Morro Santa Teresa pode virar Área de Interesse Ambiental

Vereadora Sofia Cavedon. Foto: Elson Sempé Pedroso

Vereadora Sofia Cavedon. Foto: Elson Sempé Pedroso

Entrou em Discussão Preliminar de Pauta, na sessão ordinária desta segunda-feira (10/6), na Câmara Municipal, o Projeto de Lei que Institui Área Especial de Interesse Ambiental sobre área do Morro Santa Teresa, com identificação de Área de Proteção do Ambiente Natural, de Área de Interesse Cultural, bem como institui Área Especial de Interesse Social.

A proposta, encaminhada pela vereadora Sofia Cavedon (PT), versa sobre a necessidade de preservação da área, a partir do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Porto Alegre (PDDUA), e garante que o espaço deverá ser considerado um bem de domínio público.

De acordo com o projeto, deverão ser realizadas as seguintes ações: “a implantação de equipamentos comunitários e públicos de saúde, de assistência social, de educação, de esporte e lazer e de cultura; a promoção da qualificação urbana por meio da implantação das redes de infraestrutura básica e da qualificação dos espaços públicos; e a fiscalização efetiva e permanente das áreas de proteção ambiental e do patrimônio cultural”.

Na justificativa do projeto, Sofia argumenta que ele “vem suprir a responsabilidade do ente municipal com a identificação da área nos parâmetros do Plano Diretor da cidade, caracterizando-a como Área de Proteção do Ambiente Natural, com identificação de necessidade de recuperação do solo e de recuperação paisagística, estabelecendo as Áreas de Interesse Social a fim de viabilizar a regularização fundiária e urbanização das comunidades ali estabelecidas e a preservação dos bens culturais e ambiências ali existentes”.

Texto: Gustavo Ferenci (reg. prof. 14.303)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)

Câmara Municipal



Categorias:Meio Ambiente, Morro Santa Teresa, Morros da Cidade

Tags:,

24 respostas

  1. Cada vez que vejo como tá ficando o morro da polícia, o morro Santana e agora o Santa Teresa (ainda mais com esse projeto de lei) o meu medo de termos favelas “Rio Style” tá cada vez maior….

    Curtir

  2. Sou a favor da preservação dos morros da capital, mas sou principalmente contra a hipocrisia. Se esses morros podem ser ocupados irregularmente por vilas e favelas, por que então não podem ser urbanizados? Infelizmente tentativas de transformar essas áreas em regiões de interesse “público” significa regularizar as invasões…

    Curtir

  3. Já foi feito um concurso acadêmico de urbanização do morro alguns anos atrás.

    Houveram participantes do mundo inteiro com projetos bem interessantes. A proposta de reurbanização do morro é muito interessante, desde que seja bem pensada e não com o padrão de reurbanização deficiente que existe hoje em Porto Alegre.

    Vale a pena dar uma conferida; os projetos premiados podem ser visualizados no link abaixo:

    http://www.ifhp2010portoalegre.com.br/portugues/index.php?p=premiados

    Curtir

  4. O projeto diz:

    “a implantação de equipamentos comunitários e públicos de saúde, de assistência social, de educação, de esporte e lazer e de cultura”

    Um Centro de Eventos é um equipamento comunitário e entra como cultura.

    Não ententi o motivo do alarde

    Curtir

  5. Vai viajar Sofia, te apega as favelas do Rio; Te apaixona nesse dia dos namorados. Faz um projeto lei para ajudar os professores,não é só ficar pedindo voto e não fazer nada por eles.

    Curtir

  6. A Sofia Cavedon é ex-professora de Educação Fisica do ensino médio. Ela devia se limitar a pensar em projetos sobre atividades fisicas e coisas afins, como a instalação de equipamentos de exercicio nos parques.

    Mas não, isso ia receber uma nota pequena na zero hora no máximo, não ia sair no diário gaucho.

    Coisas em que a Sofia Cavedon esteve envolvida nos ultimos anos:
    – Movimento contra revitalização do pontal do estaleiro
    – Protestos do CPERS (somente até 2010 quando Tarso tomou posse)
    – Greves da Carris pelos mais diversos motivos
    – Tombamento do Olímpico
    – Revisão da tarifa de onibus
    – Protesto das árvores do gasometro

    Resultados efetivos:
    – Sinceramente não achei nenhuma lista de leis aprovadas, exceto algumas gratuidades e eventos culturais.

    Curtir

  7. hahahaha esse tipinho não descansa nunca né? Como o pessoal aqui já disse, foi surgir a ideia do Centro de Eventos no local e essa ralé já tem que se manifestar (contra obviamente). Projeto bom de verdade ela tem? Eles querem é ficar trocando nome de rua e agitando. Com tantos problemas que a cidade possui…..

    Curtir

    • Será que temos que fazer um ato de desagravo para a Sofia.
      Nunca fez nada e agora quer se meter no que não entende.
      Acho que vai precisar dos votos dos “moradores” do morro.
      E não esqueçam: aquela área é os dodoi das freiras do Hospital Mãe de Deus.
      Remédios, comidas, roupas, acesso para ambulância que não tinha e por ai vai..

      Curtir

  8. Área Especial de Interesse Social = Preservação das favelas e maloquerada “Ad Eternum”. Área de Interesse Cultural = Decretar que favelas são pontos de atração turística. Lamentável.

    Curtir

  9. Que eu saiba, todos os morros da cidade são áreas de preservação permanente. Por que essa lei específica para o Santa Tereza?

    Curtir

  10. Oportunista ao extremo, é só surgir a ideia do centro de eventos que vem essa ideia. Vejo mais favelas surgindo.

    Curtir

  11. (continua) Se vão desapropriar a maioria dos moradores então porque não repassam toda área para o parque de eventos do Estado em vez de deixar área não ocupada por moradores degradando com alegação de ‘proteção ambiental nativa’ sabendo que não terá proteção alguma e sim reaquecimento da especulação imobiliária, como em 2008.

    Curtir

  12. Só por que ta nesse rolo sobre o centro de eventos, né?

    hahaha

    Provavelmente, caso isso seja aprovado, vai virar uma favela, por que pra isso pode, são votos em jogo né..

    hahaha

    É só ver o resto dos morros de Poa…

    Curtir

  13. E outros 75% dos moradores vão para onde?
    .
    Porque não tem como fazer tudo o que ela está requerendo com essa lei e ainda haver espaço físico para mais 25% dos atuais moradores na matricula do município, usando os critérios técnicos de regularização fundiária e do plano diretor da cidade.
    .
    Lembrando que as outras matriculas onde os moradores estão ocupando são do Estado e do Asilo Padre Cacique (Fundação) e sem falar que estão sobrepostas, esperando decisão judicial para regularizar.

    Curtir

  14. Nããããããaããããããããão!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: