os valores vão subir ainda mais pra tentar desovar os estoques. Caso o tema interessar tem um blog muito legal http://www.bolhaimobiliaria.com/ .

    Curtir

  8. Comparar casquinha do MCDonalds à sorvete italiano é nonsense. Porto Alegre tem muita grana andando por suas ruas,muita gente esnobe,muito pessoal tudo pelo concreto.Talvez seja a geração I-Pad I-Phone sei lá . Então fica dificil viver em uma cidade só concreto e que não se liga no conforto e relaxamento que um pedaço de natureza bem cuidado pode nos dar. Esta certo a logica agora é viver em conglomerados igual a China,Hong-Hong. Mas me perdoem comparar Porto Alegre a NY, Paris,Londres só se for na poluição, pois lá alem de predios tem muitas coisas interessantes para viver. Parques bem cuidados,museus super interessantes,Talvez a gurisada não goste ,transporte pub lico eficiente etc…………….

    Curtir

    • Vai ver se esse povinho deixar com que a cidade se desenvolva com pontal, uma orla, prédios, tursimo, a cidade fique igual, ou proximo do que essas grandes cidades são.

      Porto Alegre ja tem muito verde, alias, tem até de mais.

      Curtir

  9. resposta ao pedro(@ ecoxiiitadasilva.com):
    Pq o Pedro Ruas nao se manifestou contra o estacionamento de concretao de 3 andares e 280m de comprimento do estadio Beira-Rio junto a orla entao?
    Simplesmente porque ele nao iria comprar briga com 50% da pop da cidade(torcedores colorados).
    Para a cambada dele o importante nao e’ o “ecologico”, mas sim o “populista”.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: