Rio Grande do Sul projeta produzir satélites artificiais

Assinatura de acordo prevê cooperação com empresa israelense

Nelson Matzenbacher Ferrão

Sede da Elbit Systems, Israel

Sede da Elbit Systems, Israel

Israel – A segunda-feira marcou um dia especial na agenda da Missão Gaúcha, comandada pelo governador Tarso Genro, que está em Israel para desenvolver atividades que giram sobre os eixos político-institucional; cooperação científica-tecnológica e promoção de negócios.

A assinatura de um memorando de entendimento entre o governo do Estado do Rio Grande do Sul e a AEL Sistemas, empresa subsidiária da israelense Elbit, encaminha para concretizar um projeto estratégico tanto para o RS quanto para o País, que é o desenvolvimento, em Porto Alegre, de um polo aeroespacial no qual seriam produzidos satélites de pequeno porte envolvendo universidades, institutos de pesquisa, a AEL e parceiros internacionais.

Segundo o governador, o “satélite gaúcho” estará pronto para ser posto em órbita até no máximo 2022. Ele deverá ser utilizado, entre outros propósitos, para controle meteorológico, do desmatamento e na política de defesa do território nacional. A AEL, inclusive, já vem trabalhando nos laboratórios da Elbit, em Haifa, com 12 engenheiros contratados, muitos deles gaúchos, que farão parte do projeto de expansão da empresa situada na Avenida Sertório.

A criação do polo tecnológio aeroespacial faz parte da estratégia do governo federal em descentralizar a atividade no País.

Companhia internacional de defesa

Elbit Systems Ltd, que tem sede em Haifa, é uma companhia internacional de eletrônicos de defesa envolvidos em uma ampla gama de programas em todo o mundo. A empresa, que inclui a Elbit Systems e suas subsidiárias, atua nas áreas de sistemas aeroespaciais, terrestres e navais, comando, controle, comunicações, computadores, inteligência de vigilância e reconhecimento, sistemas de aeronaves não tripuladas, electro-óptica avançada, sistemas espaciais eletro-ópticos, sistemas de alerta no ar, links de dados e sistemas de comunicações militares e rádios.

A empresa também atua na modernização de plataformas militares existentes, desenvolvimento de novas tecnologias para a defesa, segurança interna e aplicações de aviação comercial.

Para atender as necessidades

De acordo com o presidente da AEL, Shlomo Erez, a assinatura deste documento simboliza a intenção da empresa de, em conjunto com o governo gaúcho, desenvolver no Estado tecnologias estratégicas que irão atender necessidades essenciais do Brasil. “A criação deste polo espacial vai inserir nosso Estado no seleto grupo de regiões do mundo que dispõem de infraestrutura e know-how para a definição de sistemas satelitais, integração de satélites e fabricação e qualificação de componentes, unidades e subsistemas e uso espacial de alta tecnologia e valor agregado”, explicou.

A AEL, da qual a Elbit detém 75% das ações (os outros 25% são da Embraer), serve como um centro de produção e apoio logístico de produtos eletrônicos de defesa avançada para programas no Brasil e internacionalmente. AEL já tem um papel fundamental na modernização das aeronaves F-5 da Força Aérea Brasileira e os novos programas de aeronaves AL-X.

Diário de Canoas

_________________________

AEL SISTEMAS – PORTO ALEGRE, RS

ael-sistemas-porto-alegre



Categorias:Outros assuntos

17 respostas

  1. Obs: como o pessoal consegue criticar tudo! Claro, se for dos malvados israelenses, qualquer investimento é mau.

    Curtir

    • Pior… A união dos malvados israelenses com demônios petistas.

      Curtir

      • A oposição faz o seu papel (que os petistas adorariam censurar). O ódio aos israelenses é de origem ideológica e racista.

        Curtir

  2. Esse sim é um investimento de respeito se sair.

    Curtir

  3. O satélite vai estar pronto antes do metrô.

    Curtir

  4. Olha pessoal, neste ramo que implica armamentos (satélites podem carregar não armas, mas meios para conduzi-las), nunca sabemos e saberemos o que há por traz de tudo isto.
    Pode até ser um interesse do governo de Israel em manter uma base logística num país longe do conflito. E para Israel a segurança é um fator vital.
    .
    Dou uma sugestão, coloquem suas teorias de conspiração por aqui, acertar não vamos, mas talvez saia coisas engraçadas!
    .
    Eu posso começar com uma:
    .
    Com o fraturamento hidráulico os USA pode se tornar independente do petróleo importado (isto é que eles dizem, tenho lá minhas dúvidas), sendo assim o Oriente Médio perde a sua importância estratégica. Como a direita norte-americana aceita o estado de Israel mais por conveniência do que por convicção, estariam os israelenses procurando novos aliados? (Que por sua vez tem boa aceitação na comunidade islâmica!).
    .
    Não é uma bela teoria!

    Curtir

    • Nao faz diferenca. Por mim arrendavam esse c* de mundo chamado Brasil pra quem pagasse mais, fossem israelenses, americanos ou arabes endinheirados.

      Curtir

      • Ricardo.
        .
        Primeiro, uma cidade, um estado ou um país é feito principalmente por pessoas, não por prédios ou qualquer outra coisa.
        Segundo, se esta unidade é feita por pessoas e dizes que é um c* do mundo, estás te atribuindo a ti mesmo este título.
        Terceiro, porque faço parte desta unidade não a considero c* de coisa nenhuma, pois se fizesse isto estaria me desvalorizando e a todos que me cercam.

        Curtir

        • Se o Brasil e’ o c* do mundo os petistas devem ser as hemorroidas rsrs Desculpe Rogerio, nao aguentei rsrs.

          Curtir

      • Não consigo considerar válidas opiniões de quem tem tanta raiva e desprezo pelo Brasil, a não ser que meu desejo seja acabar com o Brasil.

        Curtir

  5. Despacha nos satélites as cabeças coroadas bovinenses…

    Curtir

  6. Não tive tempo de ler o texto, vou ler em seguida, porém, acredito que esse governo, “estelarmente alinhado”, deveria primeiro se preocupar em solucionar o vazamento de dinheiro na Ceitec (Lomba do Pinheiro), antes de abrir outro ralo pelo qual nosso dinheiro também passe a escoar. É a Ciência e Tecnologia fazendo mais um (des)serviço pelo povo gaúcho.

    Curtir

  7. Não há limites para nosso egocentrismo. Se bem que aqui a notícia deve ter mais um viés mais para fanfarronice. “Eles” não devem estar falando sério né??

    Curtir

  8. Agora vai…

    Curtir

  9. Em 2022 vamos poder mandar uma mensagem ao espaço: “o metrô está pronto!”

    hehehehe

    Curtir

  10. É isso aí, ciência e tecnologia…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: