Nova sede da Fundação Iberê Camargo comemora cinco anos com visita mediada

Atividade gratuita, focada na arquitetura do prédio, marca os cinco anos da sede projetada pelo português Álvaro Siza

Fundação Iberê Camargo_Crédito Mathias Cramer9

Para comemorar o aniversário de cinco anos da atual sede da Fundação Iberê Camargo, o Programa Educativo promove, nesta quinta-feira (30), visitas mediadas com foco na arquitetura do edifício projetado por Álvaro Siza. O projeto, que recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza, em 2002, foi desenvolvido especialmente para abrigar o acervo e as atividades da Fundação, atendendo a todas as exigências técnicas para a conservação e exibição de obras de arte. As visitas, com 1h30 de duração, ocorrem às 16h e às 18h e incluem a projeção de Mestres em Obra, filme que registra o processo de construção do prédio. A atividade é gratuita e mais informações podem ser obtidas através do e-mail educativo@iberecamargo.org.br ou do telefone (51) 3247 8001. Desde que foi inaugurada, a Fundação Iberê já recebeu cerca de 370 mil visitantes de várias partes do país e do exterior.

SERVIÇO

O quê: Visita guiada ao prédio da Fundação Iberê Camargo,
em comemoração aos cinco anos da sede
Quando: Quinta-feira, dia 30, às 16h e às 18h
Quanto: Gratuito. As empresas Gerdau, Itaú,
Vonpar e DeLage Landen garantem a isenção de taxa
Informações pelo e-mail
educativo@iberecamargo.org.br
ou pelo telefone (51) 3247 8001

Neiva Melo Comunicação Empresarial



Categorias:Cultura

Tags:,

6 respostas

  1. Agora so faltam dar um “up” no entorno….com criacao de calcadas decentes, decks, quem sabe ate um pequeno pier com bar na frente do museu.

    Curtir

  2. A forma desleixada , pricipalmente, nem um pouco preucupada com a imagem dessa cidade, mostra que a mentalidade das pessoas daqui (nao eh culpa so dos politicos, porque as pessoas acham maravilhosa nossa orla no Marinha e Gasometro, caminham orgulhosos de sua sua terra com o chimarrao na mao) eh uma mentalidade desleixada. Portoalegrenses sao desleichados. Talvez por causa da origem guasca, gauderia, tche.
    Portoalegre tem uma mentalidade BEM diferente das cidades da serra, de Novo Hamburgo pra cima. Triste !

    Curtir

    • Me mostra outra obra com concreto branco em tamanha escala e tão boa execução no Brasil

      Curtir

  3. Linda edificação, tanto no formalismo como na execução.

    Curtir

  4. Parabens ao museu e a Porto Alegre !

    Merece APLAUSOS, tambem, o fato de a entrada ser gratuita.

    Agora so falta uma coisa, pelamordedeus ! Botem uma iluminacao noturna nesse predio que eh renomado internacionalmente e, mais que isso, eh um novo e poderoso cartao postal da cidade!

    Eh revoltante ver o vulto dele escondido no breu !

    Curtir

  5. Uma das vistas mais bonitas e impressionantes da Capital gaúcha está fora do mapa turístico há cerca de 10 anos. Porém, a falta de segurança no mirante do Morro Santa Tereza vem de muito tempo antes. A solução encontrada foi fazer com que esse belo local caísse no esquecimento do povo.
    Foi criada uma uma forma barata de corrigir o problema, que na época estava sendo muito debatido pela imprensa. A prefeitura riscou o mirante do mapa. Isso mesmo! O problema de segurança continua, o que aconteceu foi o “esquecimento” da região, já que turista algum vai lá.
    As poucas pessoas que ainda freqüentam o local não contam com a mínima infra-estrutura. Uma das paisagens mais belas que já conheci caiu no esquecimento. Essa é a verdade. Não acredito que alguma cidade não gostaria de ter a paisagem proporcionada pelo mirante Santa Tereza. Porto Alegre tem e despreza.
    Para devolvermos a vida àquela região, cercada de favelas e de emissoras de televisão, a prefeitura é obrigada a rever a questão da segurança, acrescentá-la ao roteiro da Linha Turismo, fomentar o desenvolvimento do comércio local e, quem sabe, melhorar as condições de vida dos moradores locais.
    Fazer o problema cair no esquecimento não o elimina! Ação já!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: