Incêndio atinge Boate Cabaret em Porto Alegre

Pelo menos seis caminhões foram deslocados para avenida Independência

Fogo começou por volta das 20h30min  Crédito: Ricardo Giusti

Fogo começou por volta das 20h30min Crédito: Ricardo Giusti

Um incêndio atingiu a casa notuna Cabaret que fica na avenida Independência 590, em Porto Alegre, na noite deste sábado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo teve início por volta das 20h30min e cinco caminhões foram usados no combate às chamas. Segundo o capitão Fabrício Zaniratti, pelo menos dois terços da construção foram destruídos e o local foi interditado. Ele informou que o fogo se propagou de cima para baixo e do meio para trás do prédio, mas a origem é desconhecida.

Um bombeiro foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) da Capital por ter inalado muita fumaça. O combate ao fogo foi realizado pelo telhado da casa noturna com auxílio de uma escada Magirus. Pouco antes das 22h as chamas foram controladas, mas o rescaldo foi concluído por volta das 22h30min. Como o fogo teve início antes da abertura do Cabaret Voltaire, clientes e funcionários não se feriram. No entanto, moradores de prédios vizinhos saíram de casa com medo que o fogo atingisse outras construções. Uma multidão de curiosos se reuniu nas proximidades do incêndio.

Por meio do Facebook, a administração da casa noturna informou que o incêndio foi controlado e que ninguém se feriu: “A equipe do bar ainda não havia entrado na casa; nos deparamos com o incêndio assim que chegamos. Até o momento não sem tem notícias de como começou.”

A Independência foi bloqueada desde o colégio Rosário até a Garibaldi, no sentido Centro-bairro. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) desviou os ônibus pela Garibaldi e os demais veículos pela Vasco da Gama. O bloqueio gerou um grande congestionamento na avenida Independência no início da noite deste sábado.

Interdição

O Cabaret Voltaire foi a primeira casa noturna interditada pela Secretaria Municipal de Indústria e Comércio de Porto Alegre (Smic), em decorrência da tragédia de Santa Maria, por não possuir Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI). Após regularização, a casa reabriu e hoje haveria uma festa a partir das 23h. Segundo o secretário da Smic, Humberto Goulart, a casa noturna tinha licença dos bombeiros para estar funcionando.

Morador registrou incêndio em vídeo:

_________________

Nota publicada no site do estabelecimento, às 22h:

cabaret

http://www.cabaretpoa.com.br/



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

15 respostas

  1. Bah já tava complicado de sair de noite por causa dos limitações de capacidade das casas, agora com uma a menos vai ficar pior ainda.
    Eu particularmente não curtia muito ir no Cabarét, mas o Beco eu sempre gostei e agora vai ficar mais lotado ainda…

    Curtir

  2. Só pra esclarecer. Não é mais Cabaret do Beco a mais de 4 anos e sim, só Cabaret! O beco 203 não tem nada a ver com esta casa mais.

    Curtir

  3. Não sei porque alguns BOEMIOS da noite preferem os inferninhos apertados e sem qualquer cuidado com as pessoas. Porque os empresários de casas noturnas não pensam em um todo, lugares mais amplos e decentes (mania de achar que estamos em Londres e temos que ter PUBs), com estacionamento, e de preferencia com cuidados essenciais a quem frequenta, sem muito degraus e labirintos. Tudo isso existem muitas casas noturnas pelo Brasil a fora e são sempre sinonimo de segurança, lazer e diversão.

    COmo essas: A considerada melhor do mundo em Camboriu-SC

    http://greenvalley.art.br/oclub.php

    Até na minha cidade tem uma das melhores do estado. EStação da Mata-Ijui-RS
    http://www.estacaodamata.com.br/#page_5

    PAsso fundo: Moinhos Lounge
    http://moinholounge.com.br/sobre/

    e por ai vai…

    mania de gostar de ir pra lugar apertado e dizer que é diferente….

    Curtir

    • Compara o preço de uma cerveja no green valley e no cabaret.
      Compara os estilos musicais…

      Eu não conheço nenhum lugar que toca rock e que seja do tamanho do green valley.

      Curtir

  4. Que triste isso.
    Pra mim era o melhor lugar para dançar e se divertir na cidade. Festas bombásticas, música boa, rock alternativo, cerveja gelada, música alta, clima “inferninho”…
    Tá dificil de se divertir em POA.

    Curtir

    • O problema em POA é que estamos nos contentando com pouco. Locais insalubres, higiene que deixa a desejar, copos de plástico com cheiro de cerveja azeda, música mal sonorizada com DJs surdos e equipamento de quinta categoria. Tá difícil se divertir em POA e faz tempo, muito antes do incidente da boate Kiss.

      O problema é que 9 entre 10 universitários nunca viu nada minimamente decente para efeito de comparação. Eu mesmo adorava as Catacumbas do CEUE, nos áureos tempos em que aquele inferninho universitário funcionava. Foi bom enquanto durou, mas que era um muquifo insalubre, isso era… mas eu não tinha noção do perigo.

      Curtir

  5. Incendio provocado?

    Curtir

  6. Eu postei isso no meu facebook, então o conteúdo é mais “apimentado e despreocupado” do que o que eu geralmente posto aqui no blog, ainda assim acho que pode valer a leitura de quem se interessar. Por alguma razão, eu acabei encarnando o Lewis Black enquanto escrevia, então visualizá-lo durante a leitura pode ser positivo.

    Deveria existir alguma lei (não oficial, mas sim ética e moral) que obrigasse qualquer um que queira noticiar algo, em qualquer meio, a mostrar através da construção de argumentos pelo método cartesiano, o que torna a notícia em questão relevante para o leitor. Também acredito que isso deva ser exigido pelo consumidor das noticias — então, se no futuro as notícias que tu lê continuam te parecendo tão desgraçadamente desonrosamente desonestamente irrelevantes e mal intencionadas ao ponto de parecer fazer parte de um desengonçado esquema de dominação mundial feito por incapazes pessoas que querem repetir -unicamente para fins de mérito acadêmico- os resultados apresentados no único livro que leram na vida (e com isso me refiro à ‘vida e obra de Lúcifer’), saiba que a culpa é parcialmente toda tua.

    Digo isso porque já me é dolorosamente evidente que terei que passar a semana me esquivando de desinformados debates sobre segurança em casas noturnas que tem próxima à nenhuma chance de gerar resultados positivos dada a realidade de que ninguém mais quer fazer alguma coisa; todos só querem reclamar e gerar chiado e ruído para depois reclamar que tem muito barulho para que algo construtivo seja feito. Enquanto isso, aqueles que tem o mínimo embasamento para merecidamente usar a expressão “eu acho” numa frase sobre o assunto, ficam em casa com o punho firmemente alojado nas profundezas de suas bundas para ver se conseguem gritar mais alto e chamar um pouco de atenção para a sua opinião, mas fracassam porque nunca pensaram na forma mais efetiva de alocar culpa antes de tentar entender o que está acontecendo com mais profundidade que um peixinho dourado.

    (aliás, qual foi a última vez que um frequentador se referiu ao lugar que estava como casa noturna? Acho que é pela mesma razão que “conservadores moralistas” não se referem aos gays como gays, mas sim por algum título tão politicamente correto quanto veladamente ofensivo… Afinal, “casas noturnas” são casas, e casas são boas porque são, como a cultura popular sabe, sagradas; mas “casas noturnas” são ruins, porque são noturnas, e se alguém fosse fazer alguma coisa boa de noite, faria de dia quando todas as pessoas de bem estão acordadas….).

    Curtir

    • Nunca se disse tao pouco em um post tao grande na historia do Blog Porto Imagem.

      Curtir

    • Quem usou o brinquedinho fornecido pelo Gilberto para negativar pode justificar ?

      Curtir

      • Será que o Ricardo é estrangeiro e usou o Google Translator para traduzir para o português? O estilo da redação não parece o de um brasileiro nato. Acho que as avaliações negativas se devem à falta de um argumento claro. Sinceramente, não entendi contra o que ou contra quem ele está.

        Curtir

  7. Eu não gostava de la, mas conheço muita gente que vai direto, fiquei preocupado.

    Bom que não tinha ninguem na hora.

    Mas muito estranho isso acontecer depois de tantos problemas, e bla bla bla…. mas ao mesmo tempo, triste pra quem frequentava.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: