RS é o primeiro estado a receber imageador térmico aéreo de alta tecnologia para a Copa

A segurança pública do Rio Grande do Sul passa a contar com um equipamento inédito no Brasil: o imageador térmico aéreo, entregue nesta quinta-feira no Palácio Piratini. O sistema está instalado em um helicóptero da Brigada Militar e custou R$ 7,5 milhões – verba do Ministério da Justiça destinada à Copa do Mundo. O helicóptero da Polícia Civil também está adaptado para operá-lo, quando necessário. O Rio Grande do Sul é o primeiro Estado do Brasil a recebê-lo.

O comandante-geral da Brigada Militar no Estado, coronel Fábio Duarte Fernandes, lembrou que o investimento qualifica ainda mais a segurança pública. “Começamos nessa semana o policiamento ostensivo aéreo no Rio Grande do Sul. Cada aeronave equivale a 35 guarnições motorizadas”, detalhou.

O equipamento tem capacidade de operação diurna e noturna e filmagem a longa distância. À noite, as imagens são captadas por meio do calor dos corpos, sendo possível identificar pessoas, por exemplo. Também contém sistemas de mapas digitais, de gravação e de transmissão de vídeo em tempo real, integrados ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Nos próximos meses, servidores da segurança pública participarão de cursos sobre como operá-lo.

O Sensor Eletro-Ótico e Infravermelho (Electro-Optical and Infrared System – EO/IR), também conhecido como imageador térmico, fica na parte externa da aeronave e contém uma câmera infravermelho para visão noturna e uma câmera tipo CCD para luz visível. Além de imagens em alta definição, os sensores têm teleobjetivas de – a imagem não fica tremida. O sistema permite, por exemplo, a leitura da placa de um veículo a cerca 750 metros de distância. As imagens da câmera e as informações dos mapas podem ainda ser transmitidas para o solo em tempo real, por meio de um sistema com alcance superior a 50 quilômetros. Desta forma, o Ciosp pode acompanhar e planejar toda a operação com recurso de imagens aéreas ao vivo e localização geográfica em mapas digitais. O equipamento pode operar a altura de vôo superior a 1.500 metros, tanto à noite, quanto de dia, com capacidade de visualizar pessoas a uma distância de até 10 quilômetros.

Políbio Braga / Jornal NH



Categorias:COPA 2014, segurança

Tags:, ,

3 respostas

  1. Vejam a entrega:

    Funcionamento:

    Curtir

  2. Ora, ora, até que enfim estamos na vanguarda em alguma coisa!

    Curtir

    • Sim, a SSP tá recebendo umas verbas interessantes pra projetos de segurança da Copa.

      Destaco o cercamento eletrônico da RM, que em breve sairá edital. Esse sim vai ser muito bom!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: