Projeto provoca debate sobre ocupação da orla

orla-metro

 

Jornal Metro – Porto Alegre – 10/04/2013



Categorias:ORLA, Zona Sul

Tags:, , , ,

24 respostas

  1. e a av. guaiba completa…nenhum projeto?

    Curtir

    • Sim, tinha projeto…
      no tempo em que Porto Alegre pensava como cidade grande.
      Agora que viramos provincia, esqueça. Esqueça qualquer coisa pra essa cidade.

      Curtir

  2. E agora José, o que fazer, uma discussão total sobre a Orla do Rio como um todo, sem preconceitos, do burguês até o pescador, com todo respeito aos pescadores.

    Enfim, criou-se mais uma polêmica em consequência da omissão e do interesse do ramo imobiliária com a presença dos pescadores a beira do rio, aí vem mais discussões e polêmicas.

    Que tenhamos o bom senso de discussões com democracia, a fim de que não se torne mais uma discussão de corte de árvores, esta contrariando a legislação vigente visto haver projetos referentes a praça na questão do Gasômetro, em que em um processo deveria a ter a plena participação do cidadão que paga impostos nas discussões, fato que não ocorre por parte do Paço Municipal.

    Curtir

  3. BLABLABLA a mais de 20 anos” entao PORQUE tem condomínios na beira do rio sendo construídos AGORA???? Muito mais que essa vila, a orla da coronel marcos, tristeza, pedra redonda TEM que entrar em discussão na câmara nao é possível que tenhamos que assistir a construção de mais condomínios na beira do rio, de braços cruzados

    Curtir

  4. Nossa,c eu fosse do governo da Argentina mandava uma nota de repúdio. Chamar essa arquitetura medíocre de “caminito”,só c for tipo Caminito

    Curtir

    • Concordo. É uma ofensa para Argentina quererem comparar as porqueiras e TOSQUISSES porto-alegrenses às coisas que Buenos Aires tem… (cais do porto revitalizado, etc, etc, etc, etc)

      Curtir

  5. Em off… mas acho que o Gilberto poderia publicar isso, ja que o blog tem atingido muita gente “grande” no estado.
    É uma boa idéia…

    http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/04/prefeitura-do-rio-vai-multar-partir-de-julho-quem-jogar-lixo-na-rua.html

    Curtir

  6. Deveriam parar com esta obsecao louca de controle total sobre tudo e todos, qual o problema em desenvolver algumas partes da orla???? Ela tem 72 KM pode sim ter areas para clubes, mancoes, condominios, comercio e se ajeitada, ate’ esta favela ai do artigo. Porto Alegre deveria comecar com uma campanha publicitaria para acalmar os CTCT’s do tipo: “Mantenham a calma e cuidem de suas vidas” que povo mais control freak! Tudo e’ motivo para debates que nao terminam numca e nao resolve nada. Esse povo ainda morre de inveja!!!

    Curtir

  7. Porto Imagem bombando.
    haha

    Muito interessante,

    Aproveitando o assunto, a capa do Metro tem um assunto interessante hoje, sobre predios abandonados..

    :DD

    Curtir

  8. Legal a repercussão do PortoImagem no Metro!

    Curtir

  9. Se forem realocar essas pessoas, que removam também o clube que tem logo em seguida da descida.

    Curtir

  10. Como a matéria fala de uma lei que possibilita que a aglomeração urbana permaneça na orla, caso tenha mais de 20 anos, creio que deveria haver uma cláusula para, se a prefeitura assim o achar conveniente para a cidade como um todo, remover a vila, para o bem de todo o resto da população. E não ser uma situação imutável. SE A VILA TIVER MAIS DE 20 ANOS, FICA NO LOCAL. Não concordo com isso. Se houver condições e a prefeitura achar interessante e achar um local nas proximidades para aquela comunidade, por que não removê-la e dotar a cidade de um novo recanto junto à orla ? Este local é ímpar em sua beleza, sem as casas. As casas agem como se fossem um ferida no local. Assim como os condomínios da zona sul que chegam a até a beirada do lago, sem dar acesso à população. É uma pena que isso aconteceu no passado e não foi prevista uma área de margem para acesso público. Uma pena mesmo! (Acho que muitas pessoas dos governos da época devem ter levado muita grana para que isso pudesse acontecer)

    OBS.: Que fique bem claro que o único empreendimento na orla que defendi era o Pontal do Estaleiro que previa uma área de 54% do total para um parque público com toda a infraestrutura imaginável. Seria um local belíssimo sem dúvida. E se o mesmo projeto hoje, mudar para uma versão que não preveja este parque, eu já não vou defender. Se alguém pensa que o Porto Imagem quer “vender a orla” como já li por aí, de pessoas inconsequentes falando, estão muito enganados.

    Curtir

  11. nessas reportagens que vejo que falta educação para os gaúchos, não por uma pessoa ser contra ou a favor, mas pelos argumentos.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: