Debate sobre preço da tarifa de ônibus chega à Assembleia Legislativa

Reunião ordinária da Comissão de Assuntos Municipais nesta terça-feira (16). /Foto: Marina Lovato | Agência ALRS

Reunião ordinária da Comissão de Assuntos Municipais nesta terça-feira (16). /Foto: Marina Lovato | Agência ALRS

O Legislativo gaúcho está atento aos movimentos de questionamento popular sobre os valores das tarifas de ônibus no estado, erguidos após o histórico de protestos que levaram ao congelamento do aumento da passagem em Porto Alegre. Para esclarecer os valores cobrados nos diferentes municípios e principalmente o cálculo do valor da tarifa na capital, a Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa do RS (AL-RS) aprovou nesta terça-feira (16) requerimento de audiência pública sobre o tema. A intenção é reunir Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Conselho Municipal de Transporte Urbano, Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), entre outras entidades e órgãos públicos envolvidos com o tema do transporte coletivo. “Queremos entender este índice de passageiro por quilômetro e a desoneração da folha que justificaram o aumento”, explica Miki Breier (PSB), autor do requerimento.

Na oportunidade, o deputado estadual Nelsinho Metalúrgico (PT), divulgou que está propondo a criação de uma Frente Parlamentar pelo Barateamento das Tarifas do Transporte Coletivo. Segundo ele, o relatório do TCE-RS deixa claro que existem minúcias que podem escapar dos gestores públicos na hora do cálculo da tarifa. “Mesmo sem o reajuste, que foi freado por pressão da sociedade com sucessivos protestos em Porto Alegre, pagamos uma tarifa muito cara”, alegou.

Além de Porto Alegre, os municípios de Cachoeirinha, Viamão e Passo Fundo realizaram protestos questionando os valores das tarifas e os reajustes feitos em 2013.

SUL 21



Categorias:onibus

Tags:, ,

4 respostas

  1. Vão se reunir pra fatiar o bolo, como tem mais gente na jogada vão ter que por fermento…daí já viu, na MELHOR das hipóteses a passagem fica como tá.

    Curtir

  2. P,,,,, assunto é de competência dos municípios, Câmara de Vereadores.
    Se é para esculhambar, chamem o Kiko para opinar .

    Curtir

    • Não mesmo. Para os municípios da grande Porto Alegre, o transporte intermunicipal é de responsabilidade da METROPLAN, que é um orgão de competência do estado.

      Curtir

      • “A intenção é reunir Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Conselho Municipal de Transporte Urbano, Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS)”.
        OK ?

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: