Ministro da Aviação Civil confirma início dos estudos para implantação do Aeroporto 20 de Setembro

tarsoA mobilização em torno da construção do Aeroporto 20 de Setembro ganhou um importante aliado nesta segunda-feira (22). O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, confirmou que o Governo Federal dará início aos estudos técnicos e financeiros para viabilizar o projeto. O anúncio foi feito na própria área que deverá receber o empreendimento, entre os municípios de Nova Santa Rita e Portão, na Grande Porto Alegre.

Pela manhã, após sobrevoar o local – de 2,5 mil hectares – em companhia do ministro, o governador Tarso Genro disse que o ato marca uma nova fase no movimento iniciado há mais de dez anos pelas lideranças da região. “Hoje formalizamos o início dos trabalhos institucionais e de definições técnicas, consolidando a articulação interna dos governos Federal e Estadual, para que possamos executar essa importante obra para o Rio Grande do Sul”.

Segundo o ministro Moreira Franco, um estudo preliminar já foi realizado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DCEA), mas será aprofundado pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) para apurar a viabilidade técnica do novo aeroporto. Ao caracterizar o momento como o “início de um processo decisório”, Franco reafirmou a necessidade de uma alternativa ao aeroporto Salgado Filho, instalado em uma área urbana de apenas 400 hectares. “Precisamos de um aeroporto que tenha tamanho para absorver toda a mobilidade de pessoas e, sobretudo, da atividade econômica que só tende a crescer”.

O governador e o ministro também participaram de uma reunião no Palácio Piratini com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística (Seinfra), Caleb de Oliveira, e com o diretor do Departamento Aeroportuário do Estado (DAP), Roberto de Carvalho Netto, para acertar os detalhes do projeto.

Grupo de Trabalho e Comitê

Na última sexta-feira (19), o governador Tarso Genro assinou decreto que instituiu um Grupo de Trabalho do Executivo pró-Aeroporto 20 de Setembro, na Região Metropolitana da Capital. Presidido pelo secretário de Infraestrutura e Logística, Caleb de Oliveira, o GT tem como objetivo a formatação de um termo de referência para encaminhamento da proposta ao Governo Federal, além de outras ações técnicas para viabilizar o projeto.

Os trabalhos também contam com o apoio do Comitê Aeroporto Internacional 20 de Setembro, entidade da sociedade civil instaurada no dia 14 de março e que tem como presidente o reitor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Marcelo Aquino.

Texto: Juliano Pilau
Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini
Edição: Redação Secom

Portal do Governo do Estado do RS



Categorias:Aeroporto 20 de Setembro, Aviação

Tags:, ,

18 respostas

  1. A pista da força aérea em Canoas tem extensão de 2738m expansível até 3424 m por 47 metros de largura. Logo, esta pista pode receber cargueiros sem nenhum problema e sem os três ou quatro bilhões de investimento em um novo aeroporto. A força aérea pode operar de forma mista sem qualquer problema técnico.

    Curtir

  2. Primeiro ampliar Salgado Filho para 15 milhões/pax/ano, depois liberar a pista da Base Aérea de Canoas, já teremos capacidade para mais 15 milhões/pax/ano.

    Curtir

  3. Em relação a matéria, em termos de “vontade politica” não passa de um factoide e propaganda para a campanha de 14.
    .
    Pois quando cair no campo dos estudos técnicos vão se dar conta que é inviável, mais aqui é #RSdoNão onde as idéias não são discutidas no campo da técnica e sim da politica, e de interesses ocultos.
    .
    Distante 23km do Salgado Filho para mim é inviável, é como sair do Centro de Poa e ir até o Distrito de Águas Claras/Viamão (pegando a Bento e RS-040), são 23km exatos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: