Empresas de ônibus têm prejuízo de R$ 9 milhões por mês

onibus1

 

onibus3

 

onibus2

 

onibus4

 

Jornal Metro – Porto Alegre – 21/05/2013



Categorias:onibus

Tags:, ,

28 respostas

  1. Pela média de passageiros/mês, mesmo que não levasse em conta as isenções, essa conta não fecha.

    Curtir

  2. Perguntinha capciosa da interativa : vc é contra ou a favor da redução de isenções ?

    Curtir

  3. Ameaçou não pagar ISS sobre tarifa , putaria sem limites, mediador com rabinho entre as pernas .

    Curtir

  4. Chefe da Camorra deitando verbo no Cabaré da TVCOM, Pedro Ruas forte, Sofia deixa a desejar .

    Curtir

  5. acho que na verdade isso que eles falam não é prejuízo é o que eles deixam de ganhar, são coisas diferentes no meu ponto de vista.
    mas a verdade com as contas fechadas não tem como saber, mas se realmente eles andavam no limite do orçamento com a alto do diesel eles vão ter prejuízo, eu que tenho um carro a diesel vi o preço ir de 1,99 para 2,25 no posto que abasteço isso uma hora ou outra vai ter que se repassado para alguém as empresas não vão querer segura esse aumento sozinhas.

    Curtir

  6. Como pode, de um mês para o outro começam a operar no vermelho. Que conversa furada.

    Curtir

  7. Não sou nenhum expert, mas acredito que o custo mensal fixo de ônibus deve ser infinitamente maior do que bondes. Por que não eliminam diversas rotas desses ônibus barulhentos e fedorentos por bondes mais silenciosos e econômicos?

    Curtir

    • Além dos custos dos ônibus, há outro custo que não nos damos conta, que é o custo das paradas e corredores de ônibus. Todas as paradas e corredores de ônibus não foram pagos com a passagem de ônibus, mas que são custos de transporte. Na Osvaldo, por exemplo, a cada 5 anos tinha que tirar o asfalto podre e colocar outro, pois os ônibus são muito pesados.

      No caso dos bondes, os trilhos de aço distribuem o peso em dormentes. O resultado é que trilhos duram 50 anos com manutenção mínima.

      Mesmo o concreto com armadura feita de barras de meia polegada, não duram tanto assim. Na Farrapos há várias placas de concreto quebradas ou soltas de modo que se sente a vibração dos ônibus do outro lado da rua.

      Curtir

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: