Justiça autoriza corte de árvores no entorno do Gasômetro

Desembargadores liberaram a retirada de 100 árvores por três votos a zero

Data para reinício dos cortes ainda não está definida  Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

Data para reinício dos cortes ainda não está definida Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

O corte de árvores no entorno do Gasômetro, em Porto Alegre, foi autorizada na tarde desta quinta-feira pela 22ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS). Por três votos a zero, os desembargadores liberaram a retirada de cerca de 100 árvores na avenida Edvaldo Pereira Paiva. A decisão foi tomada pelo relator Carlos Eduardo Duro, pela presidente da Câmara, Maria Isabel Souza, e pelo desembargador Eduardo Kraemer.

O secretário de Gestão de Porto Alegre, Urbano Schmitt, afirmou que, após esse “impasse”, a prefeitura poderá “dar continuidade ao trabalho que estava sendo feito, com todas as licenças ambientais existentes, com toda a compensação. “A partir desse momento, com a confirmação do poder judiciário, mostramos que a prefeitura estava agindo de forma correta, cumprindo todos os trâmites legais.”

A retomada dos cortes, ainda sem data prevista, viabilizará a continuidade da obra de duplicação da avenida. A prefeitura recorreu da decisão tomada pelo TJ no dia 19 de abril, quando suspendeu a liminar da 10ª Vara da Fazenda Pública da Capital, que permitia a derrubada.

A decisão atendia a um recurso do Ministério Público (MP) contra o parecer judicial do próprio desembargador Carlos Eduardo Duro, que considerou, naquela oportunidade, que a obra de duplicação da Beira-Rio era importante, mas que havia risco de dano irreversível para o meio ambiente caso não fosse construído no local o chamado Corredor Parque do Gasômetro, como prevê o Plano Diretor do município.

Fonte: Rádio Guaíba / Correio do Povo



Categorias:Duplicação de avenidas

Tags:,

34 respostas

  1. A SMAM converteu 25 MILHÕES em obrigações ambientais em equipamentos! Mais de 144 mil plantas deixaram de ser plantadas! Só uma pessoa muito burra pra acreditar nas promessas da prefeitura!

    Curtir

  2. Na minha cidade existia um bosque, apontado no plano diretor como área de proteção ambiental. Aconteceu que uma construtora comprou a área, e fez um laudo ambiental fraudulento, dizendo que só tinha eucalipto e taquara no terreno. Recebeu autorização para desmatar tudo sem nenhuma compensação ambiental.

    Algumas pessoas protestaram o jornal local postou a manchete “moradores protestam por taquaras”

    Deu que num sábado de manhã todas as arvores, figueiras, jacarandas, entre outras, foram cortadas.

    Mas sabe qual foi a única alegria de toda a história??Uma das árvores ao ser cortada caiu encima do carro do dono da construtora, destruindo ele.

    A outra alegria é que o ministério publico instalou – tardiamente – inquérito.

    Curtir

  3. Bora subir nas árvores!

    Curtir

  4. Que bom. Achei que essa cidade ja estva totalmente entregue aos contra-tudo.
    E saibam: se dependesse dos contra-tudo, Porto Alegre nao seria nem sede da Copa, pois eles sao contra.

    Curtir

    • Amigo, agradeça aos dois grandes clubes da capital, que reformarão seus estádios maioritariamente com dinheiro privado. Fosse como em quase todas os outros estados, que destinarão quase um bilhão de reais cada para construção de estádios, tenho certeza que tu não apoiarias a Copa.

      Curtir

      • reformaram (gremio) e estão reformando (inter).

        Curtir

      • Muito bem lembrado! Apesar de todos os problemas nas reformas e construções dos estádios, aqui no RS não aconteceu como em muitos estados onde se estatizou os custos de reforma e se privatizou o lucro das entradas/patrocínios.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: