Presos secretários de Meio Ambiente do RS e de Porto Alegre

Polícia Federal desarticulou rede de corrupção voltada à obtenção ilegal de licenças ambientais

Secretário Luiz Fernando Záchia entre os presos. Foto: Site do Secretário.

Secretário Luiz Fernando Záchia entre os presos. Foto: Site do Secretário.

Numa operação conjunta entre o Ministério Público do Estado (MP) e a Polícia Federal (PF) foram presos na madrugada desta segunda-feira o secretário estadual de Meio Ambiente Carlos Fernando Niedersberg (PC do B) e o secretário de Meio Ambiente de Porto Alegre Luiz Fernando Záchia (PMDB). Ambos são investigados pelo suposto envolvimento no recebimento de recursos ilegais na liberação de licenças ambientais. Até o momento 18 pessoas foram detidas. Entre elas, o ex-secretário de Meio Ambiente do Estado, Berfran Rosado (PPS).

A operação, denominada Concutare, identificou um grupo criminoso formado por servidores públicos, consultores ambientais e empresários. Os investigados atuariam na obtenção e na expedição de concessões ilegais de licenças ambientais e autorizações minerais junto aos órgãos de controle ambiental. A investigação iniciou em junho de 2012.

Secretários afastados

Berfran Rosado também foi preso.

Berfran Rosado também foi preso.

O governador do Estado Tarso Genro anunciou na manhã desta segunda-feira o afastamento do secretário Carlos Fernando Niedersberg. O prefeito de Porto Alegre José Fortunati também determinou o afastamento dos investigados ligados ao Executivo municipal. Governador e prefeito foram avisados da operação Concutare pelo ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

Em entrevista a Rádio Guaíba, o prefeito de Porto Alegre disse que “está tão surpreso com as prisões como qualquer outra pessoa”. Fortunati preferiu não fazer qualque juízo de valor, mas admitiu que o afastamento ocorre preventivamente.

Ordens judiciais em oito cidades gaúchas

arlos Fernando Niedersberg, atual secretário do Meio Ambiente do RS foi afastado pelo Governador Tarso Genro assim como seus colegas citados acima.

Carlos Fernando Niedersberg, atual secretário do Meio Ambiente do RS foi afastado pelo Governador Tarso Genro assim como seus colegas citados acima.

Cerca de 150 policiais federais participam da operação para executar 29 mandados de busca e apreensão e de prisão temporária expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. As ordens judiciais serão cumpridas nos municípios gaúchos de Caçapava do Sul, Canoas, Caxias do Sul, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, São Luiz Gonzaga e Taquara, além de Florianópolis, em Santa Catarina.

Na Capital, os policiais federais vistoriaram uma sala comercial localizada em um prédio na avenida Farrapos, na esquina com a rua Barros Cassal. No local, funcionaria uma empresa de consultoria. Documentos foram apreendidos. A sede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) também foi inspecionada.

Os investigados devem ser indiciados por corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, crimes ambientais e lavagem de dinheiro, conforme a participação individual de cada envolvido. As investigações foram conduzidas pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e ao Patrimônio Histórico (DELEMAPH) e pela Unidade de Desvios de Recursos Públicos da Polícia Federal no Rio Grande do Sul.

Correio do Povo

____________________

Notícia já é destaque nos principais portais nacionais:

A notícia no Portal UOL

Na Zero Hora

No Portal Terra



Categorias:Outros assuntos

85 respostas

  1. Sera que o partido comunista vai ser manifestar a respeito? eles que pregam a igualdade de direitos e sao contra insjustiça. E a comunidade judaica? tenho curiosidade em saber como sao vistos o ex secretarios e os proprietarios de construtora ilustres judeus, pela comunidade que prega a justiça e igualdade…estamos falando de dinheiro…nessas horas e que as pessoas mostram de que sao feitas…

    Curtir

  2. Como diria o mestre Mano LIma ” Vamo ensaca esses gato e larga ensacado no rio Uruguai”

    Curtir

  3. Corrupção é pilantragem mesmo ,não tem nada a ver com a demora do poder publico em conceder uma ou outra autorização para obra.Esta desconteente se una a outros e mostre a cara pedindo que os orgãos publicos sejam mais eficientes e as leis sejam mais claras. Agora tem de aparecer o nome dos corruptores e logo.

    Curtir

  4. A conta é a seguinte: Os ladrões roubam uns 40-50-100 milhões. Pagam uns 10-15 para um bom escritório de advocacia. E ainda sobra muito dinheiro. Passam uns 2-3 dias na cela especial da PF, depois são soltos, prestam depoimentos. Passam os anos, recursos, se o crime não prescrever, a pena será convertida em cestas básicas ou prestação de serviços comunitários. Lamentável.
    Só pelo terno do advogado do Záchia, já dá pra ver que ele cobra beeeeeeeeeeem caro.

    E a viagem do Tarso…bem providencial. Já sabia que a bomba ia estourar e saiu do olho do furacão. Quando voltar os ânimos estarão serenados.

    Curtir

  5. As peças se encaixando…
    “Humberto Trezzi: fim do mistério das praias sumidas?
    A dragagem clandestina é um dos alvos da Polícia Federal na Operação Concutare” -ClicRBS

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: