Município retoma posse de mais um terreno na Padre Cacique

Área é fundamental para a infraestrutura de apoio da Copa do Mundo de 2014   Foto: Divulgação/PMPA

Área é fundamental para a infraestrutura de apoio da Copa do Mundo de 2014 Foto: Divulgação/PMPA

Iniciou às 10h desta terça-feira, 22, a reintegração de posse de área do Município localizada na avenida Padre Cacique 1.555. O mandado de reintegração de posse foi expedido pelo juiz Martin Schulze, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central, atendendo sentença favorável ao Município de Porto Alegre em ação de reintegração de posse movida contra a Guanabara Comércio e Representações LTDA. A área, superior a 3 mil metros quadrados, é fundamental para a implantação de infraestrutura de apoio para a Copa do Mundo de 2014.

Em fevereiro de 2009, a ação foi julgada em primeiro grau procedente. Na ocasião, foi concedido prazo de 30 dias para a empresa deixar a área. Após a interposição de inúmeros embargos de declaração por parte dos posseiros, a desembargadora Elaine Maria Canto da Fonseca, da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, mandou que fosse cumprida a reintegração de posse.

O cumprimento da ação será acompanhado pela Guarda Municipal e Brigada Militar. No decorrer da ação um dos proprietários resistiu e a Brigada Militar está no comando da operação.

Correio do Povo

__________________

BM acredita que homem que resiste a reintegração esteja armado

Proprietário de lavagem de carros se recusa a deixar o terreno em Porto Alegre

Gate foi acionado para auxiliar na rendição do homem, que estaria armado, segundo a polícia  Crédito: André Ávila

Gate foi acionado para auxiliar na rendição do homem, que estaria armado, segundo a polícia Crédito: André Ávila

O proprietário de um posto de lavagem de carros situado na avenida Padre Cacique, em Porto Alegre, que se nega a deixar o local para o cumprimento do mandado de reintegração de posse, estaria com duas armas, conforme o relato de vizinhos à Brigada Militar (BM). “Os vizinhos disse que já viram ele tanto com revólver como pistola, mas não temos como confirmar. A tendência é que ele esteja armado”, disse o tenente-coronel Altemir Silva de Lima, do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM). “Vamos dar tempo que ela saia”, afirmou. Segundo Lima, já foram feitas negociações.

O homem, de 50 anos, se recusa a sair da área para o cumprimento do mandado de reintegração de posse permitido à prefeitura da Capital. Ele alega que mora no local há 20 anos. A ação judicial faz parte das desapropriações para as obras da Copa do Mundo de 2014. Vários estabelecimentos estão sendo desocupados para a reforma do viaduto Dom Pedro I, na região.

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar (BM) foi acionado no final da manhã desta quarta-feira para auxiliar na rendição do homem. Segundo a BM, ele teria o registro de duas em seu nome.

De acordo com o relato de uma oficial de Justiça, ao tentar entregar o documento judicial para o proprietário, por volta das 10h, ele se recusou a deixar o local e se refugiou nos fundos do estabelecimento.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) precisou bloquear a avenida Padre Cacique, nos dois sentidos, por causa da movimentação da polícia. O desvio é feito pela avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio). Pouco antes das 14h30min, o trecho foi liberado no sentido bairro-Centro da via. Conforme a EPTC, há congestionamento na região.

Em função do bloqueio, o acesso ao comércio local e ao Colégio Maria Imaculada está prejudicado. A escola informou que as aulas correm normalmente e que será possível, em função do transtorno, que os alunos entrem com atraso. Apenas eventuais provas serão transferidas para que ninguém seja prejudicado.

posse-terreno2

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

39 respostas

  1. Quero saber é quando vao tirar o MecAurio, o posto Shell, e as escolas de samba que sismam em continuar funcionando, alem da vila que tiraram uma parte mas tem gente ali ainda, pois vem seguido pessoas dali, pedir coisa nas casas aqui na rua em que eu moro.

    Curtir

  2. Aquela área é aterro e quem esta lá invadiu, como os governos não tomam providências no inicio das invasões depois tem que agir desta forma e causar polêmica. O Inter ganhou aquela área até hoje não sei o Por quê?

    Curtir

  3. @Georgeano: Enquanto o nosso prefeito nao criar “culhoes” de verdade vamos todos continuar refens dessa cambada de anarquistas.

    Curtir

  4. Ele é meu tio.

    O problema todo foi a incompetente da oficial de justiça, que tentou desapropriar todo o terreno, sendo que na verdade a liminar valia apenas para a casa dele, e não a do irmão. Se trancou lá pra que alguém os ouvisse, antes de demolirem a casa do irmão dele, pois bem, deu no que deu.

    Após tanto sufoco o procurador do município verificou que havia mesmo falha da oficial, e amanhã um topógrafo irá medir o terreno para saber a área a ser desapropriada.

    PS: Ao que me consta esse terreno é da união, visto que é aterro do guaíba, e meu tio está lá há 30 anos, inclusive foi ele que terraplanou e arrumou todo o terreno. Será mesmo que tudo isso é justo?

    Tem bem mais por trás disso… Espero que os meios de comunicação divulguem a entrevista que ele deu agora há pouco.

    Uma boa noite a todos.

    Curtir

    • O terreno não é da União, no processo isso já foi dito. É da prefeitura. Justo? Não sei. Pelo que consta no processo, ninguém que ali esta anda pagando a contrapartida pelo uso do terreno faz muito tempo….

      Curtir

      • Sim, mas ele tenta provar o contrário na ação federal, tanto é que pode ser expedida uma liminar a qualquer minuto reintegrando a posse para ele.. Enfim, vamos ver. A questão que todo esse problema foi gerado pelo erro da oficial de justiça, que tentou reintegrar dois terrenos, ao invés de um.

        Curtir

  5. Agora falta retomar a área do galpão da Imperadores e do bailão do Saldanha para dar continuidade a Edvaldo e acabar com o afunilamento e tranqueira diária.

    Curtir

  6. Ao cobrar o IPTU a Pref. Mun. POA esqueceu que a área não lhe pertence. O que teria levado a Pref. Mun. POA a patrocinar o Inter(estádio), o Clube de Piscinas junto à margem do rio. Comenta-se que o Inter paga uma mensalidade em torno de 45 mil mensais a Pref. pelo uso da área, um negócio da china e de amigos do peito.

    Quanto aos demais, despejo é a solução.

    Viva a Copa do Mundo.

    E Agora José, em que o casal se encontra em viagem a custas do erário público para participar de formatura do filho da primeira dama, sob alegação de buscas pelo TI, patrocinado em parceria com uma empresa que mantém contrato com a Pref. Mun. POA..

    Curtir

    • Por essas e por outras que até hoje não me conformo de colocarem escolas de samba em frente a um asilo, e proximo a hospital. Bom, isso tudo, aquela area, escolas de samba e a casa de passagem (vulgo antro de drogas e mini favela), foi posto ali pelo governo Olivio Dutra, se não me engano, espero que com essa “limpeza” e o projeto do hotel, vingue, e as coisas ali fiquem um pouco melhores, moro na frente do estadio e sei como é essa área aqui, pois moro a 45 anos na frente do estadio.

      Curtir

    • Ah Sobradinho, me desculpe, MAS QUE MENTIRADA HEIM? Da uma lidinha, pode por cima mesmo, do processo do cidadão que verás que o tu tu tá falando foi exaustivamente debatido e afastado. Não cola essa falácia agora.

      Curtir

  7. E vao rolar abaixo assinados e audiencias publicas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: