Uma ideia para o Salgado Filho (atualizado)

O leitor Thiago Teixeira nos envia uma ideia para o Aeroporto Internacional Salgado Filho. Nos mesmos moldes do Aeroporto de Amsterdam, Schiphol, que possui 6 pistas com certa distância entre elas, bem espaçadas, ele propõe mais duas pistas para o Salgado Filho, junto à Freeway, como mostra o seu esquema abaixo. Em Schiphol, uma das pistas fica separada das demais fazendo com que os aviões que a utilizam passem por cima de uma estrada num viaduto.

Por que não?

Seria uma ótima forma de prolongar a vida útil do nosso aeroporto e evitar um investimento bilionário (talvez na casa dos 10 bilhões de reais) com o novo aeroporto que está sendo proposto pelo pessoal do Vale do Sinos, há cerca de 30 Km de Porto Alegre.

A reforma passaria também por uma grande ampliação dos Terminais 1 e 2 (3 ou 4 vezes o tamanho do Terminal 1 atual).

Aeroporto Salgado Filho – inclusão de mais duas pistas:

salgado-filho-duas-pistas-mais

Terminais 1 e 2 ampliados (capacidade para cerca de 40 aeronaves simultaneamente) e com novos edifícios garagem.

salgado-filho-terminais

Referência: Aeroporto Internacional de Amsterdam – Schiphol

schiphol2

Esquemas: Thiago Teixeira e Gilberto Simon.

_____________________

PROPOSTA DE AEROPORTO EM CANOAS

O leitor Leonel Ávila nos envia esta proposta para um mega-aeroporto em Canoas, aproveitando a área da Base Aérea de Canoas (BACO).

proposta-aeroporto-canoas-rs



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, Aviação

Tags:

42 respostas

  1. Nosso aeroporto deverá ser duplicado, ou seja, do lado esquerdo é possível a ampliação (por que não o mesmo projeto?). Também entendo que deveria ser construído outro edifício garagem (por que não idêntico?) em frente à parte nova a ser construída. Quando falo do lado esquerdo, quero dizer o lado onde está o puxadinho da TAM. Além disso, a exemplo do que ocorre em Congonhas e no Santos Dumont, do lado direito, querendo, podem ser feito fingers vindos de um corredor (lado do aeroporto velho). Assim, com a duplicação, não vejo o porquê de se cogitar de novo aeródromo em Santa Rita ou Portão. Deve ser pensado, sim, aeroporto grande na Região Serrana. O maior problema, contudo, é a neblina, ou seja, o ISL 2 estará obsoleto quando começar a ser utilizado.

    Curtir

  2. Não é por nada não, mas a proposta da ampliação da BACO é meio surreal, pelos seguintes motivos:

    – Teria que desviar o leito do Rio Gravataí;
    – Toda a região (do desvio) é justamente varzea do Rio, alaga que é uma beleza na época de cheias. As vezes chega a bater no nível da freeway!

    Primeiro o custo: desviar o leito do rio ia ser uma banana de dinheiro, fora o impacto ambiental.

    Segundo, acabaria com uma boa área de várzea do Rio. Daí sim ia alagar Alvorada e ZN. Cachoeirinha até que não pois existe um dique impedindo isso.

    E sobre a proposta de ampliação do SF, tem as duas questões: Vonpar e ETE Sarandi. Agora que estão terminando a obra, teria que botar tudo abaixo, de novo?

    Seria muito dinheiro jogado fora!

    Como falaram em comentários anteriores, “deixaram” a cidade crescer em volta do SF, agora não tem mais volta….

    Curtir

  3. Respeitando todas as colocações que foram feitas até aqui.
    Mas sendo um pouco mais realista, somente a ampliação da pista do SFilho para 3200m já seria uma grande conquista.
    Eu já citei aqui no bolg. O Aeroporto de Gatwick-Londres, com somente uma pista(3600m), movimenta cerca de 34 milhoes de passageiros/ano (claro que existem muito mais terminais). São 55 pousos/decolagens/hora.
    O SFilho somente agora está chegando nos 9milhões de passageiros/ano.

    Curtir

  4. Eu nao seria contra mudar o Aeroporto para Nova Santa Rita, se isso significassse efetivamente um aeroporto de primeira categoria E se os empreendimentos propostos para a Área do Salgado Filho fossem diferentes do padrão mega-condomínio fechados, mas sim bairros bem pensados (atividades mistas, volumetrias das quadras pensadas nas condições de ensolação e ventilação, etc). Até mesmo um mega arranha-céu seria possível, desde que devidamente afastado dos demais prédios.

    Curtir

    • Frede, eu só seria a favor de um aeroporto em Nova Santa Rita se, além das condições que colocaste, também se mantivesse o acesso por transporte público, no mesmo nível que temos hoje com o Salgado Filho.

      Curtir

      • E isso deveria incluir três rodovias federais que levam em direção à região metropolitana e ao litoral, várias linhas de onibus metropolitanas e municipais e uma linha de metrô que passa por 6 cidades da região metropolitana. Fora que o mais importante, estar perto do centro de Porto Alegre, nunca seria atendido.

        Curtir

      • Ou por transporte privado, com um grande estacionamento a preço razoável.

        Curtir

    • Eu seria a favor de um novo aeroporto se, além de ter acessibilidade por tranporte público, a decisão de fazê-lo fosse mais importante que o local onde pretendem construí-lo.

      Deveria ser assim: vamos fazer um novo aeroporto? Vamos, mas a onde? No melhor lugar possível da região. OK, vamos analisar todas as áreas disponíveis antes de decidir.

      Mas parece que a decisão sobre esse novo aeroporto foi feita assim: vamos fazer um aeroporto naquela área entre Portão/Nova Santa Rita? Ok, depois a gente vê o resto.

      Curtir

  5. Pista na Base Aérea de Canoas. Tão simples…. É só fazer o terminal! E aí sim…manda a Base pra Nova Santa Rita!

    Curtir

    • O ruim é o acesso até a Base aérea, seria preciso alargar a tal da “faixa da base” que liga a BR até a BACO, caso ela realmente virasse um aeroporto. Fora que existe toda a estrutura militar alí, como as residencias de sub-obiciais, os alojamentos, entre outros.
      Mas tenho uma duvida, caso a Base aérea não va para lá, será que existe a possibilidade de uma convivência pacífica entre as aeronaves comercias e os jatos militares compartilhando a mesma pista?

      Curtir

  6. a ideia é boa, mas acho que com as duas pistas la não ia dar certo, gostei da ampliação dos dois terminais, ficou mto legal e com a ampliação da pista da pra manter a demanda

    agora, vai falar isso pro tal ministro e pro nosso excelentissimo governador, eles não tão nem ai com o Salgado Filho.

    vergonhoso, sem mais

    Curtir

  7. A ideia é interessante mas o local inviável. Além do prédio da Vompar, como já dito, bem no meio da pista, próximo ao riacho, tem a construção da Estação de Tratamento de Esgoto do Sarandi, em fase de finalização. Faz parte do projeto do Pisa.

    Outra coisa: aquela área é alagadiça não atoa. Serve como área para guardar a água do período de cheias do Rio Gravataí. Para vocês terem noção, somente a construção da fábrica da Vompar já causou inundações em áreas da zona Norte de Porto Alegre e Alvorada.

    Uma mega construção naquele local poderia causar sérios danos na região. Teria que ser construído um complexo de diques, no mínimo.

    Curtir

    • Bem lembrado Jonathas. A estação ETE Sarandi fica bem no meio.

      Curtir

      • Gostaria de colocar mais um dado sobre área. Ela tem dono: ABACO Incorp (é uma SPE que tem 16 sócios proprietários) a finalidade até onde pude ler e entender no processo, localizado órgão competente é para condomínio, mas não diz o tipo, industrial ou residencial.
        .
        O certo é que vão construir ali pois renovam sempre anuência prévia no órgão a cada 18 meses. Eu pergunto; Como fica a questão levantada pelo Jonathan da Bacia de Retenção do Gravataí, tendo ou não tendo aeroporto ali? Vou deixar alagar toda ZN e Alvorada, por causa de um condomínio?
        .
        Então vou ficar na ótima opção 2 na Base Área de Canoas (mas triplicando os terminal atual como mencionado por todos.). E como já dito por alguém aqui no blog é mais econômico e mais salutar pois ficaria bem mais localizada de RMPA (010 – 290 – 116 – 448 – 386 – Trensurb – ônibus RMPA), ficando a construir o terminal de passageiro e acessos com a 010 e 290 .
        .
        Não vejo como grande impedimento os militares operando junto, pois no Rio de Janeiro já tem esse procedimento.

        Curtir

  8. Tô achando que a expansão do Salgado Filho emperra no interesse imobiliário nas regiões adjacentes devido a restrição de construções nessas áreas.

    Curtir

    • Pode ter isso também. Mas a cidade tem opções. Expande pra zona sul !

      Curtir

    • Matou a charada!! Lembram do estudo da Fiergs/PWC/AGPDI-agencia gaúcha de promoção do desenvolvimento/investimento ?
      O Sinduscon quer fechar o S.Filho. Pra ontem.
      E o outro ponto, é que o Fortunatti está aparecendo muito com essa história de metro, Copa do Mundo, e etc..negativamente é verdade. Falem mal, mas falem de mim.
      Então essa lenga-lenga de aeroporto “novíssimo, moderníssimo, de primeiro mundo” é 99,999999999999%, para desviar a atenção. Aliás, só faltou a Yeda lá, do lado do Tarso.
      Sobre o que está sendo proposto, eu sou mais realista. Se ampliarem a pista do SFilho em 1000m já será uma grande vitória!

      Curtir

      • Pois é, esse negócio dos especuladores-querendo-mais-altura me emputece um pouco. Eles só tão nessas porque a área da Carlos Gomes tem restrições, e eles só têm olhos pr’aquela área. Fazem soar como se não tivesse mais espaço pra oferta imobiliária em Porto Alegre, ignorando abertamente o potencial da região do quarto distrito[1], que não tem estas restrições.

        [1] aqui me refiro à área entre a Voluntários e Farrapos, do Centro até a Sertório

        Curtir

    • Uma dica: Maiojama (RB$)

      Curtir

  9. Eu não acho essa ideia viável.

    O maior custo de se construir um aeroporto é sempre a terraplanagem e densificação necessárias para a pista; aquela região apontada para as pistas extras é baixa e alagadiça, de forma que não seria trivial nem barato construir uma pista ali.

    Se a ideia é economizar, deveríamos economizar justamente no maior custo, que é construir a pista; ora, pra aumentar a capacidade sem criar novas pistas, temos então que dar uso a pistas que já existem. Como sempre defendi aqui, existe uma pista maravilhosamente longa na Base Aérea de Canoas, há meros 5 minutos do Aeroporto atual.

    Se construirmos ali um terminal de passageiros, usando a área ao sul da base, com acesso pela freeway, temos potencial para servir 15 milhões de passageiros por ano. Juntando depois com expansões no terminal de passageiros do Salgado Filho, chegaríamos a 30 milhões de passageiros por ano para Porto Alegre e Região.

    Isso sem construir nenhuma pista. Só construindo terminal de passageiros, que é laje e pilar, qualquer engenheiro faz.

    Curtir

  10. Uma coisa que achei interessante no aeroporto de Amsterdam é que ele fica rodeado de propriedades rurais produtivas. Não existe praticamente um sitio aeroportuário. É todo cercado de culturas vegetais. Pois lá eles são práticos e não complicam. Precisa ampliar, precisa construir pistas, se constrói. Com a compreensão e colaboração de todos, com certeza.

    Curtir

    • Como será que o ILS funciona lá? Pois se há áreas rurais passa tratores e outros veículos. Mas em PoA não se pode instalar o ILS da categoria que permite maior precisão.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: