Zona Sul fica fora das áreas para o Centro de Eventos do Estado

15042013-Centro-de-Eventos-miniaturaFinalista entre as áreas indicadas pelo Estado em 2012 como possíveis para a construção do centro de eventos, o Morro Santa Tereza não está mais entre as opções para a construção. Isso porque a Prefeitura apresentou hoje à tarde duas novas opções na Capital. A primeira é de uma área de 27 hectares localizada na avenida Bento Gonçalves, no bairro Partenon, e segunda tem 4,5 hectares contígua à Fiergs, na zona Norte. As duas áreas foram oficialmente apresentadas pelo secretário municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, à secretária estadual de Turismo, Abgail Pereira, em ofício assinado pelo prefeito José Fortunati destinado ao governador Tarso Genro. As duas áreas pertencem ao município.

Secretária deve fazer nova visita nos locais agora apresentados

De acordo com a proposta inicial do governo do Estado, o centro de eventos teria uma área construída de 60 a 100 mil metros quadrados, entre auditórios, pavilhão de exposições, praça de alimentação, estacionamento e demais espaços, o que exigiria uma área de 6 a 10 hectares. Na avaliação de Abgail, as áreas indicadas pela prefeitura demonstram que Porto Alegre tem condições de receber o projeto de um equipamento de classe mundial que o Estado quer construir. “O Rio Grande do Sul tem condições de ser a capital de eventos do Mercosul e não há cidade que se contraponha a esse investimento. É importante saber que estamos trabalhando juntos, acelerando o processo”, afirmou a secretária, que nos próximos dias deverá visitar as duas áreas junto com representantes do escritório de Oscar Niemeyer, responsável pelo projeto arquitetônico do centro de eventos. “Definida a área, passaremos à contratação de um estudo de viabilidade econômica que irá definir a modelagem do negócio, bem como o tipo de gestão e estrutura organizacional que melhor se adapte a ele”, completou, destacando que a disponibilidade de área pública reduz o custo do investimento, estimado pela Setur em R$ 200 milhões.

MeuBairro – Zona Sul



Categorias:Centro de Eventos do RS

Tags:,

9 respostas

  1. Quem que disse que Centro de Convencoes tem que ser “turistico”??

    Curtir

    • Da mesma forma que o Beira Rio e a Arena estão no contexto do City Tour. São as primeiras perguntas que fazem, passa lá?? Gerson, quem vem para um Evento qualquer e não conheçe Poa, sempre agrega um City Tour pq alguns trazem a família ou acompanhante… Na maioria da vêzes desde o transfer in/out e a permanência na cidade, City e in/out de Htls é feito por empresas de turismo com frota. Acaba tendo uma integração ou seja virando um pacote turístico. Mas existem os eventos bate e volta feito por vans e taxis, normalmente dura um dia..

      Curtir

  2. Já trocaram por opções em duas regiões sem qualquer charme. Agora só falta sair um projeto sem graça e está feito uma obra típica de POA.

    Curtir

    • Como sempre quando se trata de eventos, recepção de paxs ou seja lá o que fôr, as Agências que fazem Receptivo, os Guias de Turismo, não são consultados. É mt fácil falar no Gabinete, mas no dia a dia de trabalho, são de uma insensatez total…. o trânsito de Poa está na UTI e não são essas obras que estão fazendo, que vai resolver os problemas de mobilidade viária… nada contra a ZNorte e nem a Bento, mas as opções completamente na contra mão do AER. Terminal Turístico, então, nem pensar… Vai ser difícil trabalhar na Copa….

      Curtir

      • A única coisa que vejo de bom em por na zona norte é botar num local de fácil acesso ao metrô. Isso seria bom. Mas claro, se fosse em algum ponto da orla, poderia ser em local já com previsão de construção de transporte de massa. Por exemplo, poderia integrar com o projeto do aeromóvel para a zona sul.

        Curtir

  3. aiai…abigail…ta loco.. 😦

    Curtir

  4. Essa área da Bento deve ser a do São Pedro, procede?
    Quanto à falta de planejamento não vou nem comentar. Se fez uma orla e um aterro estúpido e nunca passa pela cabeça dos agentes políticos integrá-los à cidade. Seja no Sta.Teresa, Pq. Harmonia. QUALQUER lugar próximo ao Guaíba tem de ser sempre prioridade em investimento turístico.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: